Notícias

Placa de LED com ‘X’ na sede do Twitter que incomodou vizinhos é retirada

0

A nova sede do Twitter, agora com nome de “X”, causou desconforto entre os vizinhos em San Francisco, Califórnia.

Após ser instalada na sexta-feira (28), a placa de LED foi criticada por suas “luzes intrusivas”. Em resposta a uma investigação do Departamento de Inspeção de Construções (BID) da cidade, ela precisou sair.

A investigação teve como base a possibilidade de que o sinal “X” estivesse violando as regras de licenciamento para esse tipo de sinalização.

Um inspetor do BID, que preferiu não se identificar, teve o acesso ao topo do prédio negado duas vezes, sendo informado de que a placa era temporária.

De fato, o incômodo foi de curta duração, pois a placa permaneceu no local por apenas três dias e foi retirada pela equipe do próprio Twitter nesta segunda-feira (31).

Quais as leis de sinalização?

As leis de sinalização luminosa variam conforme a região, mas geralmente visam garantir a segurança, estética e harmonia visual do ambiente urbano.

Por isso, antes de instalar qualquer placa, é geralmente necessário obter permissões e licenças específicas das autoridades competentes, visando ficar dentro das regulações locais.

Além disso, existem especificações de tamanho máximo permitido, bem como suas dimensões em relação ao prédio. Isso evita obstruções, com visibilidade adequada e menos distrações perigosas para motoristas ou pedestres.

Um dos principais pontos que removeram a placa da nova sede do Twitter foi a intensidade da luz. Ela não pode incomodar pessoas em prédios vizinhos, além da sensibilidade e segurança.

Em algumas áreas, pode haver regulamentações específicas sobre o horário em que a sinalização luminosa pode ser ativada ou desligada, especialmente em regiões residenciais.

Mensagem

Não existem informações do caso se a mensagem tinha autorização para estar no prédio, mas uma das regulações incluem essa atenção.

Ainda, vale mencionar que a nova sede do Twitter estava substituindo sua antiga estrutura, e precisaria verificar permissões específicas.

É importante ressaltar que as leis mudam de uma jurisdição para outra, além da intenção da placa e do ramo do prédio. Nesse caso, Elon Musk e sua equipe precisariam conferir os indicativos antes de gastar com a placa.

Via G1

Nova sede do Twitter segue rebranding

A rede social Twitter passou por um rebranding na última semana, conforme anunciado pelo proprietário Elon Musk no domingo passado (23). A conhecida logo do passarinho foi substituída pela letra “X”.

A CEO da empresa, Linda Yaccarino, parabenizou os funcionários pelas mudanças e compartilhou os planos futuros da rede.

No momento, a intenção é transformá-la em um superapp, unindo diversos tipos de serviços, incluindo financeiros, em uma única plataforma.

Além disso, a empresa também implementou um novo modelo de monetização de conteúdo na plataforma, o qual exige que os usuários sejam verificados e tenham no mínimo 500 seguidores para participar.

No entanto, os usuários não parecem muito entusiasmados com essas alterações. Não foi apenas o letreiro da nova sede do Twitter que levantou críticas. Isso porque toda a marca da rede social mudou.

Há anos, os usuários se acostumaram com os símbolos, formatos e mascotes. Contudo, Elon Musk mudou tudo, gradualmente. Desde o nome, até os logos e modos de utilizar a rede.

Dessa forma, a compra bilionária pela plataforma acabou se apresentando como um investimento sem objetivo. Embora o dono da rede não divulgue todas as suas intenções, os usuários duvidam do que ele está fazendo.

Agora, sem usuários de apoio e sem letreiro luminoso, esperamos quais os próximos passos do bilionário excêntrico em sua nova marca X.

 

Fonte: Tecmundo

Imagens: Tecmundo, G1

Farmácias podem fazer exames de análises clínicas a partir de hoje

Previous article

Quem era o ator Angus Cloud, o Fezco de Euphoria, que morreu aos 25 anos?

Next article

Comments

Comments are closed.