Curiosidades

Por que os astronautas deixaram cocô na lua?

0

A ciência nem sempre é bonita, e as explorações espaciais muito menos, afinal, até cocô na lua os astronautas já deixaram!

Poucas pessoas sabem, mas o nosso satélite natural não possui apenas rochas, sedimentos e poeira estelas, mas também dejetos humanos de missões anteriores.

Imagine o seguinte cenário: você está flutuando no espaço, observando a Terra de longe, um pequeno ponto azul na imensidão do universo. Em missão, você faz suas refeições adaptadas e realiza as atividades que precisa.

No entanto, seu estômago acorda e diz que é hora das necessidades fisiológicas! E agora? A gravidade na lua é diferente, e certamente não existem canos e uma privada instalada.

Inclusive, até pequenos atos, como coçar a cabeça, se tornam impossíveis quando estamos com capacete, por exemplo.

Para isso, os especialistas criaram algumas soluções criativas, como um velcro especial para os astronautas coçarem seu rosto, por exemplo. Voltando ao problema inicial, a solução seguiu essa mesma linha de raciocínio.

A preocupação era lidar com os fluídos corporais, desde urina, suor e, claro, os dejetos humanos. No entanto, mesmo com tanto dinheiro e investimento, a proposta mais simples, e a que mais fazia sentido, era apenas que os astronautas se aliviassem de maneira segura e higiênica, mas em um local no espaço.

Via Globo

As primeiras instalações

Os primeiros exploradores do espaço enfrentaram instalações rudimentares, e foram os testes para ver o que funcionava. Inicialmente, os banheiros a vácuo  eram menos do que confortáveis.

Enquanto isso, os astronautas da Apollo, por exemplo, encararam a tarefa desafiadora de urinar em pé e se apegar a um vaso sanitário para lidar com outras necessidades.

Em seguida, precisavam retirar aqueles resíduos da nave. A solução foi usar sacos higiênicos e cuidadosamente coletar o que fosse preciso, para, então, lançar no espaço.

Exatamente! Mesmo que algumas missões tentem armazenar para realizar o correto descarte, nem sempre era possível. Por isso, existe cocô na lua. Muitos astronautas deixaram seus pacotinhos no espaço, e eles ainda estão lá, navegando na gravidade.

A perspectiva é que existem cerca de 96 sacos de resíduos humanos próximos da lua, o satélite que recebeu mais missões.

Solução ideal

Deixar cocô na lua pode parecer descuidado à primeira vista. Afinal, nosso satélite natural deve ser preservado, e permaneceu longe dos humanos até 1969.

Contudo, é importante lembrar que cada decisão no espaço precisa de uma análise equilibrada de prós e contras.

Nas missões Apollo, por exemplo, o peso era uma consideração crucial. Como os astronautas precisavam recolher rochas lunares e amostras para análise, deixar cocô na lua parecia aceitável.

A ideia de cocô extraterrestre também pode parecer engraçada, como era de se esperar. A internet brincou bastante com essa revelação. No entanto, há mais do que apenas um fato curioso nisso.

A ciência tem um autêntico interesse nesse resíduo espacial. Afinal, ela pode estudá-lo para desbloquear respostas sobre a vida além do nosso planeta.

Recuperar o cocô na lua

Surpreendendo as expectativas de muitos, a NASA planeja recuperar esses resíduos. Ou seja, ela quer pegar de volta os sacos com cocô na lua.

E isso não se trata apenas de uma missão de limpeza; o objetivo é estudar os micróbios presentes nesses resíduos.

Claro, alguns podem se perguntar por que ter todo esse trabalho apenas para avaliar alguns resíduos. Além disso, as condições adversas provavelmente alteraram sua formação.

Via PNGTree

No entanto, a ciência prospera desafiando suposições convencionais. Por isso, alguns pesquisadores acreditam que esses micróbios podem ter se adaptado e sobrevivido.

Se essa hipótese for verdadeira, abrirá uma porta para compreender a possível evolução da vida extraterrestre. Ainda, vale reforçar que os dejetos humanos contém diversos corpos com alta resistência e que contribuem com o processo de decomposição e ciclo da vida.

Dessa forma, é uma chance de entender como isso se comporta em outra gravidade, temperatura e local com condições não-ideais.

Assim, para a surpresa de alguns, a exploração espacial não é tão glamurosa quanto se pensa, e não se resume apenas a foguetes, buracos negros e estrelas.

Às vezes, envolve desafios pequenos, simples e até mesmo um pouco nojentos, com soluções que precisam se adaptar a isso. Se os humanos precisam deixar cocô na lua para seguir sua jornada de descobrimento, então que assim seja!

 

Fonte: Mistérios do Mundo

Imagens: PNGTree, Globo

Como Suzane von Richthofen reagiu aos filmes sobre o caso?

Previous article

Enem 2023: veja 5 dicas do que fazer na véspera da prova

Next article

Comments

Comments are closed.