Curiosidades

Qual foi o pior ano da história?

0

O pior ano da história foi assolado por uma pandemia global ou foi marcado por desastres naturais, ocasionados pelas aceleradas mudanças climáticas? O período mais marcante da história foi aquele em que a sociedade se viu diante de explosões devastadoras, com pessoas lutando por alimentos?

Bom, independente qual seja o pior ano da história, sabemos que a humanidade vivenciou momentos terríveis. Por conta disso, decidimos listar aqui alguns acontecimentos que deixaram feridas abertas e que, consequentemente, foram difíceis de cicatrizar.

Como definir um ano como o pior de todos é muita responsabilidade, pontuamos aqui os momentos mais difíceis que a sociedade teve que enfrentar. Portanto, a seleção fica por conta de vocês.

1945, bombas atômicas

O ano de 1945 foi marcado pelo fim da Segunda Guerra Mundial. O planeta, engolfado pelo conflito, promoveu a invenção e o uso de bombas nucleares. À época, cerca de 11 milhões de civis perderam a vida. A proliferação de armas nucleares por si só representou a existência da ameaça – a qual vivemos sob as sombras até hoje.

Apesar da carnificina – e do medo instaurado -, a humanidade se recuperou. A Revolução Médica, que veio logo depois do fim da guerra, juntamente com o surgimento das Nações Unidas, fortaleceu amplamente a sociedade contra muitos perigos, incluindo a fome.

1520, Varíola

Em 1520, o conquistador Panfilo de Navarez chegou ao México de navio para auxiliar Hernán Cortés durante a guerra contra o Império Asteca. Um dos homens que estava abordo do bordo de seu navio acabou trazendo a varíola para o Novo Mundo. Ironicamente, a doença acabou fazendo a maior parte do trabalho de Navarez – matou 90-95% da população nativa. Impérios em todas as Américas foram arruinados.

A doença, quando surgiu, foi, sem sombra de dúvida, um dos momentos mais trágicos da história, afinal, como todos sabem, a varíola se alastrou por séculos antes de ser completamente erradicada, em 1979.

1349, Peste Negra

A Peste Negra é considerada a epidemia mais mortal da história. De acordo com relatos históricos, a doença se espalhou por oito anos enquanto somente na Europa. Em tal período, matou cerca de 60% dos europeus. Enquanto o mundo se recuperava da Segunda Guerra Mundial, a Peste Negra fez a população europeia retroceder em quase 200 anos.

Assim como a Varíola, a Peste Negra despertava sintomas horríveis. Junto com convulsões, febre e gangrena, as pessoas que eram contaminadas tinham que também conviver com um doloroso inchaço linfático sob os braços e na virilha.

536, A Idade das Trevas

Conhecida também como a “Grande Mortalidade”, o Idade das Trevas foi marcada por doenças, fome, desastres naturais e drásticas mudanças climáticas. O ano 536 foi, de longe, um dos piores que a humanidade vivenciou. Tudo começou com uma erupção vulcânica de proporções maciças. Os vestígios da erupção foram encontrados até em geleiras. Na época, o planeta Terra foi coberto por uma espessa nuvem de cinzas.

O fenômeno foi comparado com a erupção do vulcão Krakatoa, da Indonésia. Quando o vulcão em questão explodiu, em 1883, a erupção alterou o clima por meses, mudou a pressão atmosférica ao redor do mundo e ejetou cinzas suficientes na atmosfera para inspirar a pintura Pânico de Edvard Munch, na Europa – do outro lado do mundo.

Veja como espantar o cansaço com uma alimentação correta

Matéria anterior

6 coisas que devemos trocar anualmente e provavelmente não sabe

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.