Qual o verdadeiro significado do símbolo SOS?

POR A redação    EM Mistérios & Horror      02/09/15 às 16h46

Muita gente acha que o sinal de socorro (SOS) é uma abreviatura do termo em inglês "salve nossas almas" ou "salvar o nosso navio." Mas, na realidade, "salvar as nossas almas" e "salvar nosso navio" não tem nada a ver com o real significado. Para dizer a verdade, as letras não representam nada.

O sinal não é realmente composto três letras individuais. Isso é um erro. O "SOS" é apenas uma seqüência de um código Morse contínuo de três pontos, três traços e três pontos tudo juntos sem espaços (... --- ...). Os três pontos formam a letra "S" e os três traços formar um "O" em código Morse Internacional, no entanto, o sinal veio a ser chamado de "SOS" por uma questão de conveniência.

Então, por que usar essa seqüência específica de pontos e traços se não há nenhum significado para ele? Porque era a melhor maneira de fazer o chamado. Quando as máquinas radiotelegráficas sem fio surgiram em navios na virada do século 20, marinheiros em perigo precisavam de uma maneira para atrair a atenção e pedir ajuda - um sinal único que iria transmitir de forma clara e rápida e não fosse confundido com outros sinais.

Na primeira fase do código Morse, diferentes organizações e países tinham seus próprios sinais de socorro. A Marinha dos EUA usava "NC", que era o sinal da bandeira marítima para socorro no código internacional de sinais. A Marconi Company, que arrendou os operadores de equipamentos e de telégrafos para vários navios, usava o código "CQD". Quem implantou o "SOS" primeiramente foram os alemães em 1905.

Ter sinais de socorro múltiplos era confuso e potencialmente perigoso. Isso significava que um navio em perigo em águas internacionais tinha uma barreira da língua para superar, mesmo usando o código Morse internacional. Devido a esta e outras questões, vários países decidiram se reunir e discutir a ideia de estabelecer algumas normas internacionais para comunicações radiotelegráficas.

Em 1906, a Convenção Internacional do Telégrafo sem fio convocada em Berlim, e os delegados tentaram estabelecer uma chamada de socorro internacional. Marconi sugeriu "-.--. .-- ..", e "......... -..-..- .." ("SSSDDD"), mas foi considerado muito extenso. A Alemanha sugeriu o "... --- ...", que poderia ser enviado rapidamente e era difícil de ser mal interpretado. Ele foi escolhido como o sinal de socorro internacional para as nações que se reuniram na conferência e entrou em vigor em 01 de julho de 1908.

A BORDO COM O "SOS"

O primeiro uso registrado do "SOS" como um sinal de socorro foi pouco mais de um ano depois, em agosto de 1909. Os operadores sem fio na SS Arapahoe enviaram o sinal quando o navio teve uma hélice quebrada fora da costa de Cape Hatteras, Carolina do Norte.

A Marconi Company foi particularmente relutantes em desistir do "CQD". Os operadores de Marconi a bordo do Titanic, inicialmente, enviaram o sinal "CQD" depois que o navio colidiu com um iceberg, até que o outro operador sugeriu que tentassem o novo sinal "SOS", também.

A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+