Curiosidades

Real Digital: o que é e para que serve a moeda virtual brasileira

0

Quando o assunto é dinheiro e formas de gastá-lo a maioria das pessoas ficam interessadas. Hoje em dia já temos uma variedade de formas de comprar alguma coisa, seja por dinheiro em espécie, cartões, PIX ou moedas virtuais. No entanto, as pessoas parecem sempre estar pensando em formas de melhorar a forma de pagamento.

Por exemplo, conseguir fazer uma compra e pagar de uma maneira simples, rápida e ágil através de uma moeda digital. Nesse caso, a pessoa não teria que se preocupar se a transação iria ser ou não aceita, ou então ter medo de que seus dados pessoais poderiam ser roubados. Além disso, a compra seria concluída sem as taxas bancárias. Isso tudo parece um sonho, mas é o esperado com o Real Digital.

Por mais que nos dias atuais isso ainda não seja possível, em breve se tornará realidade no Brasil. Isso porque o Banco Central (BC) começou a testar o Real Digital antes de ele ser oficialmente lançado. Ele será a moeda virtual oficial do nosso país.

Muitas pessoas podem achar que isso será a mesma coisa que o PIX ou as criptomoedas, mas a verdade é que não. Mesmo assim, o Real Digital tem o potencial de mudar de forma radical como os brasileiros fazem pagamento, recebem dinheiro, compram e investem.

O que é essa moeda virtual

Tecmundo

Assim como o próprio nome indica, o Real Digital será a primeira moeda digital oficial do país. Ele é uma extensão das cédulas físicas tradicionais, no entanto, terá suas transações apenas no mundo digital.

Ele é classificado como Central Bank Digital Currency (CBDC), ou moeda digital de banco central, traduzido. Quem irá produzir o Real Digital será o Banco Central e ele irá seguir as regras da política monetária brasileira.

Em outras palavras, uma CBDC é uma versão virtual da moeda de determinado país. Ela é um moeda alternativa, mas que tem o mesmo valor do dinheiro tradicional.

Objetivo

UOL

Os objetivos principais do Banco Central com o lançamento do Real Digital são baixar os custos das operações bancárias, e ampliar o número de pessoas no mercado financeiro. De acordo com o BC, ela é focada nos “consumidores conectados ao mundo digital”.

O banco também disse que com o Real Digital deve ficar mais fácil o acesso das pessoas aos recursos financeiros através da tecnologia. Isso porque eles querem levar essa moeda virtual para o cotidiano das pessoas e deixar mais simples todo o processo de movimentação do dinheiro, seja em investimentos, compras no varejo, ou transações bancárias.

Essa criação é parte de várias medidas do BC para que a economia do Brasil fique digitalizada. Assim, nosso país poderá acompanhar os avanços tecnológicos que estão vindo e ficar mais preparado para o que chama de Web 3.0.

Sobre a moeda, o BC disse: “tem o potencial de melhorar a eficiência do mercado de pagamentos de varejo e de promover a competição e a inclusão financeira para a população ainda inadequadamente atendida por serviços bancários. A crise da pandemia evidenciou a importância de os instrumentos digitais de pagamentos chegarem aos segmentos mais vulneráveis e afetados da população”.

Ainda de acordo com a instituição, essa inovação irá modernizar o sistema bancário e de pagamentos. E eles também apontam que mais de 80 países também elaboraram ou colocaram em prática projetos de moedas virtuais.

Como funcionará

The news

O Real Digital poderá ser acessado através de uma carteira digital que será responsabilidade dos bancos ou instituições financeiras. O que se espera no futuro é que essa moeda seja usada em qualquer lugar do mundo sem que precise fazer a conversão.

O BC também garante que mesmo com essa moeda virtual, os outros recursos, como as formas tradicionais de movimentação de dinheiro, irão continuar disponíveis.

Com o Real Digital será formada uma relação mais próxima com o que se chama de Internet das Coisas (IoT). Isso nada mais é do que a interconexão digital entre objetos físicos usados no dia a dia e à internet. É na verdade uma rede de objetos que têm sensores, software e mais tecnologia para conseguirem conectar e trocar dados com outros dispositivos e sistemas através da internet.

Fonte: Info money

Imagens: Tecmundo, UOL, The news

Maior organismo do mundo está sendo comido lentamente

Previous article

Descobertas valiosas e bizarras em lugares totalmente inesperados

Next article

Comments

Comments are closed.