Entretenimento

Ricky Martin comparecerá a tribunal de Porto Rico devido a ordem de restrição

0

O cantor e ator Ricky Martin deve comparecer hoje (21/07) a um tribunal de Porto Rico, onde uma juíza decidirá se prorroga uma ordem de restrição emitida em favor de um homem que afirma ter sido assediado pelo artista. O cantor nega as acusações.

A juíza Raiza Cajigas emitiu a ordem em 2 de julho após um homem ter apresentado uma queixa de violência doméstica. Ele afirma que temia por sua segurança, porque Ricky Martin se recusou a aceitar o término do relacionamento romântico de sete meses.

O homem ainda afirma que Martin continuou ligando para ele e ficava do lado de fora de sua residência.

“Estamos tratando dessa questão com diligência e estaremos preparados no tribunal na quinta-feira”, declarou Joaquin Monserrate, um dos advogados de Martin, em entrevista por telefone.

Monserrate disse que a queixa é civil e que nenhuma acusação criminal foi feita contra Martin.

Denunciante é um sobrinho, afirma imprensa americana

Foto: Vianney Le Caer/ Invision/ AP

O nome do homem que denunciou o cantor não foi informado, de acordo com os regulamentos de violência doméstica. No entanto, (16) foi divulgado pela imprensa americana que quem faz a acusação é um sobrinho de Martin.

“Ricky Martin não está, nunca esteve e nunca estará, envolvido em qualquer tipo de relacionamento romântico ou sexual com o sobrinho dele”, disse o advogado ao site americano Vulture, da New York Magazine.

A ordem de restrição expira em 21 de julho.

No dia 3 de julho, o cantor comentou no Twitter que a ordem foi obtida sob “alegações completamente falsas”, acrescentando que não poderia comentar mais porque é uma questão legal em andamento.

Acusações podem deixar Ricky Martin fora de importante série da AppleTV

Foto: REUTERS/ Sarah Meyssonnier

De acordo com a imprensa inglesa, repercutida pelo site O Fuxico, a AppleTV estaria colocando em espera sua série “Mrs. American Pie”, que conta com a participação de Ricky Martin, devido às acusações de violência doméstica. Na série, o cantor porto-riquenho vai compartilhar créditos com Kristen Wiig, Laura Dern, Bryan James, Carol Burnett, Allison Janey, Leslie Bibb e Kaia Gerber, entre outros.

Conforme o Daily Star, os produtores estão preocupados com a reputação do artista. Ricky Martin assinou contrato em fevereiro deste ano para fazer parte da comédia de 10 episódios. No entanto, parece que os estúdios pediram um tempo para seguir até que ele confirme que é inocente das alegações.

De acordo com O Fuxico, uma fonte ligada ao projeto disse: “Definitivamente há uma preocupação na produção sobre o que fazer nessa situação… Ricky ainda está no projeto, mas algumas estrelas envolvidas estão se irritando com a falta de reação e tentando se distanciar dele nas redes sociais”, acrescentou.

Ex-empresária de Ricky Martin pede R$ 15 milhões por serviços não pagos 

Foto: Getty Images

Além do caso de violência doméstica, Ricky Martin, 50 anos, está sendo processado por sua ex-empresária Rebecca Drucker, que alega que o cantor não pagou US$ 3 milhões, equivalente a R$ 15 milhões, por serviços não pagos, prestados entre maio de 2020 a abril de 2022, conforme informações do TMZ.

Em documentos obtidos pelo TMZ, Rebecca afirma que representou o cantor de 2014 a 2018. Depois de um hiato de dois anos, ele a chamou de volta ao serviço em maio de 2020, quando sua “vida pessoal e profissional [estavam] em absoluta turbulência.”

A ex-empresária afirma que colocou a trajetória de Ricky nos trilhos, com contratos e a turnê norte-americana com Enrique Iglesias, negócios que renderam ao cantor milhões de dólares. Rebecca ainda declara que protegeu o artista em 2020, quando ele foi supostamente ameaçado com uma alegação que significaria o fim de sua carreira. Ela teria sido a responsável por conseguir os melhores advogados para lidar com o assunto.

Rebecca também disse que o cantor roubou US$ 3 milhões, equivalente a R$ 15 milhões, em comissões enquanto ela estava iniciando sua carreira. De acordo com ela, Ricky Martin mentiu e manipulou, forçando-a a desistir do emprego em abril de 2022.

A ex-empresária conta que quando insistiu em pedir seu dinheiro, o cantor começou a ameaçá-la a ficar em silêncio. Segundo ela, o artista também exigiu que ela assinasse um acordo de confidencialidade, no entanto, ela recusou.

Além do dinheiro não pago pela prestação de serviços, Rebecca pede uma indenização por danos morais.

Fonte: G1, Splash, O Fuxico

Trem passa ao lado de floresta pegando fogo na Espanha e passageiros ficam tensos

Previous article

Avião da Gol precisa arremeter para evitar colisão com aeronave da Latam

Next article

Comments

Comments are closed.