Um estudo pode ter revelado como alguém se torna um psicopata

POR Jesus Galvão    EM Experiências      09/04/18 às 19h39

Um psicopata é alguém que sofre de um distúrbio mental crônico, que tende a ter um comportamento social fora do comum e violento. Normalmente, são pessoas apáticas e que possuem forte tendência a manipulação de pessoas e situações. Não costumam demonstrar remorsos por suas ações.

A Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia realizou um estudo onde entrevistou presos em penitenciárias de segurança máxima em busca de esclarecimentos sobre o que levava alguém a alterar seu comportamento. Desvios que esses que acabariam os tornando verdadeiros criminosos.

O estudo

O estudo revelou que duas circunstâncias estavam ligadas a crianças que se tornaram psicopatas ou criminosos quando adultos. Muitos dos entrevistados tinham pais autoritários e controladores ou pais completamente negligentes.

Outro fator revelado nos estudos foram os abusos físicos e psicológicos sofridos pelos entrevistados durante a infância. A Dra. Aina Gullhaugenm, autora do estudo, comentou: "Sem exceções, essas pessoas foram feridas na companhia de seus cuidadores. Muitas descrições revelaram que a crueldade posterior é uma válvula de escape para lidar com os traumas. Porém, de maneira inadequada e ruim."

Aina segue explicando que "se você pensar em uma escala dos cuidados da família, que vai do completo nada, até pais totalmente obsessivos, a maioria está no meio. E o mesmo se aplica sobre a maneira como os enxergamos. Em uma escala onde os pais simplesmente não se importam ao total controle, a maioria de nós temos pais no meio. O que é diferente para os psicopatas."

A maioria deles teria convivido com situações onde seus pais estariam em alguma parte extrema dessas mesmas escalas. "Ou eles viviam em uma situação onde ninguém se importava, total negligência, ou, a criança vive sob intenso controle, e deve ser submissa." afirmou Gullhaugenm.

Por outro lado, os pais não podem ser culpabilizados por tudo. Pois, há aqueles que passam por uma educação questionável ou até mesmo negligente, e não se tornam criminosos. "É claro que nem todo mal comportamento é explicado por uma má educação. Mas também não herdamos tudo. Esse é meu ponto de vista." afirmou a pesquisadora.

Então pessoal o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Via   NY Post  
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+