• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Um homem resolveu contar como é viver sendo um cego e todos deveriam ler

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      26/02/19 às 16h11

As pessoas, às vezes, não percebem o quão abençoadas e o quão boa a vida delas é. É comum ouvirmos de nossas mães, avós ou de alguém mais velho quando reclamamos de alguma coisa, que temos os dois braços, as duas pernas e que somos perfeitos e isso realmente é um fato.

Você já se perguntou como seria ou imaginou viver no lugar de uma pessoa cega? Já se perguntou como elas conseguem navegar no espaço, como percebem o mundo ou como são os sonhos delas? E em alguns casos, as pessoas podem ter enxergado a vida toda e, por um infortúnio do destino, param de ver. Esse foi o caso de Aytbek Aulbaev que ficou cego depois de adulto. O homem compartilhou sua história em sua conta do Twitter para que todos aprendêssemos como é a vida dos deficientes visuais.

A primeira coisa que Aulbaev conta é que a pessoa que perdeu a visão aprende que cada coisa tem que ter o seu lugar específico, seja um controle remoto, uma escova de dente, pasta, e todas as demais coisas.

Uma coisa que muitas pessoas já devem saber é que, quando se perde um sentido, os outros ficam mais aguçados. As pessoas cegas são capazes de prestar atenção em sons que pessoas que têm a visão não percebem. Além do mais, as pessoas cegas conseguem converter sons e cheiros mais precisamente em imagens em suas cabeças. E por causa da razão de não enxergarem, os cegos têm uma imaginação mais aguçada.

Engana-se quem acha que as pessoas cegas não são independentes e que são completamente dependentes. Não é preciso forçar uma ajuda para os cegos seja empurrando um prato ou um garfo. Se a pessoa cega precisa de ajuda, ela pedirá.

Pessoas cegas são completamente capazes de trabalhar nas mais variadas funções, o que as bloqueia é a cabeça das outras pessoas que não têm uma visão ampla dessa situação. No ocidente, por exemplo, tem várias juízes, cozinheiros, arquitetos e outros profissionais renomados que são cegos.

E através dos avanços tecnológicos, as pessoas cegas conseguem usar smartphones com o assistente de voz. São capazes de ler, escrever, usar aplicativos. Mas algumas funções ainda não são adaptadas para eles. É de bom tom quando você conhecer uma pessoa cega, você se apresentar, para a pessoa ter a noção de com quem ela está falando. E não tenha medo de se comunicar com uma pessoa cega. Essa comunicação ajudará tanto você como a ela.

As pessoas cegas também sonham e nos sonhos, normalmente, elas se veem cegas, mas conseguem enxergar tudo ao seu redor. E segundo Aulbaev, ele não se envergonha de responder as perguntas que as pessoas possuem sobre a cegueira. "Muitos perguntam o que eu vejo na minha frente. Eu vejo uma onda, o mesmo que na TV, quando o canal não está funcionando. Um tipo de barulho", explica.

Relato

"Eu fiquei cego com 30 anos. Esta foi uma consequência de um acidente na estrada. Naquela época, eu trabalhava em uma grande empresa como chefe de serviços jurídicos, tinha boas perspectivas de carreira. No começo, eu realmente não gostava de me comunicar com as pessoas, porque parecia que todos ao meu redor estavam olhando para o que eles achavam de todo lixo sobre mim. Mas o melhor antidepressivo eram meus melhores amigos. Eles só vieram e me levaram com eles para festas, confraternizações, mesmo em suas viagens de negócios. Por isso, serei eternamente grato a eles. Quando mais ou menos percebi que parei de sentir pena de mim mesmo, decidi tentar ajustar minha vida pessoal", conta.

Próxima Matéria
Via   Adme  
Imagens Twitter
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+