Entretenimento

Valéria Valenssa, a eterna Globeleza, volta desfilar na Sapucaí depois de 20 anos

0

Quando se pensa nas festas típicas do Brasil é impossível não se lembrar do carnaval. Sejam os blocos de rua ou os desfiles das escolas de samba, a festa é conhecida no mundo todo e adorada por quase todos. E além da festa em si, algumas pessoas são bastante lembradas nessa época.

Um exemplo disso é Valéria Valenssa, a eterna Globeleza. Ela foi a cara do carnaval da Globo de 1991 a 2004. Agora, depois de 20 anos, ela irá voltar a desfilar na Sapucaí.

Volta

carnaval

Marie Claire

“São 20 anos sem desfilar, fazendo apenas presenças pontuais na Sapucaí. Agora volto pela Unidos de Maricá, estreante no grupo de acesso. Não tinha sequer dinheiro para vir aqui. Hoje me emociono muito”, disse ela.

Ainda de acordo com Valéria, “não cabe” mais usar looks ousados. “Estarei com um vestido vermelho, não cabe mais roupa ousada. Meus filhos não vão desfilar, são discretos”, pontuou.

“Estou muito feliz e emocionada de voltar à Sapucaí, e dessa vez desfilando. O carnaval sempre vai representar ‘gratidão’. Sou muito grata por todas as oportunidades, a cada pessoa que lembra de mim na rua. Sempre terei um carinho muito grande por tudo que construí na minha vida, através do carnaval. E agora, depois de tanto tempo, estar desfilando de novo me traz a memória de todos os momentos incríveis que vivi na Avenida”, disse Valéria.

Carnaval

Exame

Mesmo que o carnaval aconteça todo ano, sempre existe aquela dúvida se a comemoração será em fevereiro ou março. Isso porque a folia não tem uma data fixa para começar, então cada ano o início é um dia diferente.

E esse ano, quando será o carnaval? A terça-feira de carnaval será no dia 13 de fevereiro, seguida da quarta-feira de cinzas no dia 14. Mesmo assim, o carnaval é comemorado em vários dias. Nesse ano ele será nos dias 10, 11, 12 e 13 de fevereiro.

Além da dúvida de quando a folia será, existe também a dúvida de como esses dias são escolhidos. Eles são definidos baseados no calendário que é padronizado pela Igreja Católica, baseando-se nas datas estabelecidas para a Páscoa, pela mudança das estações do ano e o calendário lunar.

Com isso, todo ano essa contagem de dias para que as datas do carnaval sejam definidas começa com a Páscoa. Isso porque a folia é comemorada 47 dias antes da Páscoa e a terça-feira de carnaval deve ser 40 dias antes do Domingo de Ramos.

Além disso, para que a data seja calculada também é preciso saber o que é o equinócio. Ele acontece duas vezes por ano, que é quando o dia e a noite têm a mesma duração, ou seja, cada um tem 12 horas. O primeiro acontece mais ou menos no dia 20 de março de cada ano. Para nós no hemisfério sul é o equinócio de outono, já no hemisfério norte é o de primavera. O segundo acontece em setembro entre 22 e 23 e as estações se invertem nos hemisférios.

Sabendo disso, a Igreja Católica estabeleceu que todos os anos a Páscoa iria ser comemorada no primeiro domingo depois da primeira lua cheia do equinócio de março. E a Igreja Católica celebra sete dias antes o Domingo de Ramos, que é o começo da Semana Santa. 40 dias antes desse domingo é a terça-feira de carnaval.

Justamente pelo fato de o carnaval ser uma das grandes festas públicas do nosso país, existem as pessoas que não veem a hora da folia chegar, mas também há os que não gostam nem um pouco de nada que envolve a festividade. Independentemente de qual tipo de pessoa você seja, conhecimento nunca é demais. E você, já se perguntou como surgiu o carnaval?

Por mais que a festa seja um marco na cultura brasileira, ela não surgiu aqui. De acordo com muitos historiadores, o carnaval é a festa profana mais antiga que se tem registro, sendo que existe há mais de três mil anos. Ele surgiu a partir de várias comemorações que aconteciam na antiguidade entre egípcios, gregos, romanos e outros povos.

Todas essas festas celebravam a colheita e homenageavam os deuses. Um exemplo disso eram as saturnálias, feitas na Roma antiga, para o deus Saturno, o deus da agricultura. Nela, o povo dançava pelas ruas em celebração.

Por isso, historiadores apontam que as festas populares que ocorriam na era pré-cristã no Hemisfério Norte impulsionaram o que se caracterizou como a origem do carnaval. Dessa forma, em regiões como Egito, Roma e Grécia, comemorava-se o fim do inverno e a chegada da época do plantio de lavouras. Contudo, nessa época, ainda não havia referências religiosas, mas já havia as brincadeiras e as máscaras.

Com a chegada do Cristianismo, o carnaval começou a ganhar contornos religiosos. Durante a Idade Média, a época das festas antigas foi adotada pela Igreja Católica como o marco do período antes da Quaresma. Isso, teoricamente, explicaria o termo carnaval, que vem do latim “carnem lavare”, que significa “retirar” ou “ficar livre da carne”.

O carnaval não é sempre no mesmo dia porque ele tem sua ligação com a Páscoa, que varia de dia no hemisfério sul. Por isso, conta-se 46 dias antes no calendário para saber quando será a quarta-feira de cinzas.

O interessante é que o carnaval se modificou de acordo com a região que acontecia. Aqui no Brasil, por exemplo, a comemoração chegou no século XVII, através dos portugueses. A festa foi influenciada pelo entrudo, uma festa portuguesa em que era comum brincadeiras com água. Com o passar do tempo, a festa foi ganhando outros elementos. Um deles, famoso até hoje, são as marchinhas que vieram no fim do século XIX.

Fonte: UOL, ExameUOL

Imagens: Marie Claire, Exame

Esses sinais mostram que você está bebendo pouca água

Previous article

Descubra quais são os 5 produtos mais vendidos da história

Next article

Comments

Comments are closed.