Curiosidades

Você sabe o que é Monofobia?

0

Vivemos em um mundo, onde precisamos ser melhores a cada dia que passa. É preciso se superar em todas as áreas, pois assim é exigido, desde a infância até o mercado de trabalho. Infelizmente, essa exigência toda faz com que as pessoas desenvolvam diversos tipos de transtornos de personalidade, além de problemas como depressão e ansiedade, que podem resultar em sérios ataques de pânico. Alguns transtornos desenvolvidos ao longo do tempo tornam as pessoas incapazes de realizar atividades diárias sem qualquer importância. Isso traz então danos irreversíveis. Entre estes distúrbios, está a monofobia. Muitas pessoas já ouviram falar esse nome, mas não sabem do que realmente se trata.

Está cada vez mais comum encontrar pessoas com algum tipo de distúrbio causado por traumas ou pressão. E pensando um pouco mais sobre o assunto, decidimos trazer essa matéria para você, caro leitor. A redação da Fatos Desconhecidos então buscou mais detalhes a respeito da monofobia. Como afirmamos anteriormente, é um tipo de transtorno desenvolvido, que se resume em medo de ficar sozinho. Compartilhe desde já com seus amigos e, sem mais delongas, confira conosco a seguir e saiba mais detalhes.

O que é monofobia?

A monofobia é um medo agudo de estar sozinho e a necessidade de precisar conviver com uma determinada pessoa. De modo geral, as pessoas, que sofrem de monofobia, acharão difícil ou até mesmo impossível realizar as atividades diárias, como frequentar lugares públicos ou lotados, entrar em elevadores, transportes públicos ou apenas estar longe de casa, do local de referência, onde a baixa autoestima não é evidente para o resto da população. Pode ainda haver outros medos, predominantemente “sociais”, como o medo de falar, comer ou escrever enquanto alguém nos observa.

Sintomas da monofobia

Os sintomas costumam incluir a falta de ar, respiração rápida, batimento cardíaco irregular, sudorese e sentimentos de medo no geral, mesmo que todos sofram a experiência de sua própria maneira, capaz de causar ataques de pânico nos casos mais sérios. A dependência emocional é o sintoma mais claro de pessoas com monofobia e ocorre principalmente em adolescentes ou adultos jovens que retêm a capacidade de funcionar em praticamente qualquer situação, desde que tenham alguém com eles em todos os momentos.

Tratamento

Assim como acontece com qualquer transtorno de ansiedade, as pessoas que sofrem de monofobia não podem ser convencidos ou intimidados a sair desse problema. A ansiedade não está tentando prejudicá-lo, mas ajudá-lo de forma errônea, alarmando sobre um grande perigo quando está sozinho. O primeiro passo para curar a monofobia é admitir o problema, que tem medo de ficar sozinho e que gostaria de sentir e se comportar de forma diferente. A pessoa que sofre com isso precisa se lembrar que todos nós temos forças e que esconder as fraquezas requer mais energia do que você precisa superar ou aprender a viver com elas.

A forma mais comum de terapia realizada é a terapia cognitivo-comportamental. Trabalhar com um psicólogo, terapeuta ou conselheiro experiente, que nos ajuda com abordagens comportamentais, novas habilidades de comunicação e relacionamento e algumas técnicas para ajudá-lo a lidar com ansiedade e depressão. Recomenda-se sempre pedir ajuda de um profissional para lidar com esse tipo de problema.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comente então pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos.

10 comentários mais épicos da Fatos Desconhecidos #114

Matéria anterior

CIA libera coleção inteira de documentos relacionados a OVNIs

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar