• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

7 explicações científicas para alguns fenômenos paranormais

POR Mateus Graff    EM Ciência e Tecnologia      30/05/18 às 16h10

A Fatos Desconhecidos já fez matérias com os 7 fenômenos paranormais que aconteceram no mundo dos esportes e 7 condições médicas que parecem fenômenos paranormais. Pois bem, mas será que esses fenômenos são realmente paranormais ou não passam de coisas estranhas mas que podem facilmente serem explicadas pela ciência?

Se pode ou não, nós não podemos dar toda certeza. Mas podemos apresentar para os nossos leitores algumas teorias que explicam algumas coisas, como o tabuleiro Ouija, por exemplo. Então, caros amigos, confiram agora a nossa matéria com as 7 explicações científicas para alguns fenômenos paranormais:

1 - Efeito Ideomotor nos tabuleiros Ouija

O tabuleiro Ouija estava no auge nas décadas de 1840 e 1850. Ele prometia que pessoas vivas se comunicassem com espíritos de pessoas que já haviam falecido. O tabuleiro é coberto por sim/não, letras e números, os quais os espíritos usam para dizer algo. Outro método era a mesa basculante, onde pessoas ficavam em volta de uma mesa e colocavam as mãos sobre ela. Depois, a mesa começava a se mover sozinha. Mas qual a explicação para isso?

O renomado cientista Michael Faraday resolveu averiguar e através de experimentos, ele descobriu que as mesas geralmente se moviam graças ao efeito ideomotor. Isso acontece quando o poder de sugestão faz os nossos músculos se moverem sozinhos.

Em 1853, outros médicos fizeram mais testes. Secretamente eles disseram a metade dos participantes que a mesa se moveria para a direita e para a outra metade que a mesa se moveria para a esquerda. A mesa ficou parada. Quando eles disseram a todos que a mesa se moveria em apenas uma direção, o efeito ideomotor fez efeito.

2 - Ver sombras ou pessoas

Muitas pessoas dizem ter visto sombras ou mesmo pessoas, mas quando são encaradas, elas somem. Muitos acreditam que isso se deve a demônios ou fantasmas, mas pesquisadores tem uma teoria sobre isso. Cientistas suíços estimularam eletricamente o cérebro de uma paciente com epilepsia, e ela relatou uma sombra de pessoa sentada atrás dela, copiando cada movimento que ela fazia.

Depois que o paciente se levantou, a sombra fez o mesmo. Quando ela se inclinou para frente e tocou os joelhos, a sombra a segurou. Os médicos pediram para a pessoa ler um cartão, mas a sombra tentou tirá-lo de suas mãos. Qual a explicação científica para isso?

Os médicos estimularam a junção temporoparietal esquerda, a parte do cérebro que define a ideia do ser. Ao interferir com a área que os ajuda a diferenciar entre nós e os outros, os médicos bagunçaram a capacidade do cérebro de entender seu próprio corpo, criando uma cópia da pessoa. Será que essa é a explicação para tantas pessoas que veem assombração por aí?

3 - Mediunidade

Mediunidade, ou canalização, designa a alegada comunicação entre humanos encarnados e espíritos desencarnados, ou a manifestação espiritual via corpo físico que não lhe pertence. Um exemplo é o médium de TV John Edward, que diz conversar com aqueles que já fizeram a passagem.

Muitas pessoas acreditam nisso, mas qual poderia ser a explicação da ciência? A resposta pode estar no automantismo, um 'estado alterado de consciência' pode pessoas dizem e pensam coisas de que não estão cientes.

Se um médium limpa sua mente, ele começa a procurar um guia espiritual amigo e ofereça segredos sobre o Universo. Quando um médium limpa a própria mente, começam a surgir ideias aleatórias na cabeça dele, e ele consequentemente pressupõe que esses pensamentos estão vindo de outra entidade. Mas será que essas ideias não saem da cabeça dele mesmo? Isso pode ser apenas obra do cérebro humano e não de uma entidade.

4 - O ponto gelado

Os parapsicólogos chamam de ponto gelado aquela sensação de estar em um lugar e de repente o ar fica muito gelado. Mas se você der dois passos para esquerda ou direita, a temperatura volta ao normal. Os caçadores de fantasmas dizem que o ponto gelado é um sinal de atividade paranormal. Eles afirmam também que essa é uma maneira dos fantasmas 'sugarem' energia para se manifestarem.

Mas quando céticos investigam casas "assombradas", eles geralmente encontraram entradas de ar frio vindas de chaminés ou janelas. Pois bem, todo objeto tem sua própria temperatura e algumas superfícies são mais quentes do que outras. Na tentativa de equilibrar a temperatura do cômodo, os objetos podem perder calor em um processo chamado convecção. É nessa hora que o ar quente sobre e o frio desce. Talvez isso explique esse tal ponto gelado.

5 - Espíritos em fotos e vídeos

Os caçadores de fantasmas falam muito sobre os orbes. Essas bolas brilhantes de luz, para eles, são espíritos de pessoas que ainda não se foram. Ah, esses orbes só podem ser vistos por fotos e nunca a olho nu. O cético Brian Dunning diz que, quando um pedaço de poeira ou um inseto está muito próximo da câmera, ele aparecerá como um círculo borrado e fora de foco. Por causa do flash, o orbe aparece brilhando.

A parapsicóloga Pamela Heath diz que alguns são verdadeiros, mas aponta diversas outras causas naturais para os orbes, como fios de cabelo, lentes sujas, reflexos ou movimentos durante a exposição.

6 - Histeria em massa

Em junho de 2013, mais de três mil trabalhadores entraram em greve em uma fábrica têxtil em Gazipur, Bangladesh. Eles queria apenas que alguém desse jeito nos fantasmas do banheiro. Segundo relatos, um espírito furioso tinha atacado uma funcionária no banheiro feminino, o que gerou pânico. A mesma coisa aconteceu em uma escola em Phuket, Tailândia. No caso, 22 estudantes foram hospitalizados depois de verem o fantasma de uma idosa.

Qual a explicação para todas essas pessoas terem visto o fantasma? especialistas dizem que nos dois casos as pessoas passaram por um fenômeno psicológico chamado histeria em massa. Isso ocorre quando as pessoas estão estressadas, na maioria das vezes graças a ambientes opressores, como escolas rígidas ou local de trabalho atribulado.

Esse estresse se transforma em sintomas físicos, como dor de cabeça, náusea e até espasmos. Misture isso à religião, crenças culturais e a um ambiente relativamente isolado que você terá um verdadeiro caos. Outras pessoas vão "pegar" os mesmos sintomas, eles se espalharão como uma epidemia, e se instaurará o pânico.

É importante observar que poucos dos três mil funcionários da fábrica viram de fato o fantasma. Mas a mulher que iniciou a confusão, por exemplo, não viu nada. Ela ficou doente e achou que fosse o trabalho de um espírito maligno.

7 - Física quântica

A mecânica quântica é o estudo dos menores tipos de matéria, e fica estranha quando físicos começam a falar sobre almas e fantasmas. Um exemplo é o Dr. Stuart Hameroff e seu amigo físico Roger Penrose. Os dois teorizam que a consciência humana vem de microtubos dentro de nossas células cerebrais, e esses túbulos são responsáveis pelo processamento quântico, que é basicamente a nossa alma.

Hameroff e Penrose acreditam que quando as pessoas têm uma experiência de quase-morte, toda aquela informação quântica deixa o cérebro, mas ainda continua a existir. Sendo assim, algumas pessoas relatam experiências fora do corpo e luzes no final do túnel.

Como é de se esperar, muitos cientistas tem problemas com essa teoria de Hameroff e Penrose. Mas o Dr. Henry Stapp não é um deles, e ele é um físico quântico respeitado, que trabalhou com Werner Heisenberg. Stapp acredita que a personalidade de uma pessoa pode ser capaz de sobreviver à morte e existir como uma "entidade mental". Stapp teoriza que, se essas entidades pudessem retornar ao mundo físico, então conceitos como posse e canalização poderiam ser mesmo possíveis.

Próxima Matéria
Mateus Graff
https://www.instagram.com/mateusgraff/ https://www.facebook.com/mateus.adjutomartinsgraff
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+