Entretenimento

Youtuber tenta adivinhar salário de moradores de Balneário Camboriú e viraliza

0

Geralmente, todas as pessoas precisam conseguir um trabalho para sobreviverem. E uma coisa que praticamente todas têm em comum é a vontade de ganhar o salário e poder gastar com o que quiser ou estiver precisando. Sabemos que o salário que cada um ganha depende de vários fatores. Justamente por isso não é uma coisa fácil saber quanto alguém ganha por mês.

No entanto, tentando sanar uma curiosidade própria, o youtuber João Curry acabou viralizando nas redes sociais com vídeos em que ele tenta adivinhar qual é o salário dos moradores de Balneário Camboriú, no Litoral Norte catarinense. Para se ter noção do sucesso de João, em uma de suas publicações ele tem mais de um milhão de visualizações.

Salário

Em seus vídeos, ele aborda pessoas na rua e na faixa de areia da Praia Central. Então, ele faz suas perguntas, como qual o bem mais caro que a pessoa possui, quanto ela paga de aluguel, grau de escolaridade e profissão. Quando essas perguntas são respondidas, o youtuber chuta quanto é o salário que a pessoa recebe. Os entrevistados então confirmam ou o corrigem.

E mesmo que a cidade seja conhecida como a “Dubai brasileira”, por conta dos seus arranha-céus, avaliados em milhões, a maioria das pessoas entrevistadas por João disse que não ganham mais do que cinco mil reais.

Segundo João, a ideia desses vídeos surgiu de um canal norte-americano no qual a youtuber tentava adivinhar os salários dos moradores de Nova York, uma das cidades mais caras dos EUA e do mundo.

O youtuber brasileiro é de Brusque, uma cidade que fica cerca de 40 quilômetros de Balneário Camboriú, então ele adaptou os vídeos para sua realidade. “Sempre tive curiosidade em saber o salário dos moradores de Balneário Camboriú”, disse.

Dubai brasileira

salário

G1

O apelido de Balneário Camboriú veio nos últimos ano. Segundo uma  historiadora e entidades, ser chamada de “Dubai brasileira” está relacionado aos prédios altos que começaram a surgir no local há aproximadamente 15 anos.

A historiadora Mariana Schlickmann disse que quem deu o apelido foi a imprensa. “Ele vem de uns 10, 15 anos, com esses primeiros arranha-céus da Barra Sul”, afirmou.

Contudo, o presidente interino do Sindicato da Construção Civil de Balneário Camboriú (Sinduscon), o engenheiro João Paulo Packer Silva, explicou que o modelo para a arquitetura da cidade não é originária apena do emirado árabe.

“A inspiração de nossas obras vem de vários lugares do mundo. Dubai, nos Emirados Árabes, é um dos lugares. Assim como China, Estados Unidos , Panamá, onde empresários realizaram visita para conhecer e buscar a tecnologia empregada na indústria da construção para edifícios de grandes alturas, assim como vários outros locais que são referência em engenharia de ponta e tecnologia aplicada”, disse ele.

Além da altura dos prédios, o preço do metro quadrado também é muito alto. Segundo o Índice FipeZap, pesquisa feita em 50 cidades brasileiras, Balneário Camboriú tem o metro quadrado mais caro na média de venda de imóveis residenciais. O preço médio é de R$ 9.888 o metro quadrado.

Quanto ganha?

My work

Assim como o youtuber, quem se candidata a uma vaga de trabalho, às vezes, também fica se perguntando quanto é o salário pago. Isso porque, vários anúncios não especificam quanto será a quantia paga mensalmente ao contratado. Mas isso pode estar com os dias contados.

O novo projeto de lei (PL 1149/22), que tramita na Câmara dos Deputados, pode colocar um fim nisso. Segundo o texto, de autoria do deputado Alexandre Frota (PSDB-SP), informar nos anúncios a faixa salarial irá se tornar uma coisa obrigatória na divulgação da vaga. Tanto as empresas públicas, como as privadas, que não cumprirem essa determinação poderão ser multadas em até cinco salários mínimos.

“As empresas buscam profissionais para o preenchimento de vagas disponíveis, porém não comunicam qual a faixa salarial, o que gera insegurança ao desempregado, ou seja, paira a dúvida se é um salário compatível com aquilo que ele está pretendendo ao buscar sua recolocação no mercado”, afirmou o parlamentar.

Agora, o projeto irá ser analisado pelas omissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público, e de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ). O projeto tramita em caráter conclusivo, por conta disso ele poderá ser aprovado sem ter que passar pelo Plenário da Casa, isso se não existir mudanças no texto ou pedido especial para levar em votação ao colegiado.

“Apesar das empresas ainda terem receio de compartilhar informações de salário, essa é uma prática que pode aumentar a equidade salarial e facilitar o processo de seleção dos recrutadores ao atrair talentos”, pontuou Felipe Calbucci, diretor de vendas do Indeed no Brasil.

De acordo com ele, não colocar as informações sobre o salário disponíveis para os candidatos desde o início faz com que o processo de recrutamento fique fatigante para os dois lados.

Fonte: G1

Imagens: YouTube, G1, My work

Por que a consciência é o maior mistério do Universo

Artigo anterior

Pedra de Roseta, um dos objetos mais valiosos da história

Próximo artigo