Fã de Fórmula 1 divulga vídeo inédito do dia da morte de Ayrton Senna - Fatos Desconhecidos

Fã de Fórmula 1 divulga vídeo inédito do dia da morte de Ayrton Senna

Terror | 10 de fevereiro de 2017 por Magno Oliver

Você sabe quais foram os famosos que já morreram em acidentes de carro? Aqui no site da Fatos Desconhecidos, nós já exibimos para você uma lista com alguns deles.

Segundo o portal G1, “duas décadas depois do acidente que matou Ayrton Senna na pista de Ímola, em 1º de maio de 1994, a marca do piloto continua a ser uma das mais valiosas e rentáveis do esporte brasileiro.
Hoje é possível comprar desde aparelhos de DVD a capas de smartphone, macarrão instantâneo, achocolatado e artigos de papelaria com a grife do piloto ou do personagem de história em quadrinhos criado em sua homenagem – o Senninha.
Marco Crespo, diretor de negócios do Instituto Ayrton Senna (IAS), estima que o montante movimentado com a venda desses produtos e campanhas ligadas ao nome de Senna seja de R$ 600 milhões a R$ 1 bilhão“.

Ayrton Senna foi um dos pilotos brasileiros de Fórmula 1 mais famosos da história tanto pelo carisma quanto pelo talento e habilidade nas pistas.

Um fã de Fórmula 1, chamado Thomas Gronvold, assistiu ao GP de San Marino de 1994, torneio em que o acidente com o piloto ocorreu, e resolveu digitalizar e publicar suas gravações amadoras dos Boxes de Imola no Youtube, décadas depois da morte do piloto brasileiro.

Ayrton Senna é visto nos boxes, com o carro na pista e até são exibidos alguns trechos do acidente anterior à morte, o de Pedro Lamy com JJ Lehto, além da movimentação das equipes e do resgate.

Confira o vídeo inédito postado por Thomas Gronvold com imagens inéditas do dia do acidente de Senna:

O primeiro de 16 minutos:

O outro mais curtinho:

O que achou da gravação sobre o dia do acidente de Senna? O que acha do piloto brasileiro que foi sucesso no mundo inteiro? Mande seu comentário para gente, marque aquele seu amigo ou amiga que são fãs do Senna para ver o vídeo.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Comentários