icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


10 quadrinhos ''inocentes'' com uma boa dose de humor negro

POR Bruno Dias EM Entretenimento 05/11/19 às 11h40

capa do post 10 quadrinhos

Quase todos nós, quando éramos crianças, adorávamos ler histórias em quadrinhos, gibis da turma da Mônica, mangás ou algo parecido. Todos eles têm um mesmo formato de várias ilustrações e pequenos diálogos que prendem a atenção do pequeno leitor. Conforme vamos crescendo, alguns de nós deixam os gibis de lado e, às vezes, se entretêm com pequenas tirinhas vistas ali e aqui.

Do mesmo modo, assim como nós, as tirinhas, também vão crescendo junto. As histórias que gostávamos quando éramos crianças, provavelmente, já não nos fazem rir igual nos dias de hoje. O nosso senso de humor vai mudando conforme crescemos e vamos moldando o que achamos e o que não achamos engraçado.

O humor é um determinado estado de ânimo cuja intensidade representa o grau de disposição e bem-estar psicológico e emocional de uma pessoa. Ele é uma das chaves para a compreensão de culturas, religiões e costumes das sociedades, além de ser um elemento vital da condição humana.

Com o passar do tempo, a maneira dos humanos de sorrir, foi mudando porque ela acompanha os costumes e pensamentos, visto que em cada época da história humana, as formas de pensar derrubam paradigmas e o humor acompanha essa tendência sociocultural.

Humor

E uma forma de humor, que sempre foi considerada meio fora da curva, é o humor negro. Na verdade, é a que pega pontos em que, teoricamente, não deveria se fazer piada e se tira de uma situação trágica, alguma risada. Mas, atualmente, temos tido certos debates sobre a sociedade ter adotado algumas características, mais politicamente corretas e deixado mais difícil uma piada com humor negro. E não misture humor negro com desrespeito com alguém, por mais que elas toquem em pontos sensíveis, elas também não podem ser desrespeitosas com outras pessoas.

A série chamada Berkeley Mews foi criada por  Ben Zaehringer. Ele explica que ela é uma série de quadrinhos de humor sombrio que, segundo ele mesmo, expõe o ventre decadente de tudo o que é saudável e puro.

"Pego contos de fadas, filmes da Disney e boas lembranças da infância e os transformo em pesadelos horríveis, mas de um jeito divertido", disse.

Trabalho

O homem teve aulas de arte no ensino médio e na faculdade comunitária, onde ele aprendeu desenho e anatomia básica. Agora, Ben usa essas habilidades para liberar a sua mente criativa. Atualmente, ele tem quase 200 mil seguidores, em seu Instagram.

"Eu desenho quadrinhos desde que me lembro. O primo da minha mãe, Steve Moore, é um cartunista, então pensei em cartum como uma vocação. Meus primeiros quadrinhos foram todos no estilo de tiras de jornais, como FoxTrot e Peanuts, apenas ruins em vez de boas", disse.

Segundo ele, o tema principal de seus quadrinhos é a decepção. "Quando estou escrevendo, eu me pergunto: 'Como algo divertido pode ser decepcionante?' Os motivos recorrentes incluem: Deus, Papai Noel, amor, morte, infância e referências da cultura pop dos anos 1990. A vida se move rapidamente, então tento abordar coisas eternas, como filmes da Disney que são refeitos a cada dez anos", explica.

Mostramos aqui, alguns dos trabalhos de Ben Zaehringer. E se você se interessou e quer ver mais dos trabalhos dele, é só ir em suas redes sociais.

#1

#2

#3

#4

#5

#6

#7

#8

#9

#10


Próxima Matéria
Via   Boredpanda  
avatar Bruno Dias
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest