Curiosidades

5 coisas para não dizer para uma pessoa com obesidade que quer emagrecer

0

A obesidade é um dos problemas que mais têm crescido no mundo todo. Até porque, mais pessoas estão comendo mais e se exercitando menos. E na visão de muitos, a “cura” para a obesidade é o emagrecimento, sendo o resultado positivo quando acontece uma perda de peso grande. Por conta disso, muitas pessoas dão conselhos com a intenção de ajudar quem está tentando perder peso.

Por mais que esses comentários possam ser feitos com uma boa intenção, eles podem acabar tendo o efeito contrário. Até porque, eles são carregados de preconceitos e podem influenciar a pessoa a se afastar do autocuidado e de uma vida saudável.

“O preconceito vai se manifestar em todas as estruturas sociais e também ao longo da vida das pessoas gordas”, disse a nutricionista Pabyle Flauzino, doutoranda em saúde coletiva na Universidade Estadual do Ceará (UECE) e produtora de conteúdo.

Na visão de Fábio Dominski, doutor em ciência do movimento humano e professor na Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), o campo da educação física não está preparado para lidar com planos que de fato incentivem as pessoas.

“O que acontece é a área tentando acolher, mas sem estratégia intencional consolidada, não baseada em evidência. Não é um discurso preparado para isso e temos feito o inverso do que as evidências mostram”, disse ele.

Revendo conceitos

Médico 24horas

Quando o assunto é obesidade, não basta somente comer menos e fazer exercícios. Isso porque ela é uma doença resultante de vários fatores, com alguns deles não sendo possíveis serem controlados.

Para quem não sabe, os fatores de risco para a obesidade são: genética, sedentarismo, ambiente obesogênico que facilita o acesso a alimentos calóricos, histórico pessoal, gravidez, menopausa e uso de medicamentos que podem provocar o ganho de peso.

Por conta disso, existem algumas frases que são repetidas praticamente como mantras pelos profissionais de saúde que tratam as pessoas com obesidade. São elas:

  • Obesidade é uma doença crônica, não uma questão apenas estética.
  • Obesidade não tem relação com falta de vontade ou desleixo.
  • Obesidade ainda não tem cura, mas tem tratamento.

O que não dizer para uma pessoa com obesidade

Delas

1 – “Você precisa emagrecer”

Dependendo do contexto que essa frase for dita, ela pode expressar um cuidado, mas também pode gerar gatilhos. No caso da jornalista Bianca Bosso, de 26 anos, ela vivenciou um estigma quando começou academia.

“Ele [o profissional de educação física] marcou na ficha que meu objetivo era emagrecer sem ao menos me perguntar. Isso me deixou envergonhada e triste, já que meu objetivo não era somente esse”, contou.

“Sem consentimento, não sugira emagrecimento de forma alguma, porque não sabemos o que a pessoa está fazendo. Vai que ela já está em tratamento há seis meses?”, pontuou Pabyle Flauzino, nutricionista.

Isso porque no processo de emagrecimento, o peso corporal não é um parâmetro único. Até porque, para além da balança ou aparência física, é importante olhar para a qualidade dos resultados. Como por exemplo, ter um sono melhor, mais disposição ao longo do dia, caminhar por mais tempo, inserir mais uma fruta na alimentação.

2 – “Você estava tão bem antes”

Fazer comparação não é algo que ajuda como um estímulo, seja a comparação feita com outras pessoas ou com ela mesma. Como visto, a mudança do peso é algo que depende de vários fatores, portanto, seria uma coisa irreal comparar a aparência de um corpo de 20 anos com o mesmo corpo aos 40 anos.

3 – “Você emagreceu, está tão linda”

Fazer um elogio por conta da perda de peso focando na beleza pode prejudicar muito a autoestima e autoimagem da pessoa. “Autoestima baixa é fator de risco para ansiedade, depressão e outros transtornos mentais”, disse Flauzino.

4 – “Você pode tentar [dica não pedida] para emagrecer”

Ao dar dicas para a pessoa com obesidade perder peso, implica que a pessoa está ignorando que ela pode já estar fazendo um tratamento ou já ter tentado mais de uma opção para conseguir isso. Outro ponto é que o foco da pessoa pode não ser o emagrecimento por conta do momento de vida dela ou de outras questões.

5 – “Você precisa se exercitar”

Colocar a motivação no peso para que a pessoa faça exercícios físicos é uma estratégia ruim porque isso impacta no prazer em fazer a atividade e na aderência dela à rotina a longo prazo.

“O exercício é comportamento opcional, a pessoa faz se quiser. O #tápago mostra o exercício como uma dívida, algo que a pessoa não quer fazer, mas se sente na obrigação”, comentou Dominski.

Além disso, ele também disse que a maior parte das pessoas irá ter mais prazer em exercícios moderados. Por conta disso, frases como “no pain, no gain” ou “morri, mas passo bem” são coisas contrárias ao incentivo à prática.

Fonte: VivaBem

Imagens: Delas, Médico 24horas

Apple pode diminuir produção do Apple Vision Pro por demanda baixa

Artigo anterior

Trava Zap: conheça o golpe e formas de evitar perder o acesso ao WhatsApp

Próximo artigo