Entretenimento

5G deve representar 61% dos acessos no Brasil até 2027, aponta pesquisa

0

A tecnologia 5G veio como sucessora do conhecido 4G para trazer melhorias na internet móvel do país. E ao que tudo indica, a quantidade de usuários de 5G deve ter um crescimento considerável nos próximos quatro anos no mundo todo. Assim, nosso país irá ser um dos impulsionadores desse crescimento.

De acordo com dados da Omdia, empresa de consultoria, até 2027, 61% dos acessos à internet no Brasil serão feitos a partir dessa nova geração móvel de internet. Em julho de 2023, essa rede completou um ano de implementação no Brasil, tendo aproximadamente 10 milhões de acessos.

O que se espera é que esse número aumente em até 10 vezes até 2027. Conforme o levantamento, esse crescimento seria motivado por conta da expansão rápida da rede e também pelo lançamento de novos dispositivos que tenham a tecnologia 5G.

Crescimento

My mob

Ainda segundo o levantamento, nos próximos quatro anos, o 4G ainda será usado em 36% dos acessos à internet e o 3G em 3% deles.

Além da tecnologia 5G, de acordo com os dados da Omdia, o Brasil é um dos três países do mundo que mais tem clientes de fibra óptica todos os anos. Além disso, nesse setor ainda existe muito espaço para crescimento.

Até o fim do ano passado, o Brasil era o segundo país com mais clientes de fibra óptica. No entanto, fomos superados depois que o governo indiano fez grandes investimentos na tecnologia nos últimos dois anos. E no caso da China, ela tem um crescimento de 10% por ano.

5G

Folha de São Paulo

Como dito, o 5G veio trazendo uma revolução no acesso à internet. Por conta disso, ele será o responsável por revolucionar também setores da sociedade, como por exemplo, a educação.

Até 2025 são mais de 350 bilhões de dólares que mostram o tamanho do ecossistema de edtechs, startups voltadas à educação no mundo todo. O presidente da Faculdade Descomplica, Daniel Pedrino, explica que o poder de transformação social irá ser potencializado por conta de uma realidade digital ainda mais consistente.

“A educação digital tende a ser a maior ferramenta de rápida transformação do Brasil e, de longe, a maior barreira é a acessibilidade digital. Conseguir expandir o acesso à internet (rápida) é um dos maiores impulsos que a educação digital precisa para penetrar em todos os cantos do Brasil. Estamos diante de um dos maiores marcos de expansão e rápida transformação do setor, com a ampliação do 5G”, disse ele.

Quando se fala de saúde, é sabido que nesse segmento não há espaço para o erro. Uma diferença de milésimos de segundos pode determinar o futuro de um paciente. Justamente nesse ponto, o cofundador da healthtec Telavita, Lucas Arthur de Souza, explica que a saúde no âmbito digital tem pouca margem para erros.

“O aumento da largura da banda e baixa latência da conexão 5G irão permitir maiores resoluções de imagem e vídeo ampliando a qualidade e o valor entregue em interações virtuais na área da saúde. Estes e outros atributos do 5G permitirão conexões estáveis e precisas com wearables, monitoramento contínuo, transferência de arquivos médicos e até intervenções cirúrgicas a distância. Isso não só reduz a necessidade de estar presente em um centro médico, quando desnecessário ou não seguro, mas também beneficiará aqueles que não possuem fácil acesso ao local de atendimento”, ponderou.

Outro setor que será revolucionado pelo 5G é o de marketing. A revolução desse setor se dá pela proximidade, aumentada cada vez mais, entre as marcas e os consumidores através de dados. E é esse o ponto de virada para uma nova revolução. Com o 5G, a capacidade de processar e analisar um número maior de dados será maior e fará com que a customização em escala faça cada vez mais sentido.

O professor de inovação da FDC, no marketing, Hugo Tadeu, sugere que a chegada do 5G irá ter um amplo impacto nas análises de dados, tanto nos dados de clientes, perfil de consumo e adoção de técnicas como análises de dados. “Será possível acessar uma maior base de dados, obviamente, respeitando questões legais e de propriedade intelectual, gerando insights importantes sobre demandas de mercado e até mesmo antecipando tendências de negócio”, explicou ele.

O mundo dos negócios também verá uma transformação. Até porque, ele tem como base o relacionamento e as conexões. E com mais gente em um modo híbrido de trabalho, a tecnologia é ainda mais importante para essas relações.

“Se hoje nós temos o mundo das pessoas, a quinta geração de dados, devido a sua característica de maior capacidade e velocidade de informação e menor latência, possibilitará um fluxo muito maior entre esses mundos, gerando uma conexão mais profunda e interligando tudo. No mundo dos negócios trará um crescimento exponencial, pois abrirá um enorme leque de incremento de produtos e serviços que antes eram impensáveis, principalmente no que diz respeito à realidade virtual e realidade aumentada. Será uma nova experiência e afetará todos os ramos da economia”, explicou Giulio Salomone, head de telecom da Capgemini.

Fonte: Olhar digital, MSN

Imagens: My mob, Folha de São Paulo

Papa Francisco defende regulamentação de IA

Artigo anterior

Cientista brasileiro cria farinha de grilo que pode ser fonte de proteína

Próximo artigo