• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

7 consequências do desastre nuclear de Fukushima

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      26/10/18 às 19h13

O desastre de Fukushima aconteceu em 2011, mas ele não é tão lembrado pela maioria das pessoas. Ele é, muitas vezes, nem considerado ou às vezes visto como mais outro Chernobyl. O desastre foi causado pelo derretimento de três dos seis reatores nucleares da usina.

Esse desastre deixou marcas no nosso planeta principalmente na água, que ainda é altamente radioativa. Os cientistas japoneses estão apenas começando a entender a verdadeira escala do problema, mas ainda longe de achar medidas para resolvê-lo. Esse desastre pode ser pior que Chernobyl e para resolvê-lo podem-se levar décadas. Listamos algumas consequências desse desastre.

1 - Causa

Claro que num desastre desses haveria uma teoria da conspiração. Um homem chamado Jim Stone, que diz ser ex-funcionário de segurança nacional, afirma ter encontrado a verdade por trás de Fukushima. Segundo o homem, os japoneses trabalhavam com o enriquecimento de urânio para ajudar o Irã, inimigo de Israel, e adquirir armas nucleares para destruí-las.

Os judeus não ficaram felizes com isso e plantaram bombas dentro das instalações e no fundo do oceano. Eles esperaram um terremoto acontecer para acionar as bombas que causaram um tsunami. Eles também colocaram bombas dentro de Fukushima.

2 - Proibição

Os japoneses têm uma cultura conhecida por se preocupar em salvar a Terra, e durante o desastre de Fukushima, eles coloram isso à frente até da própria segurança das pessoas. Nos primeiros dois meses, a empresa de serviços públicos e o governo eram impedidos de usar a palavra colapso para se referir ao desastre. Quando evidências surgiram, todas as entidades fizeram o possível para dizer que não era verdade.

O governo ainda tenta minimizar a radiação que ainda existe e parece interessado em mandar pessoas de volta para a área que não está nem perto de ser segura. Essa medida é para as pessoas pensarem que está tudo bem e seguro, mas na verdade a situação é oposta.

3 - Limpeza

A limpeza desse desastre pode levar vários anos, mas especialistas dizem que pode ser muito pior do que o imaginado. Atualmente, a estimativa é de que a limpeza livraria cerca de quatro décadas, isso se não tiver nenhuma complicação e a limpeza acontecer corretamente.

4 - Água contaminada

Depois do desastre de Fukushima, um gráfico divulgado disse que a nuvem de radiação ia se espalhando por todo mundo e logo chegaria à América do Norte. E quando chegar, ela contaminaria tudo. Mas foi provado que a precipitação não se moveria tão rápido. Contudo, um grupo feito de pesquisadores e cidadãos ficou dois anos coletando amostras e testando a radiação. Os dados diziam que levaria dois anos para qualquer radiação de Fukushima chegar às costas da América do Norte.

5 - Javalis e floresta

Fukushima foi abandonada depois da evacuação obrigatória e seus cidadãos deixaram quase tudo para trás com esperança de voltarem um dia e continuar a viver como antes. Mas se eles decidirem voltar terão um problema. A floresta começou a tomar a terra de volta para si. Várias casa já têm árvores e vegetação crescendo dentro delas. Além disso, a cidade está sendo invadida por javalis que não se intimidam com a presença de humanos.

6 - Evacuação

Quando se pensa em mortes, as pessoas logo associam com o acidente e realmente foi porque o tsunami matou quase 1.600 pessoas. Mas com o desastre, cerca de 300.000 pessoas tiveram que abandonar a cidade. E com o movimento forçado, a falta de hospitais, de comida e o suicídio fez com que as mortes fossem maiores que pelo acidente em si.

7 - Despejo

O Japão tem um problema quando se trata de águas contaminadas e eles acreditam que estão processando a maioria dos elementos radioativos, mas o trítio ainda levará alguns anos. Eles têm cerca de um milhão de toneladas desse material e não sabem o que fazer com ele, e uma das ideias era despejá-lo no oceano.

Por enquanto o plano foi suspenso, até porque liberar esse tanto de esgoto nuclear de uma vez é considerada uma violação de tratados internacionais e até uma to de guerra. E seria um envenenamento intencional dos nossos oceanos.




Matérias selecionadas especialmente para você

Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+