7 fatos científicos sobre irmãos e irmãs que você provavelmente não sabia

POR Jesus Galvão    EM Ciência e Tecnologia      24/04/18 às 19h13

Muitos são os tipos de formação familiares. Algumas pessoas possuem vários irmãos, outros apenas um. Nossos irmãos dividem momentos preciosos de nossas vidas. Brincadeiras, viagens, e dividir nossa vida com eles sem dúvidas criam laços para a vida toda.

Aqui na Fatos Desconhecidos já escrevemos sobre as 7 situações que só quem tem mais de 2 irmãos vai entender e hoje listamos alguns fatos científicos sobre nossos irmãos que provavelmente você não sabia. Confira!

1 - Irmãos caçulas vivem mais e tem caráter mais simples

Uma pesquisa britânica mostrou que a ordem no nascimento dos irmãos podem influenciar sua personalidade. Dessa forma, os irmãos mais novos foram classificados como mais criativos e serenos. Enquanto os mais velhos eram mais sérios, racionais e responsáveis. Além de que, os cientistas notaram que os caçulas, em média, vivem mais. Isso devido a sua atitude mais positiva e menos estresse e responsabilidade se comparado aos mais velhos.

2 - Irmãos mais novos são mais extrovertidos

Os psicólogos credita isso ao fato de que os irmãos mais novos crescem tendo que lidar com seus irmãos mais velhos. Assim eles são forçados a falar muito para atrair atenção e conseguir o que querem. O que, por consequência, os tornam mais extrovertidos e com mais probabilidade de se tornarem pessoas de sucesso.

3 - Irmãs podem reduzir os riscos de depressão

 

Irmãs podem nos proteger da sensação de solidão, culpa, ansiedade e depressão. Ao menos é o que afirma uma pesquisa da Universidade Brigham Young. "Sua irmã é um forte laço de proteção para nosso sistema nervoso. Principalmente na adolescência", afirma Laura Padilla-Walker, autora do estudo.

4 - Meninos que têm irmãs são mais galanteadores

Jeffrey Kluger, autor do livro "The Sibling Effect: What the Bonds Among Brothers and Sisters Reveal About Us" ("O efeito dos irmãos: O que os laços entre irmãos e irmãs revelam sobre nós" em tradução livre), em um dos capítulos escreveu sobre os estudos sobre o comportamento das pessoas em encontros rápidos.

Durante os experimentos ele pode perceber que a maioria dos homens que cresceram com irmãs se comunicam melhor com o sexo oposto. Já as meninas que cresceram ao lado de irmãos não seriam tão sérias e são mais abertas na comunicação com o sexo masculino.

5 - Os mais velhos são mais propensos a terem alergias

Um centro médico japonês conduziu um experimento onde 13 mil crianças foram entrevistadas, em idades entre 4 e 14 anos. Eles descobriram que irmãos mais velhos sofrem mais de alergias alimentares, problemas respiratórios e conjuntivites se comparado com seus irmãos mais novos.

6 - Os seus pais podem ter um filho preferido

Não, não quer dizer que você pode ser mais amado do que seu irmão/irmã, ou vice-versa. Mas, muito provável que seus pais não os tratem de maneira igual. Por exemplo, é comum que os irmãos mais velhos tenham mais privilégios do que os menores, como liberdade. Por outro lado, eles podem dar mais clemência aos menores. Além de que, uma das crianças pode se familiarizar com as aspirações do pai, assim como o outro faz o mesmo com a mãe.

7 - É possível distinguir o irmão mais velho pelo nível de QI mais alto

Apesar de parecer injusto, as crianças que nasceram primeiro, em geral, tem uma vantagem intelectual significativa. Segundo os cientistas, isso devido ao fato de auxiliar seus irmãos mais novos e assim, fortalecendo seu próprio conhecimento. Porém, uma pesquisa recente afirma que os irmãos mais novos ao atingir os 12 anos, se alinhariam pelo nível de QI com seus irmãos mais velhos.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+