Durante as férias, ou até mesmo durante os fins de semana, é extremamente prazeroso reservar parte do dia, para dedicar tempo à família. Fazer atividades em conjunto não só ajuda a manter a união, como também cria momentos de cumplicidade. Por esse motivo, jogos para a família são ótimos recursos.

Em contrapartida, é importante também levar em consideração o tipo de game. Afinal, existem alguns jogos no mercado, que jamais podem ser usufruídos na presença do papai e da mamãe. Seja em razão da presença de elementos de sexo, violência e alguns outros. Confira agora, sete deles.

1 - South Park: The Stick of Truth

Nossa lista de jogos começa com o famoso South Park. Primeiro, quem conhece a franquia sabe muito bem como os personagens se comportam. Ao inseri-los em um jogo, tal comportamento não seria diferente. Afinal, essa é a real diversão. O game "South Park: The Stick of Truth", distribuído pela Ubisoft, tem cenas muito engraçadas. Porém, o tipo de humor, que ilustra o jogo, deixou alguns continentes com o pé atrás. Europa, Oceania e África, por exemplo, censuraram partes do conteúdo. As cenas, que foram proibidas, estavam sempre associadas com o aborto e sodomia.

2 - My name is Mayo

Publicidade
continue a leitura

Dos jogos sem noção, My name is Mayo ganha. O propósito do “jogo” é ridículo. Tudo o que o participante tem que fazer, é apertar um botão para que o cursor do jogo toque no vidro de maionese, “trocentas” vezes. Ou melhor, 10.000 vezes. E por que temos que tocar no pote de maionese? Para que ‘ele’ troque de roupas. E por que seus pais não podem ver você jogando isso? Porque eles vão perguntar se você não tem nada melhor para fazer. Por isso, melhor jogar escondidinho.

3 - Duke Nukem Forever

Duke Nukem é um dos mais icônicos personagens do mundo dos games. O herói teve uma trajetória de altos e baixos, mas quem nunca, não é verdade? Aqui, ainda no início da aventura, o personagem entra em um cinema e começa a atirar em alienígenas. Tudo isso porque esses seres de outros planetas roubam garotas extremamente belas. Os pais até poderiam gostar de ver o filho jogando um jogo assim, entretanto, as mães, com certeza, não.

4 - Catherine

Publicidade
continue a leitura

Sabe aqueles jogos que fazem você pirar o cabeção? Então, Catherine é um deles. É um game aclamado, em todo o mundo. Entretanto, é polêmico, e muito. O jogo conta história de Vincent, um jovem que está prestes a se casar. E por que gerou muita polêmica? Simplesmente por tratar de temas adultos, como relacionamentos, maturidade emocional, fidelidade, traição e sexo.

5 - Butts

Basicamente, o jogo, nesse caso, se resume em bundas. Desculpe a palavra, mas é verdade. A página Steam de Butts, descaradamente, descreve o jogo como "um curta de animação em VR sobre amor, confiança e aprendizagem sobre o que significa ser verdadeiramente livre". Ou seja, tem que experimentar para entender o porquê do papai e mamãe não gostar nada de ver você ali, dedicando tempo ao game.

6 - Who’s your dad?

Publicidade
continue a leitura

Quer, de verdade, deixar seus pais desconfortáveis? Basta convidá-los para conhecer o game Who’s your dad? Aqui, o jogador tem duas opções. A primeira envolve o fato de decidir qual a melhor maneira de um bebê morrer. Pode ser, por exemplo, bebendo produtos de limpeza, colocando garfos em tomadas leves, afogando-se em uma banheira ou ingerindo pílulas. Caso o jogador não se interesse por esse caminho, ele pode escolher ser o pai do bebê. Nesse caso, o jogador deve fazer com que o bebê sobreviva.

7 - Potato Thriller

Potato Thriller entra na categoria de jogos de terror. Aqui, o jogador tem que ir em busca de uma batata assassina. Sua configuração é extremamente assustadora. Os cenários são escuros e ilustrados por barulhos. Além disso, sempre surge algo que assusta o jogador. É inquietante e o coração dos seus pais pode não aguentar.

Publicado em: 26/11/19 13h32