7 maiores mitos sobre a mente que você provavelmente acreditou

POR Mateus Graff    EM Ciência e Tecnologia      18/03/18 às 09h49

O cérebro humano é a parte mais desenvolvida do encéfalo, pesa aproximadamente 1,3 kg e representa apenas 2% do peso do corpo. Bom, até hoje acredita-se que tem muita coisa a se descobrir sobre o órgão, o que o torna ainda mais incrível. Podíamos ficar o dia inteiro falando sobre o cérebro, mas hoje vamos mostrar alguns mitos envolvendo a mente humana.

E quantas vezes vocês já ouviram por aí que os seres humanos usam apenas 10% do cérebro? Ou mesmo que crianças que escutam Mozart são mais inteligentes? Pois é, são mitos assim que a Fatos Desconhecidos trouxe para vocês. Então, caros leitores, confiram agora os 7 maiores mitos sobre a mente que você provavelmente acreditou:

1 - Você só usa 10% do seu cérebro

Esse talvez seja o mito que as pessoas mais acreditam. Cientistas já provaram que usamos 10% do nosso cérebro quando realizamos as tarefas mais simples. Na verdade esse mito surgiu a partir de um estudo feito por William James (The Energies of Men), em 1908. O psicólogo disse que usamos apenas uma pequena parte da nossa capacidade mental, mas não especificou quanto.

2 - Podemos aprender outro idioma dormindo

Algumas pessoas não conseguem aprender nem acordadas, vão aprender dormindo? A mito diz que se colocarmos um CD com aulas de francês ao ir dormir, por exemplo, iremos aprender o conteúdo. Mas essa técnica é contestada desde que Charles Simon e William Emmons fizeram o experimento em 1956. Eles não encontraram qualquer evidência de que isso é possível.

Já os estudos feitos em 2014 por Thomas Schreiner e Björn Rasch mostroi que ensinar palavras em holandês durante um movimento ocular mais lento ou ao acordar melhora a capacidade de memorizar o vocabulário. Mas a margem de melhoria foi bem pequena e por isso os métodos tradicionais são mais eficazes.

3 - Ouvir Mozart deixa as crianças mais inteligentes

Esse mito surgiu em um artigo publicado pela Universidade da Califórnia em 1991. No caso eles fizeram o estudo com 36 estudantes. As crianças que escutaram Mozart por 10 minutos antes de uma atividade mental se saíram melhor do que os que não escutaram.

A pesquisa contou com um pequeno número de crianças e ainda tem o fato de que nenhuma delas era realmente criança. O resultado? Surgiram vários produtos destinados a crianças que prometiam potencializar a inteligência de seus filhos. Você também acreditava nesse mito?

4 - Você pensa com o lado direito ou esquerdo do cérebro?

O mito diz que o lado esquerdo do nosso querido cérebro é responsável pelo pensamento lógico e comunicação. O lado direito fica por conta da criatividade. Nós usamos os dois hemisférios do cérebro para todas as funções cognitivas.

Essa 'lenda' surgiu pois foi observado que os processo relacionados a linguagem apareciam com mais frequência no hemisfério esquerdo e as habilidades criativas e expressões emocionais surgiam predominantemente no lado direito. Ficou então comprovado que existem os hemisférios trabalham em conjunto.

Mas a tecnologia está aí para contestar a história. Um estudo feito na Universidade de Utah, nos Estados Unidos, divulgado na publicação científica Plos One, analisou cada par de 7.266 regiões do cérebro em mais de mil pessoas enquanto eles executavam pequenas tarefas. O estudo não encontrou evidências claras para sugerir essa ideia. Então, isso é apenas um mito.

5 - Álcool mata as células do cérebro

A ressaca pode ser algo insuportável, mas a ideia de que o álcool destrói milhares de células do seu cérebro é falsa. Em 1993 Grethe Jensen comparou amostras de neurônios de pessoas que bebiam e das que não bebiam. Os resultados não apresentaram diferenças perceptíveis no número e densidade das células.

Pesquisas mostram que o álcool não mata as células, mas pode ter um impacto significativo no comportamento das mesmas. Isso altera as ligações entre os neurônios no cérebro o que acaba afetando a forma como as células se comunicam. Mas matar as células não passa de um mito.

6 - Dano cerebral é sempre permanente

Muita gente diz que qualquer dano cerebral é para sempre. Mas dependendo da localização e da gravidade, é possível que o órgão possa se recuperar. Um dano cerebral pode ser uma interrupção temporária de funções do nosso cérebro. Mas se não houver tramatismo posterior na cabeça, o cérebro tem grandes chances de se recuperar completamente. O órgão ainda pode se adaptar a lesões ainda mais graves em um processo chamado neuroplasticidade. Então, esqueçam essa ideia de que um dano cerebral é sempre permanente.

7 -  Crianças não aprendem o mesmo idioma ao mesmo tempo

Dizem que as crianças não conseguem aprender dois idiomas ao mesmo tempo e isso não passa de balela. O mito fala que elas ficam confusas quando estão aprendendo, por exemplo, português e inglês ao mesmo tempo.

Essa ideia surgiu da especulação de que o cérebro "compete por recursos" durante os processos de aprendizagem. O mito já foi derrubada há um tempo, inclusive foi detectado que crianças que aprendem mais de uma língua ao mesmo tempo tem mais facilidade em adquirir conhecimento. É o seu caso?

E aí, você acreditava em todos os mitos sobre a mente humana? Comente!

Mateus Graff
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+