7 organizações terroristas que você provavelmente nunca ouviu falar

POR Jesus Galvão    EM Mundo Afora      12/04/18 às 20h00

Operações terroristas e ações de guerrilhas são mais comuns na história da humanidade do que grandes exércitos marchando para batalhas. Independente de seus ideais, esses grupos, normalmente, usavam as mesmas estrategias de ataque. Emboscadas, sequestros, atentados a bomba e armas de fogo contra civis ou a quem quer que intervisse em seus ataques.

Hoje, listamos alguns desses grupos, onde nasceram e as razões pelas quais lutavam. Alguns desses grupos, apesar de suas ações, conquistaram popularidade e até mesmo o apoio da população devido ao que propunham em seus ideais. Confira!

1 - Narodnaya Volya

Narodnaya Volya em russo significa "Vontade do Povo". A organização foi fundada em 1878, como um movimento de esquerda dedicado a revisão radical da sociedade russa. O grupo realizou atos de terrorismo contra autoridades russas, a fim de provocar uma revolta. O que eles viam como uma alternativa para implementação de suas propostas. Em 13 de março de 1881, os membros da Narodnaya Volya assassinaram o Czar Alexandre II, explodindo seu carro em São Petersburgo.

2 - Exército Vermelho Japonês

O Exército Vermelho foi fundado por Fusako Shigenobu, no Líbano, em 1971. Eles tinham como objetivo a libertação da Palestina, e agiam em conjunto com a Frente Popular. Um dos primeiros atos do grupo aconteceu no Aeroporto Internacional Ben Gurion, em Israel em 1972. Um tiroteio que matou cerca de 26 pessoas, e deixou 79 feridas. Atividades do grupo como assaltos e sequestros também foram relatadas.

3 - As Brigadas Vermelhas

Os anos entre 1960 e 1980 são conhecidos como os "anos de chumbo na Itália. Durante esse período, grupos de esquerda e de direita lutaram pelo controle da política italiana. Um organização terrorista de estilo paramilitar era chamada de As Brigadas Vermelhas. Em Milão o grupo foi responsável por ataques e bombardeios a edifícios, atos de sabotagem e sequestros. O ato mais conhecido do grupo foi o rapto seguido de assassinato de Aldo Moro, Primeiro-Ministro italiano, que ocorreu em 1978.

4 - Ordine Nuovo

O movimento da "Nova Ordem" começou no final dos anos 50 na Itália, como um grupo extra-parlamentar de extrema direita. Eles partilhavam de muitas ideais do Partido Fascista Nacional, que teria sido constitucionalmente proibido no país. O que fez com que o governo solicitasse a dissolução do novo grupo. Porém, apesar do grupo ter sido forçado a se dissolver, a Ordine Nuovo continuou a operar às escondidas.

Em 12 de dezembro de 1969, o grupo bombardeou uma pizzaria e matou cerca de 16 pessoas, deixando outras 88 feridas. Menos de um ano depois outro ataque foi realizado pleo grupo. Dessa vez, 6 pessoas morreram e cerca de 100 ficaram feridas. Os ataques tinham como objetivo fomentar as tensões sócio-políticas na Itália.

5 - Organização Revolucionária 17 de Novembro

A Organização Revolucionária 17 de Novembro, ou 17 N, foi um grupo de guerrilha formado na Grécia, em 1975. O grupo estava dedicado a remover os militares norte-americanos e turcos do país. Uma das ações mais notórias da organização foi o assassinato de Richard Welch, chefe da CIA em Atenas. O americano morreu ao voltar pra casa após uma ceia de natal. Em 1982, George Tsantes, capitão do exército estadunidense no país também foi morto pelo grupo. George estava na companhia de seu motorista que também foi morto.

6 - Exército de Libertação do Povo Azaniano

Durante o apartheid na África do Sul, muitos grupos negros recorreram a atos de violência para derrotar um sistema que estava massacrando seu povo. O Exército Popular de Libertação do Povo Azaniano tornou-se um dos mais fortes devido à sua força em ataques armados contra as forças inimigas. Muitos foram os confrontos registrados, e muitas pessoas morreram. Os conflitos só cessaram após a intervenção de Nelson Mandela e a Comissão da Verdade e Reconciliação em medidas pela paz no país.

7 - Movimento Islâmico do Turquestão Oriental

Não é de conhecimento o ano em que foi criado o Movimento Islâmico do Turquestão Oriental, MITO. Isso, devido as poucas informações a respeito de sua formação e o desconhecimento geral a respeito de sua existência. Desde 1990, o MITO se envolveu em violentos ataques no interior da China. Na China, conflitos com as populações muçulmanas já foram responsáveis por muitas mortes.

Um ataque em 2014 em Kunming, matou cerca de 31 pessoas. O grupo Uyghur tem como objetivo não somente um Turquestão Oriental independente, mas também lutam pela implementação da lei Sharia, em decorrência do ateísmo ordenado pelo estado, que é uma característica fundamental do comunismo. O que só piora a situação dos conflitos no país.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Imagens YouTube
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+