Curiosidades

7 pessoas famosas que simpatizavam com o nazismo

0

Em 1939, as políticas antissemitas e completamente agressivas do Partido Nazista estavam em ascensão na Alemanha. Mesmo antes do início da Segunda Guerra Mundial, o fato já preocupava as pessoas ao redor do mundo. Porém, em muitos países, havia aqueles que simpatizavam e até mesmo apoiavam os ideais políticos do partido de extrema-direita alemão e seu líder, Adolf Hitler.

Com tudo o que foi ocasionado pela Segunda Guerra Mundial, muitos acabaram negando qualquer conexão ou simpatia com os nazista. Entretanto, alguns fatos acabavam por contradizer tais negações. Pensando nisso, hoje, listamos para vocês algumas pessoas famosas que foram, ou que ao menos deram fortes indícios, de serem simpatizantes do nazismo. Confira!

1 –  Ezra Pound

Ezra Weston Loomis Pound foi um poeta e escritor modernista que bastante se destacou durante o início do século 20. Depois da Primeira Guerra Mundial, ele se mudou para Itália e iniciou um apoio ao político Benito Mussolini, líder do Partido Nacional Fascista. O escritor passou anos, antes e depois da Segunda Guerra Mundial, demonstrando apoio a Mussolini e Hitler. Também resvalando sempre a luta contra os judeus, inclusive em um programa de rádio na Radio Roma.

2 – Walt Disney

A afirmação de que o homem, por trás do mundo mágico da Disney, seria pró-nazismo, é extremamente controversa e chocante. Entretanto, existem alguns relatos que ligaram Walt Disney a alguns eventos e reuniões do Partido Nazista dos EUA, na década de 1930. O que é, claramente, mencionado no livro Hitler’s Doubles (2015).

Além do mais, sabe-se que Walt Disney hospedou a cineasta nazista Leni Riefenstahl. Disney foi altamente criticado por isso. Mais tarde, sua empresa criou diversos filmes anti-nazismo, como o Education for Death. Isso certamente confundiu muitas pessoas em relação ao apoio de Walt Disney ao nazismo. Muito provavelmente nunca saberemos a verdade.

3 – Henry Ford

Henry Ford foi um empreendedor e engenheiro mecânico estadunidense, que revolucionou a indústria automobilística com a primeira linha de montagem de carros, no início do século XX. No entanto, Henry Ford possuía certa empatia aos ideais antissemitas. Em uma entrevista ao New York World, em 1920, isso fica bem claro. Especialmente quando ele disse que os “judeus internacionais” eram uma ameaça e os acusou de estarem por trás da Primeira Guerra Mundial.

Aparentemente, Hitler possuía forte admiração por Henry Ford. Em seu livro, Mein Kampf, o líder nazista se referiu a ele como o “único grande homem que ainda mantém total independência da ameaça judaica”.

4 – Charles Lindbergh

Charles Lindbergh foi um piloto estadunidense muito famoso por ter feito o primeiro voo transatlântico sozinho e sem escalas em um avião. Um feito memorável protagonizado em 1927. Em 1932, o filho do piloto foi sequestrado e assassinado, o que recebeu bastante atenção da mídia na época. Em junho de 1936, Lindbergh fez uma visita à Alemanha, em nome do governo dos EUA, para aprender mais sobre os avanços da aviação alemã.

O piloto ainda teria se sentado próximo de Hitler durante os Jogos Olímpicos de Verão de 1936, realizados no país. Entretanto, segundo relatos, Lindbergh não se comunicou com Hitler. Depois disso, ele foi considerado um pária pelos estadunidenses por se declarar neutro na guerra com a Alemanha. Apesar de nunca ter tornado claro o seu apoio aos nazistas, sua posição era muito confusa para o público e sua reputação foi bastante prejudicada por isso.

5 – Eduardo VIII do Reino Unido

É amplamente conhecido que Eduardo VIII abdicou de seu trono em 1936, para se casar com a estadunidense Wallis Simpson. O que muitas pessoas não sabiam era de sua conexão tão próxima com Adolf Hitler. A ligação era tanta que, em 1937, Eduardo VIII e Wallis visitaram a Alemanha e foram recebidos pelo próprio Führer.

6 – Waldorf Astor e o conjunto de Cliveden

Conjunto de Cliveden foi o nome dado a um grupo de pessoas ricas de classe alta, da década de 1930. Essas pessoas eram politicamente influentes na Grã-Bretanha antes da Segunda Guerra Mundial. O grupo costumava se encontrar regularmente em Cliveden, uma casa em Buckinghamshire, no Reino Unido, que era a residência de Nacy e Waldorf Astor. O grupo, aparentemente, era profundamente antissemita. Eles ainda pareciam ter fortes conexões com funcionários do Partido Nazista. Entretanto, isso nunca foi de fato provado.

7 – Harold Harmsworth (1º Visconde de Rothermere)

Harold Harmsworth foi um jornalista inovador e que exerceu papel fundamental na criação dos jornais britânicos Daily Mail e Daily Mirror. Sua família ainda tem controle sobre esses jornais e forte influência na politica britânica devido a isso. Harmsworth, também conhecido como 1º Visconde de Rothermere, por anos, entre a 1ª e a 2ª Guerra Mundial, trocou correspondências com Hittler e publicou diversos artigos em seus jornais. Todos eles promovendo o fascismo. Além de colaborar financeiramente com Stephanie von Hohenlohe, uma notória espiã alemã, procurada pelas autoridades britânicas e norte americanas.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Conheça o Eterno que pode ser mais poderoso que o Hulk

Matéria anterior

Por que Shang-Chi enfrentará um vilão do Homem de Ferro?

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.