Curiosidades

7 vezes que o McDonald’s foi proibido de entrar em algum país

0

O McDonald’s é a maior cadeia mundial de restaurantes de fast food de hambúrguer. Ele começou em 1940, e serve aproximadamente 68 milhões de clientes por dia. Além disso, está presente em 119 países com seus 37 mil pontos de venda.

Com esse tanto de lojas espalhadas pelo mundo, é difícil imaginar que essa rede tão amada nos Estados Unidos seja proibida em alguns lugares. Isso mesmo que você leu, em alguns lugares do mundo as pessoas não têm o privilégio de comer esses hambúrgueres. As razões para essa proibição são variadas. Listamos aqui algumas razões pelas quais Ronald McDonald foi proibido de entrar nesses países.

1 – Prejudicar o progresso

Gana é um país que se considera como uma crescente base econômica na África e também é um dos países onde a rede de fast food foi proibida. Tanto os cidadãos quanto as lideranças do país disseram que a entrada da rede no país iria parar o progresso.

2 – Contrato cancelado

Por mais de 16 anos, a Macedônia teve sete restaurantes. Mas em 2013, Agnes Vadnai, diretor de comunicações do McDonald’s na Europa, disse que a Macedônia não queria mais os restaurantes de fast food por causa de conflitos entre a rede e o país. E com isso, a Macedônia revogou a licença de operação do McDonald’s, o que o levou a fechar.

3 – Sanções contra o país

Alguns países não têm uma relação muito amigável um com o outro, e um bom exemplo disso é a relação EUA e da Coreia do Norte. Por sanções impostas pela ONU e apoiadas pelos EUA, o McDonald’s não tem nenhuma presença no país de Kim Jong-un.

4 – Razões religiosas

Alguns países podem ter razões religiosas para proibir a rede McDonald’s. O Iêmen, por exemplo, impediu a rede de abrir em seu país por várias objeções religiosas. Essas questões foram trazidas à tona quando outras empresas ocidentais queriam se estabelecer no país.

5 – Sem muitas opções saudáveis

Com o passar do tempo, o McDonald’s foi incorporando opções saudáveis em seu cardápio, mas parece que eles não incorporaram o suficiente, segundo as autoridades de Montenegro. Já faz mais de uma década que a rede foi expulsa do país.

6 – Sem interesse

A rede pode já ter sido acolhida em alguns países, mas depois ter sido chutada, como foi o caso da Bolívia. Os líderes do país disseram que a comida não era o tipo que eles queriam em seu país. O McDonald’s tentou voltar para o país, mas sem sucesso. O presidente do país deu um declaração falando que “a rede não está interessada na saúde dos seres humanos, apenas em seus lucros e lucros corporativos”.

7 – Agitação política

O Zimbábue tinha estabelecido uma filial do McDonald’s em seu país, mas logo ele caiu em uma agitação política que desencadeou uma guerra civil e nessa, a rede de fast food saiu do país. Eles tentaram voltar para o país, mas há muito tempo não são presentes por lá.

7 jogos mais decepcionantes de 2018

Matéria anterior

7 fatos científicos que provam que não sabemos muita coisa sobre o mundo

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos