• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

8 supostos mistérios sinistros que ainda precisam de explicação

POR Rafael Miranda    EM Curiosidades      21/01/15 às 21h26

Todo lugar do mundo tem sua cultura e suas crenças particulares. Da mesma forma, cada parte desse planeta guarda também suas crendices e lendas que supostamente a ciência nunca conseguiu explicar.

Essas histórias mal contadas, como sabemos, intrigam muita gente e são capazes de fazer a imaginação das pessoas fluírem e buscarem respostas em fenômenos sobrenaturais ou mesmo em manifestações de seres extraterrestres.

Conheça agora 8 desses mistérios mais cabulosos do mundo, que estão espalhados por aí há vários anos ou mesmo séculos, esperando por uma explicação lógica:

CD de informações de 12 mil anos anos atrás

32

Esses discos que se parecem com CDs de musica modernos tem mais de 12 mil anos! Mais de 715 discos foram encontrados na China numa região chamada de Baiam-Kara-Ula, foram sendo encontrados desde os anos de 1950. Ao que parece esses discos foram usados como parte de algum mecanismo eletrônico desconhecido. Eles possuem Hieróglifos impressos. A escrita escondia histórias fantásticas de uma viagem de seres pelo espaço em busca de abrigo, fugindo de uma guerra em seu mundo. Até hoje não se conhece a veracidade dos fatos e os CD"s foram recolhidos pelo governo Chinês.

Dedo Humano Fossilizado de 110 milhões de anos

33

No meio da era dos Dinossauros alguém perdeu um dedo. Esse Fóssil foi achado em Axel Heiberg, uma Ilha no Ártico Canadense (América do Norte). Ele está exposto em um museu naquele país. Note que ele é exatamente como um dedo humano do nosso estágio de evolução.

Essa versão também carece de fontes sólidas, apesar de ser um suposto achado de extrema importância, não encontramos nenhuma revista científica séria que tenha falado a respeito do assunto.

Hadouken na vida real

34

A revista japonesa Chi in Action vol 38, descreveu a primeira manifestação voluntária de energia termocinética luminosa (hadouken) em um laboratório com condições próprias para a percepção do fenômeno em um garoto chamado Eiji Homura de 14 anos. Eiji conseguiu estilhaçar uma tela de acrílico (1,5×1,5m) com 1 polegada a uma distância de 4,5 metros. Os aparelhos detectaram uma esfera discoidal de 25 cm de raio, incandescente (amarelo-branco gradiente) de temperatura de 124 graus celsius.

A esfera viajou a uma velocidade de 250 km/h a força de impacto foi avaliada em 600 kg por cm³. O fenômeno foi presenciado por um cientista, dois psicólogos e um mestre de acumpuntura e retenção de Chi. Os pareceres foram mistos, o cientista não deu crédito ao ocorrido e acredita em uma possível fraude.

Escultura de um astronauta em uma catedral construída há 1.100 anos

35

Dentro da esplêndida Catedral Nueva, que fica em Salamanca, construída em 1102 D.C., encontra-se entre as esculturas fascinantes de animais míticos e santos, um Astronauta com um uniforme semelhante ao da NASA.

A explicação do fato ficou por conta de uma possível restauração feita nos anos 90, o Fantástico (programa da rede Globo) inclusive localizou um pároco na época que deu essa explicação, segundo ele houve uma reforma na catedral e, o símbolo do século XX foi adicionado, apesar dessa versão ser a mais aceita para o fato muitas pessoas ainda se recusam a acreditar nela como sendo verdade. E você, qual a sua opinião a respeito do assunto?

Batalha de Los Angeles

36

Depois do ataque a Pearl Harbor, os Estados Unidos estavam passando por dificuldades, especialmente na costa oeste. Todo mundo estava atento, com medo de novos ataques japoneses, que não demoraram a chegar, aliás: em fevereiro de 1942, por exemplo, um submarino japonês bombardeou o campo petrolífero de Ellwood, que ficava próximo à Santa Barbara.

Ainda nesse mesmo mês de fevereiro a Terra do Tio Sam teve ainda que enfrentar um ataque de histeria coletivo, que começou com o desaparecimento de um balão meteorológico. Depois disso, fogos foram lançados no ar para detectar possíveis ameaças e avisar sobre perigo.

Mas, como todo mundo estava traumatizado, os sinais no céu foram interpretados como mais um ataque, fazendo até uma série de medidas antiaéreas serem acionadas. O pior de tudo é que o alerta permaneceu em vigor por mais três noite, sem que nada novo acontecesse. No fim, as únicas vítimas desse episódio foram 3 pessoas, que acabaram morrendo por ataque cardíaco e três por fogo-amigo.

Nenhum avião japonês foi visto e os próprios nipônicos negaram qualquer intenção de ataque próximo à Los Angeles. O mais engraçado é que os clarões também foram confundidos com um surto de "VNIS nesta cidade. Até hoje, aliás, tem gente que jura que esse evento tem ligações com os alienígenas.

Ilha de Páscoa

37
Nesse lugar existem 887 bustos feitos de rocha vulcânica, de diversos tamanhos, espalhados pelos 170 quilômetros quadrados da ilha chilena. Estima-se que o mais pesado tenha 82 toneladas e o mais alto, 10 metros.

Os moais, nome dado aos monólitos, foram construídos aproximadamente em 1300 a.C. Por muito tempo, foram atribuídos aspectos sobrenaturais aos monumentos. Mas, cientistas desfiam todas essas teorias.

Conforme os estudiosos do assunto, existem meios de transportar as enormes cabeças usando madeiras e cordas. A técnica definitiva, no entanto, era tão engenhosa que ainda permanece desconhecida. Além disso, não existe nada que comprove a conversa de que o formato das cabeças dos monumentos seja uma homenagem a alienígenas, como contam por aí.

Os Roanoke

38

Imagine uma história em que mais de 100 pessoas somem de uma só vez, juntamente com seus pertences! Pois é, na ilha de Roanoke, nos Estados Unidos, já boatos assim, que juram que 113 colonos ingleses simplesmente evaporaram do planeta com suas coisas pessoais. Não há uma explicação para o fenômeno, mas dizem que isso aconteceu por volta de 1590.

As teorias que tentar dar sentido ao acontecimento falam sobre abdução alienígena, até um massacre promovido por índios. Mas pesquisadores têm uma hipótese menos drástica: os Roanoke podem ter se mudado para a ilha vizinha e acabaram misturados às pessoas do local. Mas, de qualquer forma, o motivo pelo qual abandonaram a terra onde viviam nunca foi desvendado.

O "carro flutuando" no Google Earth

39

Em janeiro de 2006, um "carro flutuante" foi marcado no Google Earth. A imagem do carro misterioso foi identificada no Google Earth pelos céticos como uma ilusão de ótica . A história não foi mais investigada e assumiram a "ilusão de óptica" como resposta para questão.

Próxima Matéria
Rafael Miranda
Criando forças para segurar o forninho de cada dia. Instagram: @rafaelmiranda17
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você


Fatos + Deezer (Podcast)

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+