Considerando a vastidão da obra de Stephen King, um dos escritores mais consagrados da atualidade, não nos surpreendemos ao descobrir a quantidade de trabalhos do autor que já foram adaptados para as telas. Ao passo que o mestre do terror costuma recomendar diversas produções, geralmente listamos essas sugestões. No Entanto, visto que, recentemente, vimos It fazer sucesso no cinema, assim como Doutor Sono resolvemos focar no trabalho de King. Sem dúvidas, ainda há muito material jorrando dessa fonte. Sendo assim, compilamos aqui alguns livros que ainda estão aguardando suas respectivas adaptações. Você pode conferi-los logo abaixo.

1 - Fúria (1977)

Publicado sob o antigo pseudônimo de King, Fúria conta a história de Charlie Decker, um violento estudante do ensino médio. Eventualmente, Decker pega uma arma e toma uma sala de aula inteira como refém. Como resultado disso, vemos pessoas sendo mortas ou gravemente feridas ao longo do caminho. Surpreendentemente, alguns dos reféns chegam a ficar do lado de Charlie, apresentando a famosa Síndrome de Estocolmo. Visto que os Estados Unidos sofrem com um trágico histórico de violência escolar, nem é preciso dizer que esse livro não foi bem recebido. Essa história chegou a ser banida do país por, aparentemente, ter inspirado ataques reais. Sendo assim, não é uma surpresa que essa obra não tenha sido adaptada.

2 - Insônia (1994)

Embora uma adaptação cinematográfica de Insônia já tenha sido especulada algumas vezes, até hoje não vimos nada se concretizar. Em suma, essa história é uma mescla de horror e fantasia ambientada em Derry, no Maine. Sim, o cenário dessa história é o mesmo onde se passa It: A Coisa. No entanto, dessa vez Pennywise não é o foco da narrativa, e sim Ralph Roberts, um homem aposentado. Com o passar do tempo, a qualidade de sono de Ralph só vai piorando, até que isso acabe levando-o à tropeçar em eventos de proporções cósmicas.

3 - Rose Madder (1995)

Publicidade
continue a leitura

Seguindo o mesmo caso de Insônia, um projeto envolvendo um filme de Rose Madder chegou a ser apresentado, porém nunca executado. Nesse livro vemos Rosie Daniels, uma vítima de violência doméstica que consegue escapar de seu casamento infernal depois de anos. Em seguida, Rosie se muda para uma nova cidade em busca de uma nova vida. Todavia, seu passado acaba a perseguindo e Norma, seu ex-marido, segue determinado a recuperá-la.

4 - Os Justiceiros (1996)

Escrito por Stephen King como Richard Bachman, Os Justiceiros se trata de um romance tardio que se passa em uma espécie de universo paralelo ao de Desespero, outro romance de King. Embora uma série de TV inspirada por esse enredo tenha sido cogitada, a ideia nunca chegou a sair do papel. Se, em algum momento, essa obra chegar a ser adaptada, seria interessante ver o elenco de Desespero, que já ganhou um filme, reprisar seus antigos personagens.

5 - A Casa Negra (2001)

Co-escrito por King e Peter Straub, também conhecido por trabalhar com o gênero horror, A Casa Negra é um livro que ainda não foi adaptado por motivos específicos. Como uma sequência de uma colaboração anterior dos escritores, O Talismã, não faria sentido adaptar essa narrativa. Contudo, com uma adaptação de O Talismã em andamento e materializada, presumimos que A Casa Negra será adaptado em seguida. Bom, isso se seu antecessor se sair bem nas bilheterias.

Publicidade
continue a leitura

6 - Blaze (2007)

Também publicado sob o pseudônimo Richard Bachman, Blaze foi originalmente escrito na década de 1970. Todavia, por motivos desconhecidos por nós, esse livro não foi publicado até os anos 2000. Apesar de ter sido reescrito por King no começo dessa época, o autor decidiu publicá-lo sob o nome Bachman porque o mesmo foi escrito no mesmo período que os outros livros do pseudônimo. Enfim, a história de Blaze se concentra em um criminoso mesquinho que sequestra um bebê de uma família rica na esperança de conseguir uma enorme recompensa.

7 - Duma Key (2008)

Assim como vários itens dessa lista, Duma Key teve sua adaptação cinematográfica sugerida algumas vezes. Entretanto, da mesma forma que os casos acima, nada saiu do plano das ideias. Esse livro leva o nome de uma ilha da Flórida para a qual o protagonista Edgar Freemantle se muda após sua vida dar meio errado. Enquanto tenta se reerguer, Edgar faz uma nova amizade e se apaixona pela pintura. Todavia, uma antiga entidade sobrenatural ameaça todo o local.

8 - A Pequena Caixa de Gwendy (2017)

Publicidade
continue a leitura

Uma história ilustrada lançada pela Cemetery Dance nos EUA, A Pequena Caixa de Gwendi é o único romance que King publicou por conta própria e não em meio à uma coletânea. Richard Chizman co-escreveu o livro que narra uma história ambientada em 1974 e gira em torno de uma protagonista de 12 anos. Essa garota acaba se deparando com uma estranha que a chama pra conversar, contudo, mal sabe ela que a mulher não tem nenhum boa intenção.

9 - Ascensão (2018)

Um dos livros mais atuais de King, Ascensão se concentra em Scott Carey, um homem que sofre com uma triste enfermidade debilitante. Paralelamente, apesar disso, Carey está tentando ajudar um casal vizinho a abrir um de sucesso mesmo diante do preconceito existente na cidade por elas serem lésbicas. Embora seja uma das obras mais edificantes de King, Ascensão não deixa de conter um pouco de tristeza.

Livros que serão adaptados em breve

Aproveitando a deixa, resolvemos mencionar também os livros de King que ainda não foram adaptados, porém já contam com sua versão cinematográfica em desenvolvimento. Sendo assim, ressaltamos que: A Longa Marcha, já possui um diretor contratado para assumir sua direção desde o ano passado; A Auto Estrada, está sendo produzido pelo diretor de It; O Talismã será trazido para a grande tela por Stephen Spielberg; A Garota que adorava Tom Gordon, está em fase de produção; Buick 8 também está com sua adaptação em desenvolvimento; e Revival será dirigido por Mike Flanagan. Por fim, quanto às séries televisivas, Os Olhos do Dragão está em andamento pelo Hulu; Love: A História de Lisey, está por conta da Apple+; Joyland está em desenvolvimento na Freeform; e Belas Adormecidas virará uma minissérie pela AMC.

Publicado em: 29/05/20 13h24