Curiosidades

A história do hot dog

0

Comer com certeza é uma das coisas mais amadas pelas pessoas. E dentre a imensa variedade de comida, o hot dog é um dos mais amados por praticamente todo mundo. Até porque, ele é extremamente versátil e tem bastantes variações no mundo todo. Para quem não sabe, o hot dog tem até um dia para chamar de seu. No dia nove de setembro se comemora o Dia Mundial do Cachorro-Quente.

O dia foi escolhido por se acreditar que, em 1884, nesse dia o sanduíche foi criado em Nova York, nos EUA. Isso mostra que o hot dog existe desde o século XIX. O que se acredita é que a criação do prato aconteceu por conta da imigração dos alemães para os EUA, sendo mais específico, para Nova York.

Origem do hot dog

123 milhas

Em sua receita tradicional, ele era feito com salsicha grelhada, dentro de um pão específico, cebola, ketchup e mostarda. O que se manteve ao longo do tempo, visto que, em sua maioria, é isso que tem nos cachorros-quentes atuais.

Um lugares dos mais tradicionais de hot dog é o food truck do Nathan’s, em Nova York. Ele está aberto desde 1916 e é uma verdadeira atração turística na cidade. Contudo, conforme outras culturas foram se apropriando do cachorro-quente ele foi sendo incrementado com várias outras coisas mudando bastante a sua receita original e relativamente simples.

Tipos

123 milhas

Com todo esse tempo de existência é de se esperar que existam vários tipos de hot dog ao redor do mundo. Por exemplo, nos EUA existem mais versões do que a tradicional. Uma delas é o half-smoke que tem linguiça defumada e grelhada servida com pão e molho de hot dog e pimenta-malagueta.

No Chile, esse prato se chama “completos”. Ele é um cachorro-quente com abacate amassado, cebola e tomates picados e maionese artesanal. Enquanto isso, na Guatemala o nome é “shucos” e eles são recheados com salsichas, salame, chorizo e vários outros tipos de carne e servido com repolho picado, maionese, mostrada e guacamole.

Existe também uma versão do hot dog na Argentina. O que os diferencia dos outros é o seu tamanho. Normalmente ele é bem maior do que o tradicional e servido com palitos de batata crocantes, tomates e uma variedade de molhos.

No entanto, a versão mais diferente e única do hot dog está na Ásia, especificamente na Coreia do Sul. Lá, a salsicha é espetada em um palito de churrasco e envolta pelo pão que leva mostarda e ketchup.

Na Alemanha, o que diferencia o seu cachorro-quente é o repolho picado e fermentado e a mostarda. Além, é claro, de ele ser recheado com uma das melhores salsichas do mundo.

Dentre todas as variações no mundo, de acordo com o jornalista e crítico de gastronomia Nenel Neto, o melhor hot dog está na Islândia. Nele, o pão usado é mantido no vapor e a salsicha é à base de cordeiro. Para complementar o prato eles colocam ketchup, mostarda doce islandesa, cebola e remoulade.

Com toda essa variedade é possível ver que o prato se espalhou pelo mundo e abraçou a cultura de cada país. Por isso que talvez o hot dog seja um dos lanches mais democráticos do mundo.

Variedades brasileiras

123 milhas

Se no mundo existem variações do lanche, aqui no Brasil, um país de proporções continentais, existem várias maneiras de se fazer um hot dog. Por exemplo, em São Paulo, o que mais se encontra é o cachorro-quente que vem com salsicha e purê de batata, além é claro do ketchup, mostarda, maionese e batata-palha.

Já no Rio de Janeiro, eles colocam mais ingredientes, como por exemplo, ovo de codorna, molho vinagrete, queijo parmesão ralado, azeitona e batata-palha.

Mas essa não é a versão com mais coisas colocadas. No Norte do país, mais especificamente no Pará, eles colocam folhas de jambu, vinagrete, repolho, tucupi e mais outros ingredientes no hot dog.

Enquanto isso, no Nordeste, principalmente na Paraíba, o cachorro-quente é feito com salsicha, carne moída, vinagrete, ovos de codorna, azeitonas, coentro e queijo coalho ralado.

Fonte: 123 milhas

Imagens: 123 milhas

Qual motivo de os casos de navios serem vermelhos?

Previous article

Competição que homenageia Arnold Schwarzenegger premia fisiculturista brasileiro

Next article

Comments

Comments are closed.