Curiosidades

Adoção tardia de animais idosos é incentivada por campanha da prefeitura de São Paulo

0

Não é difícil de vermos animais abandonados pelas ruas da cidade. Infelizmente, essa é uma realidade não somente em nosso país, mas no mundo todo. Dentre os animais mais abandonados estão os cachorros. As pessoas que não pensam direito sobre a responsabilidade que é criar um cãozinho acabam o abandonando quando algum problema surge. Por conta disso, várias pessoas e entidades se mobilizam para conscientizar a todos sobre o processo de adoção e sobre o abandono.

Felizmente, muitas pessoas já estão mais cientes sobre a adoção responsável e como adotar um animalzinho é melhor do que comprar um. No entanto, a maioria das pessoas prefere adotar um animalzinho filhote. Mas o que muitos não sabem é que adotar um animal já idoso pode ser tão emocionante e apaixonante quanto.

Por isso que a prefeitura de São Paulo fez uma campanha para incentivar essa adoção tardia de animais idosos. Para se ter uma ideia, dos 156 cachorros que esperam por um lar no centro municipal de adoção de cães e gatos da prefeitura de São Paulo, 90 são idosos.

Adoção tardia

Pet pop

E como já era de se esperar, Telma Tavares, veterinária e a assessora técnica da coordenadoria de saúde e proteção ao animal doméstico, confirma que os filhotes são os preferidos para a adoção. Ela ressalta que algumas famílias levam os animais adultos, mas que os idosos acabam ficando sem um lar.

A campanha da prefeitura é “Adote um bom velhinho”. “Para incentivar a adoção dos nossos animais idosos, que estão aqui, na maioria deles, há muitos anos, esperando a oportunidade de terem uma família. A gente quer realmente que as pessoas reflitam para darem uma oportunidade para esses animais, que percam o medo, o receio de terem um animal idoso, entendam o quanto isso é bom, não só para elas quanto para o animal. Despertar a compaixão dessas pessoas para olhar para esses animais que tanto esperam ter uma cama quentinha, um carinho, uma família de verdade, porque se eles tiveram já faz muito tempo, eles já nem lembram disso. E de verdade mesmo elas não eram, porque deixaram eles para trás”, disse Telma.

Por conta de esses animais já serem mais velhos, vários têm problemas de saúde. Por conta disso, para que a sua adoção seja incentivada, a prefeitura da cidade também oferece benefícios para quem der um lar a esses animais. Eles irão ter atendimento prioritário e vitalício nos hospitais públicos de São Paulo, não importando se quem adotou o animal tem ou não uma renda baixa.

Os cachorros idosos passam sua vida toda esperando para terem um lar, e aqueles que conseguem, como no caso de Charles Henrique, nem sempre têm um final feliz. Isso porque o cachorro foi devolvido seis vezes para o centro da prefeitura, o que aconteceu porque o animal tem dificuldades de locomoção por ter sofrido um acidente, e é bastante temperamental e possessivo com seus tutores.

Mesmo que os cachorros sempre sejam os animais mais associados à adoção, eles não são os únicos. No centro também existem gatos idosos que também precisam e querem um lar. Segundo Telma, todos os animais que estão no centro para serem adotados passaram por veterinários e já estão castrados, vacinados, vermifugados e com suas doenças controladas.

Experiência

Prefeitura Belo Horizonte

Mesmo sabendo da importância da adoção responsável, muitas pessoas ainda ficam com o pé atrás. Por isso é bom saber sobre casos de pessoas que adotaram animais mais velhos.

Esse é o caso do ator César Magalhães. Ele adotou Belinha, uma cadela idosa que perdeu a visão de um olho, e tinha passado por cirurgia para a retirada de um tumor. Mesmo assim, a cadela convive bem com os outros cachorros que o ator tem.

“Para você adotar um um animal mais velhinho, um cachorro, um gatinho mais velhinho, é fundamental você ter paciência. Você entender que ele vem já com traumas, com medos, porque sofreu muito, mas tem que entender que com paciência, carinho, atenção… É fundamental que os animais não guardam mágoas. Eles têm a capacidade de amar novamente. É impressionante”, contou.

Para quem se interessou pela adoção responsável é preciso levar documentos e comprovante de endereço. Além disso é necessário pagar uma taxa de 30 reais. No processo de adoção está prevista uma entrevista para que o tutor seja avaliado, além de um acompanhamento.

Fonte: Jovem Pan

Imagens: Pet pop, Prefeitura Belo Horizonte

Música brasileira que mais bombou no TikTok foi ‘Desenrola bate joga de ladin’

Artigo anterior

Saiba como fazer amuleto para atrair dinheiro, prosperidade e amor em 2023

Próximo artigo