Notícias

Adolescente morre após cair de brinquedo com 130 metros de altura

0

Mais uma tragédia aconteceu na cidade dos parques de diversões no dia 24 de março. Em Orlando, na Flórida, um adolescente morreu após cair da torre de queda livre mais alta do mundo. Na ocasião, o americano Tyre Sampson escorregou do assento do brinquedo, que estava a 120 km/h.

Em vídeo circulando em redes sociais, é possível ver o momento em que o jovem de 14 anos é arremessado para fora da estrutura. O deslizamento aconteceu na parte baixa do brinquedo, enquanto ele estava desacelerando após uma queda de 130 metros. Todavia, o movimento brusco foi suficiente para tirar a vida do garoto.

Fonte: NY Post

Sonho interrompido

Tyre Sampson morava no Missouri e era um promissor jogador de futebol americano. Basicamente, seus amigos o chamavam de “Big Tick”, em razão de sua ampla estatura corporal. No acidente, ele estava na Flórida a passeio com outra família, quando decidiu ir no Orlando Free Fall.

Neste brinquedo, as pessoas são elevadas até uma altura de 130 metros. Depois de subir, o equipamento desce em queda livre, freando apenas próximo ao chão. Nesse sentido, a atração do Icon Park é a mais alta do mundo, e foi justamente nela que Tyre sofreu o acidente.

Em seguida, o pai do adolescente descobriu a tragédia através do vídeo que circula nas redes sociais. Diante da NBC, Yarnell Sampson conta que parecia que alguém havia batido em seu estômago. “É triste… O futuro brilhante de um jovem foi retirado por um passeio”, desabafa o pai. Depois que o garoto morreu, sua família pediu o fechamento permanente do Orlando Free Fall.

Nesse meio tempo, o Icon Park se pronunciou sobre o ocorrido em seu brinquedo dizendo que estava de luto pelo acidente fatal de Tyre. “Estamos em estreita coordenação e continuaremos a cooperar com as autoridades”, afirma a nota da empresa americana.

Fonte: NY Post

Investigação

A princípio, pensava-se que a vítima saiu do brinquedo por conta do não travamento de seu cinto de segurança. No entanto, o resultado da perícia divulgado nesta terça-feira (29) aponta que ele escorregou por baixo do cinto travado. Deste modo, a conclusão foi alcançada pelo fato da barra de proteção permanecer abaixada e travada mesmo após o acidente.

Além disso, no vídeo viralizado, é possível ver os funcionários respondendo aos protestos das pessoas ao redor do fato. No diálogo, os colaboradores alegam que a luz estava acesa, o que demonstra que o cinto estava devidamente travado.

Então, a hipótese mais forte dos peritos é que a tragédia aconteceu devido à transgressão do limite de peso. No manual da atração, está descrito que só podem utilizar o brinquedo quem tem até 130 quilos. Em contrapartida, Tyre Sampson pesava 158 quilos, o que pode ter criado uma folga maior entre o assento e o cinto.

Segundo o primo da vítima, funcionários barraram o adolescente de entrar em outras duas atrações. De acordo com a testemunha, as restrições também se deram por conta do tamanho do jovem, o que não ocorreu no Orlando Free Fall. Atualmente, a investigação do caso segue aberta e nenhuma acusação foi protocolada ainda.

Tragédias em parques

De antemão, não é a primeira vez que tristes ocorrências em brinquedos chocam a comunidade americana. Nesse sentido, aqui na página, já apresentamos 9 acidentes que aconteceram na Disney. Os episódios vão desde esfaqueamentos até fatalidades com dublês do Indiana Jones.

Porém, no ano passado algumas cenas chocantes em parques de diversões tomaram conta da mídia mundial. No dia 16 de agosto, um homem ficou pendurado na trava de uma cabine suspensa por trilhos, que fica em um parque de Utah. Após a cena inusitada, ele despencou da estrutura e faleceu.

Da mesma forma, outra cena chocante de 2021 ocorreu no Michigan. Na ocasião, um brinquedo chamado tapete mágico perdeu o controle e cedeu. Por volta de 10 pessoas estavam na atração, caracterizada por ser um pêndulo com uma plataforma giratória.

Somados a casos como o de Tyre Sampson, episódios do tipo demonstram a importância de se estar com a manutenção dos brinquedos em dia. Além disso, é fundamental que haja o devido cumprimento das regras de segurança tanto pelos funcionários quanto pelo público.

Fonte: Aventuras na História, R7, Uol

Em São Paulo, cachorros de rua recebem cuidados em presídios

Matéria anterior

Motivos pelos quais você vai querer assistir a série “Succession”

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos