Curiosidades

Arqueólogos fizeram uma descoberta extraordinária de uma carruagem cerimonial em Pompéia

0

Um dos desastres naturais mais conhecidos da história é a erupção do vulcão Vesúvio. A erupção aconteceu no dia 24 de agosto de 79 d.C, fazendo com que a lava vulcânica, a poeira e uma fumaça tóxica cobrissem toda cidade de Pompeia. A cidade romana ficava localizada na região de Nápoles, no sul da Itália. Além dela, as cidades vizinhas de Herculano e Stabia também foram atingidas pela erupção.

Depois desse desastre, a cidade foi soterrada e esquecida. Até o seu redescobrimento, feito por arqueólogos em meados do século XVIII. As escavações arqueológicas, feitas na região, revelaram milhares de corpos fossilizados e modelados pelas cinzas. Estima-se que cerca de duas mil pessoas, que moravam na região da Pompeia, morreram.

Quando o Vesúvio entrou em erupção ele liberou uma quantidade de energia térmica parecida com aproximadamente 100 mil bombas atômicas iguais as lançadas em Hiroshima e Nagasaki.

As cidades mais afetadas pela erupção foram Pompeia e Herculano. E desde a redescoberta das cidades vários arqueólogos vão até o sítio que é aberto para visitação.

A erupção do Monte Vesúvio, até os dias de hoje, fascina estudiosos. E por esse fascínio, pesquisas e estudos ainda são feitos na região e são capazes de revelar coisas inéditas.

Descoberta

Como por exemplo essa carruagem de quatro rodas que foi encontrada perto de um estábulo onde três cavalos foram descobertos em 2018. Segundo o que especialistas acreditam, essa carruagem provavelmente foi usada em festividades e desfiles.

Essa descoberta foi descrita como sendo “excepcional” e estando “em excelente estado de preservação”. A carruagem foi encontrada em um pórtico de dois andares que ficava ligado a estábulos. Ela estava em uma antiga vila em Civita Giuliana, que ficava ao norte dos muros da cidade.

De acordo com um comunicado, a carruagem cerimonial tem “componentes de ferro, belas decorações de bronze e latão. Bem como cordas e decoração floral descobertas “quase intactas”.

A carruagem apareceu pela primeira vez durante escavações no dia sete de janeiro. E os arqueólogos disseram que levaram semanas até que a descoberta pudesse ser liberada.

Segundo eles, a fragilidade dos materiais envolvidos fez com que seus esforços ficassem bastante complexos. Tendo que usar técnicas especiais, como a modelagem de geso, para conseguir desenterrá-la sem ter nenhum dano.

Extraordinária

De acordo com as autoridades, a carruagem foi uma descoberta sem paralelo com os outros achados na Itália. “Esta é uma descoberta extraordinária que avança nossa compreensão do mundo antigo”, disse Massimo Osanna, diretor do sítio, em um comunicado.

Os especialistas acreditam que esse veículo descoberto é, na verdade, um pilentum. Ou seja, uma carruagem  cerimonial de quatro rodas. Osanna disse que algumas das decorações ornamentadas na carruagem remetem ao sue uso para festividades comunitárias. Dentre essas atividades, ela possivelmente era usada também para casamentos.

“Considerando que as fontes antigas aludem ao uso do piletum por sacerdotisas e senhoras, não se pode excluir a possibilidade de que esta poderia ter sido uma carruagem usada para rituais relacionados ao casamento ao levar a noiva à sua nova casa”, disse.

Conforme o próprio ministro da Cultura da Itália, Dario Franceschini, disse, Pompeia ““continua a nos surpreender com suas descobertas e o fará por muitos anos, com 20 hectares ainda a serem desenterrados”.

Inteligência artificial pode descobrir se vivemos ou não na Matrix

Matéria anterior

Veja como se livrar do esgotamento emocional ocasionado pela pandemia

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.