Curiosidades

As tradições mais inusitadas de Natal

0

O Natal é uma data bastante celebrada pelos brasileiros. Todo o país entra no espírito natalino e decora casas, comércios, ruas e locais públicos. Além disso, a ceia natalina é um momento bastante aguardado e costuma ser completada com trocas de presentes.

No entanto, essa celebração não é exclusiva dos brasileiros. Mesmo que seja uma data do cristianismo, a comemoração de Natal acontece em cerca de 160 outros países. Porém, as celebrações de Natal pelo mundo são bastante diferentes da que é vivida no Brasil.

Alguns países comemoram de maneiras que podem até soar de forma estranha para quem não está acostumado. No entanto, deve-se considerar que são características das culturas locais de cada lugar. Por isso, é totalmente adequado à realidade de cada um que vive nesses lugares.

Acompanhe, a seguir, as comemorações natalinas mais inusitadas ao redor do mundo.

Portugal

Após a ceia de Natal realizada no dia 24 de dezembro, a tradição portuguesa determina que a mesa deve permanecer intacta durante a noite. Isso acontece em sinal de respeito aos membros da família que já faleceram.

Em algumas regiões do país, também é costume deixar lugares vazios na mesa. Os lugares ficam ‘reservados’ para os entes queridos que morreram recentemente.

Áustria

O Natal na Áustria é marcado por um personagem sombrio chamado Krampus. A criatura mitológica, que é uma espécie de demônio, é ajudante do Papai Noel.

No dia 25 de dezembro, as pessoas saem fantasiadas como o personagem, levando correntes, varas e sinos para assustar crianças. A função do Krampus é punir as crianças que não se comportaram bem durante o ano. Enquanto isso, o Papai Noel distribui presentes para aquelas que são bem comportadas.

Reuters

Suécia

Desde 1966, a cidade sueca de Gävle constrói uma cabra de palha, que é símbolo da celebração de Natal escandinava. No entanto, se tornou tradição tentar queimar a cabra, que tem 13 metros de altura.

As autoridades da cidade ficam em estado de alerta para impedir àqueles que querem seguir a tradição, mas nem sempre isso funciona. Nos últimos 40 anos, a estrutura gigante foi queimada 29 vezes.

Catalunha

Os presépios natalinos catalães não são nada convencionais. Há um personagem bem atípico entre o Menino Jesus, Maria e José: o caganer. Trata-se de um pequeno boneco de cócoras fazendo cocô, que muitas vezes retrata pessoas famosas, como políticos e jogadores de futebol.

A tradição não foi incorporada recentemente. Pelo contrário, o caganer existe desde o século 18. Na cultura local, a imagem simboliza a fertilização da terra e, consequentemente, prosperidade.

Shutterstock

Noruega

Na véspera de Natal, os noruegueses costumam esconder suas vassouras. É uma tradição que teve início há muitos séculos, quando acreditava-se que bruxas e espíritos do mal saíam na véspera do Natal em busca de vassouras para voarem.

Mesmo que muitas pessoas já não acreditem mais nessa teoria, a tradição continua sendo rigorosamente seguida. Dessa forma, as vassouras ficam escondidas em lugares seguros da casa.

Islândia

Nos 13 dias que antecedem o Natal, 13 duendes saem às ruas da Islândia para brincar. Durante as 13 noites, as crianças colocam seus melhores calçados na janela e um “duende” diferente deixa presentes para os bons meninos e meninos.

Já as crianças que se comportaram mal recebem batatas podres nos calçados. Além disso, os duendes costumam fazer diversas travessuras pela cidade. É inevitável saber que eles passaram por alguma região, já que sempre ficam vestígios das brincadeiras.

Natal

Observador

Canadá

Uma das maiores tradições canadenses durante o Natal por lá é utilizar blusões de pijama durante a manhã e o almoço de Natal. Trata-se dos ugly sweaters, ou seja, “suéteres feios”.

Esses casacos costumam ser sempre de lã, estampados com diferentes figuras, como renas, ursos polares, pinheiros ou flocos de neve. Muitas famílias realizam, inclusive, competições para decidir de quem é o casaco mais feio.

Outro costume na ceia de Natal do Canadá é a produção do ‘eggnog’, uma bebida feita de leite, açúcar, ovos e baunilha. A mistura pode ou não conter álcool e é servida tanto gelada quanto quente.

Espanha

Algumas cidades na Espanha têm uma tradição chamada “Caga Tió”. Esse personagem é feito de um tronco decorado com um rosto feliz, chapéu e um cobertor recheado de doces e guloseimas tradicionais da época.

No dia 24 de dezembro, as crianças devem acertá-lo com um pedaço de madeira enquanto cantam uma música para pedir que ele devolva os presentes que “engoliu”.

natal

Sh Barcelona

Alemanha

Os alemães têm um costume bem curioso: enfeitar a árvore de Natal com um pepino. Geralmente, ele é artificial e é escondido no meio dos galhos da árvore durante a montagem. No dia de abrir os presentes, a criança que achar o pepino primeiro ganhará um presente extra.

Outro costume alemão que é fielmente realizado próximo ao Natal é a confecção da Coroa do Advento, que é uma espécie de guirlanda com suporte para quatro velas. Essas velas são acesas, uma a uma, desde o primeiro até o último domingo do mês. Essa prática acontece para simbolizar a luz trazida com o nascimento do menino Jesus.

Mulan: a verdadeira lenda chinesa

Matéria anterior

Nova vacina antienvelhecimento funcionaria em humanos?

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos