Curiosidades

China aumentou sua liderança em inovação e ultrapassou os EUA

0

O país é milenar e bem bonito e com o passar dos anos tem se tornado cada vez mais uma potência. Tanto que, no ano passado ela conseguiu ultrapassar os EUA como maior depositante mundial de patentes internacionais, que é uma chave para medida de inovação técnica. Isso aumentou a liderança da China de forma significativa em 2020.

Mesmo em um ano com a pandemia e ela tendo um grande impacto tanto humano como econômico, os pedidos de patentes internacionais continuaram a crescer de forma forte. E a China liderou fortes ganhos na Ásia.

Ultrapassou

Um recorde de 275.900 patentes internacionais foram depositadas em 2020. Isso foi um aumento de 4% com relação a 2019, segundo a Organização Mundial de Propriedade Intelectual da ONU. “A inovação continua resiliente”, disse o chefe da WIPO, Daren Tang.

Contudo, ele ressaltou que os registros do ano passado são um reflexo, principalmente, de inovações e invenções feitas antes da pandemia. Até porque leva aproximadamente um ano para que os aplicativos cheguem ao sistema.

Mesmo assim, segundo a WIPO, o crescimento dos pedidos de patentes ainda deve ser visto como uma coisa positiva.

“O fato de não ter havido uma redução acentuada nas patentes internacionais sugere que as empresas continuaram a investir na comercialização de suas tecnologias durante a pandemia”, disse o economista-chefe da WIPO, Carsten Fink.

E em comparação, os pedidos de patentes internacionais diminuíram quase 5% durante a crise financeira de 2019.

Crescimento

O sistema da WOPI de registro de patentes internacionais envolve várias categorias. A principal, que é o Tratado de Cooperação de Patentes, ou PCT, a China se manteve no topo do ranking com 68.720 registros. Isso equivale a um salto de mais de 16% com relação a 2019, que foi o ano em que a China passou dos EUA.

Nesse ano, a China estava à frente com um pouco mais de mil aplicativos. Contudo, agora a liderança aumentou para quase 10 mil. “A taxa de crescimento nos pedidos de patentes internacionais da China tem sido muito alta”, disse Fink.

Mesmo que a China esteja na frente, os EUA também aumentaram seus registros internacionais em 3%. Ao todo tiveram 59.230 registro. Depois desses dois países a lista é seguida por Japão, Coréia do Sul e Alemanha.

Além deles, a Agência das Nações Unidas destacou um crescimento significativo nas solicitações de vários outros países. Um exemplo disso é a Arábia Saudita. O país viu seus pedidos de patentes internacionais aumentarem em 2020 em mais de 73%. Países como Malásia, Chile, Cingapura e Brasil também tiveram grandes avanços.

De acordo com o relatório da WIPO, os aplicativos baseados na Ásia responderam a 53,7% de todos os pedidos. E pelo quarto ano consecutivo, a gigante de telecomunicações Huawei Technologies liderou o ranking em 2020. Aot odo foram 5.464 aplicativos PCT.

“Essas patentes estão relacionadas a inovações pré-pandêmicas, então esta não é uma história sobre como a crise afetou a direção da inovação”, concluiu Fink.

Influenciadores utilizam táticas para espalhar notícias falsas sobre vacinas

Matéria anterior

Conheça a planta que pode te matar com um simples toque

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos