• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Cientistas querem transferir sua mente para máquinas, entenda

POR Leticia Rocha    EM Ciência e Tecnologia      25/09/18 às 15h03

Você já ouviu falar em transumanismo? Trata-se de uma corrente filosófica relacionada ao uso da tecnologia e da inteligência artificial, para trazer melhorias a vida humana. O intuito é que com os avanços tecnológicos a vida humana se torne mais fácil, simples e longínqua.  Tudo se resume a transferir a mente humana para as máquinas que não morrem ou se degeneram.

Sim, a tão famosa eternidade. O momento em que o ser humano transcende a morte e se torna imortal. O objetivo é prolongar ao máximo a vida humana e, quando isso não for mais possível no mundo orgânico, que seja possível em um mundo cibernético.

Cérebro e a máquina

O empresário Elon Musk está desenvolvendo um projeto transumanista audacioso e muito significativo para a área. Tudo se consiste à transferência do cérebro humano para um computador, um mundo cibernético. O que também é conhecido no meio como um "mind-upload".

Em teoria, os cientistas acreditam ser possível copiar a mente humana. Sua personalidade, memórias, aspectos psicológicos. Todas as atividades humanas que de alguma forma estão conectadas ou são desenvolvida pelo nosso cérebro.

Tanto que algumas máquinas já foram desenvolvidas nesse sentido. Tim Cannon criou um chip que permite mapear doenças e também colher informações em tempo real sobre todo o funcionamento do corpo. Tudo com o intuito de melhorar a saúde humana.

Cérebro, computador humano

O cérebro desempenha suas funções de forma muito similar aos computadores. São cerca de 86 bilhões de neurônios que por meio de cargas elétricas, produz pensamentos e dita todo o funcionamento do corpo humano.

No entanto, apesar dessa similaridade de funcionamento, o cérebro é ainda um mistério para os cientistas. Não há pleno conhecimento sobre toda sua estrutura. É o órgão mais complexo do ser humano e o mais difícil de ser desvendado.

Há muitos estudos sendo desenvolvidos nesse sentido, a fim de conseguir mapear a atividade de nossos neurônios. Alguns acreditam que nos próximos 15 anos os pesquisadores consigam rastrear os neurônios do rato, que possuem muita similaridade com os de seres humanos.

Próxima Matéria
Via   bbc     canaltech  
Leticia Rocha
Estudante de Jornalismo, apaixonada por pequi, vendedora de pão de mel e de tudo que colocar na minha mão!
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+