História

Coisas inacreditáveis que você não sabia sobre o Egito Antigo

Faraó Tutankamon Egito Antigo
0

O Egito Antigo é considerado, por muitos historiadores, como uma das primeiras grandes civilizações, tendo sido berço para inúmeras invenções e práticas importantes atualmente. Os egípcios de hoje em dia até conseguem traçar suas linhagens de milhares de anos atrás! Já imaginou quanta história há nisso?

No seu auge, o Egito era realmente uma civilização super poderosa. Ele estava no centro da arte, cultura e educação, tendo muitos de seus monumentos ainda de pé atualmente. Afinal, como negar a importância que as grandes pirâmides têm?

Sem falar nas tumbas dos faraós, que já nos deixaram há muito tempo, que ainda são consideradas místicas e são foco de milhares de pesquisas. Sem contar as maldições que supostamente protegem as riquezas egípcias.

Mas, o Egito também tinha coisas bem bizarras acontecendo nessa época. Então, veja algumas coisas inacreditáveis que você não sabia sobre o Egito Antigo.

Cabeças raspadas

Desenhos do Egito

Reprodução

Comecemos por um problema que quase toda criança já teve: piolho. Infelizmente, crianças pequenas e seus pais estão suscetíveis a adquirir esse problema irritante.

Mesmo que uma infestação ocorra, o tratamento é bem simples, consistindo em xampus especiais. Contudo, no Egito, o problema era sério. Os piolhos estavam tão presentes no cotidiano que os humanos raspavam o cabelo de todo o corpo!

Sendo assim, é por isso que nós vemos pinturas de egípcios carecas! E isso não vale só para os homens, já que as mulheres também raspavam suas cabeças. Então, usavam perucas da moda que, uma vez infestadas, eram jogadas fora.

Comentários indesejados no Egito Antigo

Por falar nas mulheres, é comum ouvir que elas estão cansadas de terem que escutar comentários inapropriados feitos por estranhos quando estão simplesmente querendo executar suas tarefas diárias. Porém, você sabia que essa prática também ocorria no Egito Antigo? Até milhares de anos atrás também existiam homens sem noção!

Existem relatos do Egito Antigo de homens que gritavam para mulheres em outros barcos enquanto navegavam pelo Rio Nilo, tentando subir suas túnicas e revelar seus corpos. Nada agradável. 

O membro do faraó

Faraó Tutankamon Egito Antigo

Reprodução

Outro fato curioso é que, em 1922, o famoso egiptólogo Howard Carter descobriu a tumba do faraó Tutankhamon.  Descendo por uma pequena abertura na areia, ele e seu parceiro de trabalho encontraram um portal fechado.

Claramente, fizeram um pequeno buraco que fosse possível colocar a tocha e olhar minimamente para dentro. Quando seu parceiro perguntou se o egiptólogo poderia ver algo, sua resposta se tornou uma das mais famosas da história. Ele disse: Sim! Coisas incríveis!

Naquele espaço lacrado há mais de três mil anos, Howard Carter viu riquezas inimagináveis e intocadas. Mas, não foi só isso que chamou a sua atenção. Quando ele olhou para a múmia, viu uma ereção!

Diferente de todas as múmias encontradas até hoje, o faraó foi mumificado com seu membro em um ângulo de 90 graus. Há diversas teorias para explicar isso, mas é inegável que é um pouco bizarro.

No entanto, o mais estranho ainda é que alguns acreditam que os responsáveis pela preparação do corpo trocaram o membro verdadeiro por outro maior.

Teste de gravidez no Egito Antigo

Os egípcios não eram só talentosos com o tratamento dos corpos falecidos, como eram muito bons no que diz respeito à medicina, pelo menos para a época. Por exemplo, mulheres tinham um teste de gravidez que consistia em molhar cevada e farro com urina todos os dias.

Se a cevada começasse a florescer, significa que elas estavam grávidas de um menino. Contudo, se fosse o farro, estavam grávidas de uma menina. Se nenhum mudasse, então ela nem estava grávida. Pode parecer besteira, mas a ciência moderna já provou que o teste é surpreendentemente efetivo.

Como funciona uma air fryer?

Matéria anterior

Os gols mais inacreditáveis da história

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos