Curiosidades

Como funciona o aluguel de celular?

0

Hoje em dia, é quase impossível não andarmos sempre com nosso celular. A sensação de sair de casa sem ele é a mesma que estar sem roupa. Justamente por já ser um item indispensável, a maioria das pessoas procura ou quer ter sempre o modelo mais novo. Até porque, as tentações para trocar de celular são muitas, como por exemplo, ter uma câmera a mais, um processador mais moderno, um design mais agradável e por aí vai.

No entanto, não são todas as pessoas que conseguem comprar um celular novo todo ano. Justamente pensando nisso que um novo tipo de serviço surgiu: o aluguel de celular.

Esse tipo de serviço atrai desde as pessoas que têm o sonho de ter um iPhone, mas acham o preço bem caro, até aquelas que gostam de sempre estar com o celular da moda, mesmo que o dispositivo seja usado.

O brasileiro tem o hábito de trocar de dispositivo a cada 2 anos“, disse Carlos Eduardo Guerra, fundador da Allugator, empresa focada na assinatura de iPhones.

Como funciona

Tecmudno

Quem se interessar por esse tipo de serviço pode escolher entre celulares novos ou usados. Geralmente, trata-se de um serviço de assinatura por tempo determinado, que varia conforme a empresa. O aluguel geralmente inclui o custo do seguro, o que normalmente é oferecido pelas lojas.

Paro o aluguel, algumas empresas dividem o valor do contrato em um número determinado de parcelas, já outra cobram mensalidades pelo serviço. Dessa forma, o limite do cartão de crédito de quem está alugando o celular não fica totalmente comprometido como seria no caso de compra em uma loja.

Pensando nisso que a estilista e influenciadora Maynara de Jesus alugou um iPhone 12 usado em novembro do ano passado. Segundo ela, por conta da sua profissão ela precisa sempre ter um celular atualizado.

“É como se fosse um pré-pago. Eu acabo pagando a mensalidade através do trabalho que eu vou fazer com o celular”, disse ela.

Além da influencer, o aluguel de celular também atraiu o jornalista Gabriel Novaes. Ele aproveitou a promoção da última Black Friday para alugar um iPhone 13 Pro novo.

“O aluguel foi R$ 4.300 e pouquinho, no período de um ano. Se eu fosse comprar o mesmo modelo (a prazo), estava na faixa de R$ 10.700”, disse ele.

Compensa?

Recarga

Por mais que o aluguel de celular pareça uma coisa vantajosa sempre fica aquela dúvida se ele realmente compensa. De acordo com Ricardo Teixeira, coordenador do MBA em gestão financeira da Fundação Getúlio Vargas (FGV), a compra à vista sempre irá ser mais vantajosa.

Mas claro que é necessário fazer algumas contas para entender se vale mais a pena alugar ou então encarar as prestações de uma compra. A primeira coisa a se fazer antes de tomar essa decisão é entender por quanto tempo se pretende ficar com o celular.

A recomendação de Teixeira é responder à pergunta: quanto tempo seus celulares costumam durar? Nesse ponto é bom refletir que tipo de dono você é. Se derruba muito o celular e acaba tendo que trocar com mais frequência, ou se simplesmente prefere mudar o modelo todo ano.

Depois dessa resposta é preciso pensar em três pontos principais.

1 – Multiplicar os meses que o celular costuma durar pelo valor das mensalidades do aluguel. Assim, a pessoa entenderá o quanto gastaria pelo serviço.

2 – Pesquisar e anotar o melhor preço para comprar o celular a prazo, considerando o limite do cartão de crédito. Então, some com o valor do seguro à parte.

3 – Depois disso, compare os resultados das duas contas e analise qual é mais barato ou se dá no mesmo. Além de também pensar se: comprando, o celular ainda valeria alguma coisa após a quitação? Por quanto tempo ainda se desfrutaria do aparelho sem precisar pagar mais nada por ele?

Direitos

Conecta já

Independente de como o celular está com a pessoa, ele pode ser roubado. E o que acontece se o celular alugado for roubado ou derrubado na privada? Normalmente, as empresas que oferecem esse serviço têm um seguro para esses dois casos. O cliente paga somente a carência nesses casos.

Fonte: G1

Imagens: Tecmundo, Recarga, Conecta já 

Homem bate carro de 3,5 milhões de reais por não saber passar marcha

Matéria anterior

Criatura marinha das profundezas é comparada a brinquedo sexual

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Fatos Desconhecidos Nós gostaríamos de enviar notificações dos últimos conteúdos e atualizações que fazemos.
Dismiss
Allow Notifications