Curiosidades

Como um Fusca de 1939 está valendo 1,8 milhão de reais?

0

Carros são veículos motorizados com rodas, que são usados para o transporte. Os carros se popularizaram em um nível global no século XX, e as economias foram desenvolvidas com bastante dependência deles. Foi em 1886, que o nascimento do carro moderno aconteceu. Foi nesse ano, que Karl Benz patenteou seu Benz Patent-Motorwagen.

Desde essa época as pessoas são fascinadas com carros. Um dos carros de maior sucesso no mundo é Volkswagen Fusca, tendo mais de 21 milhões de exemplares produzidos. O Brasil é o terceiro país onde existem mais Fuscas, ficando atrás apenas da Alemanha e dos EUA. Aqui, nós temos aproximadamente três milhões.

Oficialmente, esse carro foi lançado em 1945. Contudo, bem antes, no dia 22 de junho de1934, a Associação Nacional da Indústria Automobilística Alemã assinou um protocolo para a criação e desenvolvimento do carro com Ferdinand Porsche.

Fusca

Então, a partir de 1938 os primeiros protótipos começaram a ganhar forma. Um desses carros é o que vemos hoje todo deplorável. Ele não somente sobreviveu à Segunda Guerra Mundial, como também a um incêndio. O carro foi totalmente recuperado e atualmente está avaliado em 300 mil euros, o que é aproximadamente 1,8 milhão de reais.

Justamente por sua raridade que o valor é explicado. Ele é um exemplar com chassi 1-0003 pré-série (VW39) que foi produzido artesanalmente em 1939 para uma demonstração à jornalistas. Antes disso, só se tem notícias de três Fuscas. Todos eles da série de protótipos VW38. Dois deles pertencem à Volkswagen e um pertence a um colecionador.

Além de ser uma raridade, a história desse carro faz com que ele se torne ainda mais valioso. Além de ser usado para as demonstrações, esse Fusca também serviu como laboratório para a equipe de Ferdinand Porsche conseguir experimentar os ganhos de performance no motor do Fusca primitivo.

O motor traseiro do carro é Tipo 64 e com um desempenho aprimorado conseguia produzir 32 cv ao invés dos costumeiros 23,5 cv. É dito que esse exemplar conseguiu alcançar 145 quilômetros por hora. Essa velocidade foi um verdadeiro marco há 82 anos.

Alguns detalhes também são notáveis nesse carro. Como por exemplo, a dobra vertical do capô, agora arqueado na parte superior, as partes côncavas do para-choque e o sistema de aquecimento interno aprimorado.

História

O exemplar é tão raro que foi guardado à sete chaves em um galpão. Ele foi encontrado em 1948 pela família Raffay, que é dona de uma das primeiras concessionárias Volkswagen da Alemanha.

Depois disso, o carro ia para alguns eventos e fazia parte da coleção particular dos Raffay em Hamburgo. Assim, ele estava, aparentemente, longe dos olhos do público e em segurança. Mas em 2011, um incêndio acabou devastando o acervo.

Entre os carros destruídos pelo fogo tinha um raro Lohner-Porsche, que é um carro híbrido construído por Ferdinand Porsche em 1901. O Fusca também foi completamente consumido pelo fogo e ficou arruinado.

Restauração

Mesmo assim, o incêndio não colocou um ponto final na história desse veículo. O museu alemão de protótipos, Prototyp Automuseum, pegou o carro para restaurá-lo. E depois de uma pesquisa detalhada e de vários anos de restauração, o Fusca voltou para sua plenitude.

Atualmente, esse que é um dos Fuscas mais antigos do mundo e também um dos mais valiosos está em um lugar de destaque no museu que fica em Hamburgo, na Alemanha.

As camas das Olimpíadas foram feitas de papelão para evitar relações sexuais

Matéria anterior

Genoma de um humano de uma população desconhecida foi descoberto em uma caverna

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Você também pode gostar