Curiosidades

Conheça a história do homem que visitou quase 200 países do mundo. Em quais você acha que ele não voltaria?

0

Todo mundo (acredite; todo mundo) sonha em um dia poder sair viajando por ai. Conhecer o mundo, vivenciar novas experiências e claro, conhecer outros países, outras culturas, etnias e gastronomia. Mas normalmente o que fazemos é adiar e adiar esse sonho. Porque aparentemente sempre surgirá uma oportunidade melhor no futuro, mas você já parou para pensar que o futuro pode não existir?

Foi pensando exatamente nisso, que o norueguês Gunnar Garfors de 40 anos, conseguiu realizar uma proeza incrível. Ele simplesmente visitou todos (sim, você leu corretamente) os países do mundo, totalizando a quantidade de 198 para ser mais exato.

E o detalhe não é só esse não, ele também possuí uma grande quantidade de records batidos por conta desse feito. Como o de ser o homem mais novo a ter visitado todos os países do mundo, ter visitado 5 continentes em um só dia e também ter visitado 19 países em em 24 horas.

1

Mas daí surge aquela clássica pergunta: Mas como ele conseguiu fazer tudo isso, sendo ainda tão jovem? E a resposta é menos óbvia do que você imaginava, porque não, Gunnar não nasceu em uma família milionária ou tem suas viagens patrocinadas.O primeiro fator, que facilita as coisas para ele, que é o fato de trabalhar como consultor de mídia e correspondente de um canal de TV. Mas o seu maior “segredo” é o que ele mesmo intitula de “priorização”.

Para isso Gunnar faz algo que pode parecer bem simples, mas que exige uma certa dedicação por parte de quem pratica. Ele dedica praticamente todo o seu tempo livre e o seu dinheiro para realizar suas viagens. Ele explica que não possuí esposa, filhos e nem mesmo um cachorro, assim ele se mantem descomprometido de obrigações e eventuais despesas. Ele gasta basicamente seu salário com alimentação e viagens.

2

Outra coisa que Gunnar faz e que é essencial para conseguir ter tanto tempo livre assim, é aproveitar cada diazinho de folga. Ele viaja durante as 5 semanas de férias que tem no ano, no natal, ano novo e em todos os 52 feriados anuais de seu país, os finais de semana também não são perdoados!

É fácil portanto perceber que viajar realmente é a única coisa que realmente importa para ele. Mas não apenas pelas viagens em si, mas também pelas ricas experiências que elas trazem. E é por isso que ele escreveu um livro que fala sobre essa sua trajetória chamado: “198, How I Ran Out Of Countries” que em tradução literal seria, “198, Como eu fiquei sem países (para visitar)”.

3

Outra coisa que Gunnar enfatiza, é que as pessoas de uma maneira geral, são bastante receptivas. E que se você pretende fazer algo parecido com o que ele fez, é melhor levar pouca bagagem, de preferencia apenas uma mochila de mão, porque isso facilitará a sua flexibilidade, e como diria ele, não há nada muito essencial que você não encontrará no caminho. E completa, dizendo que leva sempre consigo algumas peças de roupa e uma caixa de sabão em pó, o que já o oferece a higiene necessária, brinca.

4

Mas bom, vamos a grande questão, em entrevista a Folha de São Paulo, Gunnar foi questionado sobre quais países ele não voltaria, e a resposta que ele deu foi bastante interessante. Ele disse que na realidade, não existe nenhum país que ele não retornaria, mas que ele não recomendaria que pessoas visitassem países que se encontram em guerra ou áreas de desastres. Além de enfatizar que que não é muito fã de países que utilizam religiões para discriminar e controlar seus povos.

E vocês, teriam coragem de levar a vida que Gunnar leva? Bom, o importante é saber que nunca é tarde, e também perceber que não existem desculpas para deixar de realizar um grande sonho. Conta pra gente aqui nos comentários quais são as opiniões de vocês.

15 coisas que você não sabe sobre o Oreo

Matéria anterior

11 coisas que você pode resolver utilizando vinagre

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.