Curiosidades

Conheça a história do policial de 91 anos que não tem planos de se aposentar

0

Trabalhamos muito para, quando a idade chegar, aposentar-nos. Esse é o sonho de muita gente, afinal, muitos que almejam conquistar tal direito já sabem o que querem fazer com o tempo livre. Alguns apostam em aulas de culinária, outros preferem se dedicar à jardinagem. Obviamente, as opções e as vantagens são muitas. Mas, não obstante, nem todos pensam assim. Nem todos pretendem parar de trabalhar tão cedo, independente da idade. Nesse caso, a aposentadoria chega a ser um pesadelo.

É exatamente assim que LC “Buckshot” Smith pensa. O policial, um americano com 91 anos, ainda está na ativa. Considerado um dos oficiais mais velhos do mundo, Smith revelou ao portal de notícias Odditycentral que não tem planos de se aposentar tão cedo. Embora o policial não tenha o mesmo gingado que tinha durante a juventude, a idade não o impede de patrulhar a rua de sua cidade natal, Camden, em Arkansas, quatro dias por semana.

O policial que não quer se aposentar

Oficialmente, no papel, Smith integra a classe dos aposentados estadunidenses. No entanto, ao invés de ficar em casa, dedicando-se a qualquer outro tipo de atividade, resolveu buscar um novo emprego. O policial trabalhou como deputado por 46 anos e após conseguir a aposentadoria não conseguiu ficar sem trabalhar por mais de cinco meses. Diferente de seus amigos, que dedicam o tempo à caça e à pesca, Smith resolveu investir o tempo tornando-se policial.

Quando assumiu o posto de policial novato, Smith tinha 80 anos. Conforme expõe o portal de notícias OddityCentral, “ele adora servir a sua comunidade e só planeja se aposentar de vez quando o bom Deus lhe indicar a hora certa”.

O policial de 91 anos trabalha fazendo rondas em sua cidade natal desde 2011, época em que decidiu abdicar de seu tempo livre. Para Smith, o trabalho é pura diversão, o que o torna ainda mais prazeroso. O policial adora interagir com a comunidade e os residentes locais o veneram. “Ele tem se divertido na última década, ele ama as pessoas, e elas o amam”, ressalta a reportagem do portal Odditycentral.

Segundo aponta a reportagem divulgada pelo portal, Smith trabalha das 7h às 15h, quatro dias por semana, servindo como oficial de justiça do departamento de polícia e auxiliando com o programa de vigilância comunitária, o qual envolve priorizar certos serviços, como, por exemplo, atividades de trânsito, patrulhamento de zonas escolares, desfiles anuais, etc.

Exercício

O nonagenário não conduz uma patrulha, como a qual estamos familiarizados, mas dirige um carro sem identificação, utiliza uniforme policial e carrega consigo uma arma de fogo, mesmo não precisando. Não obstante, o porte da arma é um pedido do prefeito, Julian Lott. Para o político, é essencial, pois nunca se sabe quando a ocasião exigirá o uso de armamento.

“Ele conhece todos os moradores da região. Ele conhece minha mãe e conheceu minha avó, por exemplo. Por esse e outros motivos, ele tem autoridade para cuidar de nossa comunidade”, disse Lott .

Smith, em entrevista aos meios de comunicação, revelou que não é a arma, nem o distintivo e muitos menos um uniforme que o tornam um bom oficial, mas sim seu respeito pelo povo. Em vez de fazer prisões, ele tenta ganhar a compaixão das pessoas a quem serve e afirma que, ao longo de sua carreira, já levou mais pessoas para casa do que para a prisão.

Você se deixaria ser tatuado por essa garota de 13 anos?

Matéria anterior

Conheça a história por trás do corte de cabelo de Lady Di

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.