Curiosidades

Depois de deixar as unhas crescerem por 30 anos, americana decide cortá-las

0
LONDON, ENGLAND - NOVEMBER 19: Ripley's Believe It Or Not unveil Ayanna Williams, the Woman with 23 inch nails at Ripley's Believe It Or Not on November 19, 2014 in London, England. (Photo by Anthony Harvey/Getty Images)

A americana Ayanna Williams, natural de Houston, Texas, Estados Unidos, conquistou em 2017 o recorde mundial por possuir as unhas mais longas. Depois de quase 30 anos cultivando as unhas, Williams decidiu cortá-las. De acordo com o Guinness World Records (GWR), antes de removê-las, cada uma das unhas media cerca de 70 centímetros.

Segundo um comunicado de imprensa fornecido à Fox News, as unhas recém cortadas serão, agora, expostas no museu Ripley Believe It or Not, em Orlando, na Flórida. A exibição começa nesta sexta-feira, 09/04.

“Vai ser incrível”, disse Williams, em entrevista ao GWR. “Uma parte de mim estará em exibição para todas as pessoas verem. Mal posso esperar, de verdade. Estou com um sorriso que vai de orelha a orelha. Pense bem nisso, é incrível”.

Em uma declaração incluída no comunicado emitido à Fox, Williams acrescentou: “É uma história que meus filhos e meus netos farão parte. É muito emocionante”.

Unhas gigantes

De acordo com a GWR, Williams deixou de cortar as unhas há 30 anos, no início dos anos 1990. Antes de cortá-las, a americana tinha que ter muito cuidado ao executar certas tarefas domésticas. Não obstante, “algumas eram impossíveis de realizar, como, por exemplo, lavar louça ou colocar lençóis na cama”, relatou Williams ao GWR.

“Sempre tive que ter um certo cuidado ao realizar alguns movimentos. Na verdade, sempre tive que ser muito, muito cuidadosa”, ressaltou Williams ao GWR. “Eu tive que me preparar mentalmente para vivenciar essa etapa, a de cortar as unhas, sabe? Eu tive que ir a um especialista para evitar qualquer machucado ou até mesmo quebrá-las. Estava ansiosa para cortá-las porque quero viver algo novo”.

Antes de retirar as tão amadas unhas, a americana resolveu pintá-las. Conforme expôs a reportagem da Fox News, a tarefa não foi fácil. Em entrevista ao GWR, Williams relatou que demorou vários dias para concluir o trabalho. Ao todo, gastaram-se quatro frascos de esmalte. Em 2017, quando foi consagrada com o título do GWR, foram necessários dois frascos de esmalte e 20 horas para pintar as unhas de ambas mãos.

“Minhas unhas estavam crescendo há mais de uma década”, disse Williams ao GWR. “Então, posso dizer, e com confiança, que eu estava preparada para viver uma nova etapa. Obviamente, eu vou sentir falta delas, mas já estava na hora de me despedir. Eu precisava disso”.

Retirada

Williams removeu as unhas cortadas na Trinity Vista Dermatology, em Fort Worth, no Texas. Quem realizou todo o processo foi a dermatologista Allison Readinger. A profissional, para cortar todas as unhas, utilizou uma ferramenta rotativa elétrica.

De acordo com o comunicado emitido à Fox News, Williams revelou que sentiu um certo alívio nas mãos assim que as unhas foram cortadas. “Com ou sem minhas unhas, ainda serei uma rainha, ainda serei dona do recorde”, disse Williams ao GWR. “Minhas unhas não determinam que eu sou. Fui eu quem as tornou famosas“.

A americana, em entrevista a GWR, deixou claro que planeja deixar as unhas crescer novamente. “Mas dessa vez elas não serão tão grandes”, pontuou.

Segundo o GWR, a nova detentora do recorde era para ser Lee Redmond, cujas unhas alcançaram 60 centímetros de comprimento em fevereiro de 2008, mas, infelizmente, Redmond perdeu as unhas – extremamente longas – em 2009, após um acidente de carro, na Espanha.

Meu Primeiro Amor: curiosidades sobre o filme que faz 30 anos em 2021

Matéria anterior

Por que as pessoas se depilam?

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.