Curiosidades

Fumantes podem desaparecer dentro de uma geração segundo especialistas

0

Vício nenhum é bom, principalmente se ele te prejudica de alguma forma. Mesmo os vícios “inocentes” são muito prejudiciais, porque tudo em excesso faz mal, ainda que minimamente.

cigarro, por exemplo, é um vício mortal. Prejudica a saúde e quanto maior o tempo de uso, maiores são as chances de que isso traga grandes problemas para a vida do fumante. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, uma em cada cinco pessoas no mundo fuma.

Há diversas coisas que sentimos e que jamais conseguiremos fazer por causa da dificuldade com que se apresentam. Deixar de fumar está entre essas coisas extremamente difíceis. Para uma pessoa que tem o hábito de fumar diariamente, desistir de usar o produto pode parecer algo impossível às vezes.

Mesmo com a informação de que um cigarro contém uma mistura de sete mil produtos químicos, as pessoas tem dificuldade de largá-lo. O pior de tudo é que 70 desses produtos são fortes causadores de câncer. O cigarro ainda causa problemas respiratórios e cardiovasculares, entre vários outros transtornos.

Fumantes

Contudo, especialistas da Jefferies, uma empresa de analistas, os fumantes podem desaparecer em breve de muitos mercados. “Com os reguladores e as ambições do tabaco cada vez mais alinhados, em muitos países nenhum fumante em uma geração poderia se tornar uma realidade. Para que não haja fumo, isso só será alcançado com o apoio de produtos de risco reduzido, incluindo cigarros eletrônicos e vapers”, escreveu o analista Owen Bennett em um comunicado.

Além da Jefferies, o Citigroup Inc. também tem a impressão de que o número de fumantes cairá de forma drástica em um futuro próximo. Esse banco de investimento acredita que os fumantes desaparecerão em 2050 de grande parte dos países desenvolvidos. Incluindo os EUA, partes da Europa e da Austrália. Isso com base no fato de que o número de jovens fumantes diminuiu quase três quartos em somente 20 anos.

Essa notícia mostra uma grande mudança. Agora, a Big Tobacco precisa se reposicionar para continuar competitiva. Trocando, por exemplo, os produtos de tabaco tradicional por cigarros eletrônicos e outros produtos a vapor.

Perspectivas

Segundo uma revisão feita em 50 estudos e mais de 12 mil participantes, foi visto que os cigarros eletrônicos de nicotina, provavelmente, ajudam as pessoas a pararem de fumar por, pelo menos, seis meses. E provavelmente funcionam melhor do que as opções sem nicotina.

E no verão do ano passado, a Philip Morris deu sinais de que as vendas de cigarro poderiam parar por completo. “Estou convencido de que é possível encerrar completamente as vendas de cigarros em muitos países dentro de 10 a 15 anos”, escreveu Andre Calantzopoulos, CEO da empresa.

Atualmente, a empresa trabalha de forma árdua para mudar também o hábito de seus consumidores para que eles comecem a consumir produtos livres de fumo. A meta é mudar 40 milhões de fumantes adultos até 2045.

Do mesmo modo, querer fazer com que as pessoas parem de fumar é um grande desafio, mas não quer dizer que é impossível. Se as pessoas forem diminuindo a quantidade de cigarros que fumam é mais provável que elas parem de fumar a longo prazo.

5 erros comuns que todos acreditam a respeito das gorduras

Matéria anterior

Barra de chocolate de 121 anos é encontrada em sótão de associação

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.