Curiosidades

Essa é a maior câmera digital do mundo com 3.200 megapixels

0

Quando pensamos em câmera digital pensamos nas dos nossos celulares ou então em alguma mais profissional. Contudo, existem câmeras gigantescas feitas com objetivos ainda maiores. Por exemplo, os cientistas do norte da Califórnia estão dando os retoques finais na maior câmera digital do mundo.

A câmera Legacy Survey of Space and Time, ou LSST, foi construída pelos engenheiros do SLAC National Accelerator Laboratory durante os últimos sete anos. Ela tem o tamanho de um carro pequeno e pesa aproximadamente três toneladas. Além disso, com sua lente medindo um metro e meio de diâmetro, a câmera detém um recorde mundial do Guinness.

Esse aparelho de 3.200 megapixels é poderoso o suficiente para detectar uma bola de golfe a 24 quilômetros de distância. E ele será usado no coração de um novo telescópio no Observatório Vera C. Rubin, nas montanhas do Chile, lugar em que ficará por uma década mapeando todo o céu do sul.

Câmera digital

CNET

De acordo com as previsões dos cientistas, a câmera LSST os ajudará a descobrir 17 bilhões de novas estrelas, além de seis milhões de novos objetos em nosso próprio sistema solar.

Recentemente, o telescópio James Webb foi lançado e tem dado uma nova visão do universo. Entretanto, a câmera LSST terá uma visão muito mais ampla. Quando ela estiver funcionando, ela conseguirá ver um pedaço do céu sete vezes a largura da lua cheia a cada 15 segundos. Isso irá criar um panorama completo do céu todas as noites. Por conta disso, cientistas do mundo todo estão ansiosos por essas imagens.

“Quando virmos um novo fenômeno, dentro de 60 segundos do fechamento do obturador, poderemos enviar alertas para quem estiver curioso”, disse Travis Lange, o engenheiro mecânico líder da câmera.

Objetivo

CNET

“Quando o projeto de 10 anos estiver completo, a câmera LSST terá criado um filme 3D de todo o céu do sul.  Isso nos permitirá ver coisas em escalas de tempo que não eram acessíveis antes. Isso nos permite fazer perguntas realmente grandes. De que é feito o universo? Qual é a natureza da matéria escura e da energia escura?”, pontuou Risa Wechsler, professora de física da Universidade de Stanford.

Pelos próximos meses, os cientistas do SLAC irão fazer os testes finais na câmera. Os planos são que em maio de 2023, eles a embalem e coloquem em um Boeing 747 fretado para o voo para Santiago, Chile. Depois disso, ela será colocada em um trem para chegar ao observatório no topo da montanha Cerro Pachón.

Maior resolução

Galileu

Se os cientistas estão fazendo a maior câmera digital do mundo, não é de se espantar que existam as fotos com maior resolução já feitas. Elas também foram feitas com a câmera do Laboratório Nacional do Acelerador SLAC.

Para se ter uma ideia, são necessárias 378 telas de TV de ultradefinição para exibir uma única imagem produzida pela câmera em tamanho real. Para entender melhor como isso funciona na prática, citamos uma imagem feita a 24 quilômetros de um campo de golfe, mas que, se aproximado, permite-nos ver a imagem de uma pequena bola de golfe em alta qualidade.

Mas para que uma câmera ter tanta resolução? De acordo com especialistas, a tecnologia se voltará para espaço. Assim, poderemos estudar a fundo o Sistema Solar e a Via-Láctea, além de também, com o aprimoramento da tecnologia, realizar descobertas sobre a energia e a matéria escura. Por isso, o funcionamento da câmera é essencial para que os objetivos sejam alcançados.

Na primeira imagem tirada pelo equipamento, temos um brócolis romanesco, que foi escolhido por ter uma superfície com uma série de detalhes. E, como podemos ver, o teste foi um sucesso. “Esse é um grande marco para nós. O plano focal irá produzir as imagens para o LSST, que será o ‘olho’ do Observatório Rubin”, disse Vincent Riot, um dos responsáveis pelo projeto.

O sensor do equipamento funciona bem como uma câmera digital comum. Primeiro, a luz emitida ou refletida se converte em sinais elétricos e a imagem é geral. Porém, a diferença está na sofisticação dos aparelhos. Quando falamos de uma câmera digital, temos poucos sensores, o que difere, e muito, da “supercâmera”. Essa câmera conta com 189 sensores individuais, sendo que, cada um é de 16 megapixels.

Fonte: CNET, Galileu

Imagens: CNET, Galileu

Terra aquecerá 2,8° C até o fim do século e você deveria estar preocupado

Previous article

Qual origem do Dia de Finados?

Next article

Comments

Comments are closed.