• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Essas duas perguntas são capazes de prever o divórcio

POR Júlia Marreto    EM Curiosidades      18/11/16 às 17h27

Nas últimas décadas o número de divórcios tem sido cada vez mais crescente, prova disso são as inúmeros separações de famosos que presenciamos esse ano. Se tantos famosos se divorciaram nesse ano, imaginem quantos casais desconhecidos também o fizeram, mundo afora.

Pois bem, pode até parecer chacota, mas existe uma maneira de descobrir se um casamento vai vingar ou terminar em divórcio. Claro que não é uma ciência exata, mas a probabilidade é grande. Uma pesquisa desenvolvida por economistas da Universidade de Virgínia, nos Estados Unidos chegou a conclusão de que duas perguntas podem revelar se um casal permanecerá junto ou irá se separar.

É importante lembrarmos que não temos o intuito de criticar, julgar, nem impor verdades absolutas. Nosso objetivo é único e exclusivo de informar e entreter. Por isso, o conteúdo dessa matéria se destina a aqueles que se interessarem e/ou identificarem. Para a realização da pesquisa, foram analisadas as respostas de 3.600 casais heterossexuais.

Essas perguntas estavam misturadas em um questionário com várias outras perguntas. As perguntas eram simples e banais. A primeira era: Mesmo que seja muito improvável, imagine por um momento como diversas áreas da sua vida mudariam se você se separasse. Como você acha que a sua felicidade, em geral, ficaria? Enquanto a segunda pergunta era: E como você acha que ficaria a felicidade do seu parceiro nessa mesma situação? As respostas para essas perguntas eram as mesmas: muito pior, pior, igual, melhor, muito melhor.

Family problem

E como os pesquisadores chegaram a uma conclusão? Num período de seis anos, 7% desses casais se separaram, aqueles que acreditavam estar muito melhores separados pertenciam a essa estatística. Mas, para os estudiosos, esse não foi o maior fator de risco. Os casais que mais se divorciaram foram aqueles que tinham a imagem errada de felicidade e tristeza de seus parceiros, caso eles se separassem.

Esses casais foram 8,6% dos divorciados. Quanto mais era diferente a visão que as pessoas tinham do parceiro, maior era o risco. Até mesmo para aqueles que acreditavam que o companheiro ficaria mais triste que ele mesmo. Nesse caso, a média de divórcios foi 12%.

E não pense que aqueles que achavam que os parceiros iriam ficar mais felizes com a separação, pois a estatística mostrou outros resultados. Nesses casos as taxas aumentaram consideravelmente, entre os homens foi de 13,1% maior e das mulheres 14,5%.

husband signing divorce agreement and woman push away weeding ring

No final das contas, o que isso tudo quer dizer? Bem, isso quer dizer que aquelas pessoas que não se preocupam em agradar o outro quando acreditam que essa pessoa está feliz. E essa não é uma atitude saudável em uma relação. Um dos maiores problemas dos casais é a falta, ou falha, de comunicação.

Quando não se entendem a frustração tende a tomar conta da relação e, se nada for feito para reparar os danos, o fracasso será iminente. Isso quer dizer que é possível prever um divórcio anos antes dele acontecer.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Encontraram algum erro? Ficaram com alguma dúvida? Possuem sugestões? Não se esqueçam de comentar com a gente!

Próxima Matéria
Júlia Marreto
É a dona de um coração esculpido pela literatura e preenchido pelos bons vinhos de Baco. Guiada nas artes da vida por Ares, possui a discreta delicadeza de um elefante pulando carnaval numa loja de cristais! Movida diariamente pelo combustível da vida: o café, essa garota possui raízes profundas na poesia da vida. É muito séria, mas sabe brincar na hora certa. Ama os animais e detesta filme de terror. Apesar de cantar mal, canta com sentimento. E adora musicais! Sua principal tentativa desportiva é o baralho. Ela gosta mesmo é de coisas antigas, apaixonada pela vida e sonha com o universo. Instagram: , @juliamarreto
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você


Fatos + Deezer (Podcast)

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+