Curiosidades

Esse escritor de ficção científica fez previsões para 2019 em 1983

0

Prever o futuro é uma coisa que a maioria de nós tenta fazer, ou pelo menos têm algumas esperanças para como será o mundo daqui uns anos. Até aí tudo certo, porque nossas visões de futuro não são compartilhadas por aí e nem depois contestadas se viraram ou não realidade.

O caso do escritor de ficção científica russo, Isaac Asimov, foi diferente. Ele é o autor de obras como Eu Robô, Fundação e O cair da noite e já nesses trabalhos podemos ver como seriam suas previsões para o futuro, tanto no social, quanto no tecnológico.

Algumas das coisas que ele pensou realmente viraram realidade, como a capacidade de usar o que ele chamava de comunicação visual-sonora para nos conectarmos com alguém em qualquer lugar da Terra. Mas também tiveram algumas erradas, como uma máquina que pode transformar comidas básicas como fermento e algas em um grande peru falso.

As previsões feitas por Isaac foram feitas a convite do Toronto Star, em 1983. A data foi escolhida a dedo, já que na época faziam 35 anos do lançamento do livro 1984 de George Orwell, lançado em 1949. Um ponto que Isaac levantou foi que seria inútil pensar que uma guerra nuclear entre EUA e URSS aconteceu, então ele fez suas previsões se baseando nisso. Então ele fez suas previsões em duas categorias, informatização e utilização do espaço.

Informatização

Nesse quesito, as previsões de Isaac foram um pouco amplas e óbvias, mas mesmo assim algumas delas, ele acertou em cheio.

“A informatização, sem dúvida, continuará inevitavelmente”;

O “objeto computadorizado móvel” irá “penetrar as casas” e a crescente complexidade da sociedade impossibilitará viver sem essa tecnologia;

Os computadores transformarão os hábitos de trabalho e substituirão empregos antigos por outros radicalmente diferentes;

A robótica extinguirá “tarefas clericais rotineiras e de linha de montagem”;

A sociedade precisará de uma “vasta mudança na natureza da educação, e populações inteiras precisarão ser alfabetizadas em computadores” e “ensinadas a lidar com um mundo de alta tecnologia”;

Essa transição educacional será difícil para muitos, especialmente quando a população mundial começar a crescer a taxas sem precedentes.

Mesmo com algumas coisas certas a respeito da informatização, Isaac errou em algumas coisas. Como por exemplo, ele previu que a tecnologia revolucionaria a educação, o que está certo, mas que a escolaridade tradicional se tornaria desatualizada à medida que as crianças conseguissem aprender tudo com os computadores em casa.

Utilização do espaço

Uma das previsões de Isaac foi a de que nós entraríamos no espaço e ficaríamos lá. E isso ele acertou porque a Estação Espacial Internacional está no espaço há mais de 18 anos. Mas um erro que ele previu foi que talvez estaríamos na lua de novo com mineração e fábricas para usar os recursos do espaço.

“Até 2019, o primeiro assentamento espacial deve estar em planejamento e talvez esteja em construção”, escreveu. “Seria o primeiro de muitos em que os seres humanos poderiam viver às dezenas de milhares, e em que poderiam construir pequenas sociedades de todos os tipos, dando à humanidade uma nova virada”, disse.

O planejamento da NASA para enviar astronautas existe, mas para pelo menos uma década para frente.

7 ”coisas” raras que você pode encontrar em apenas um único país

Matéria anterior

7 agentes patogênicos que comem carne humana

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos