Curiosidades

Esse paciente de 39 anos foi o primeiro a receber implante cardíaco artificial

0

A ciência está sempre evoluindo para tentar salvar a vida humana, ou deixá-la a mais confortável possível. Os transplantes de órgãos são um procedimento que salva várias vidas. Apenas nos EUA, milhares de pessoas estão esperando na fila por um transplante. Por conta dessa espera grande, infelizmente, 17 pessoas morrem diariamente porque o tempo que elas podiam esperar acabou.

Em suma, os transplantes podem salvar vidas, mas a espera por um órgão mata vários. Então, é por isso que o desenvolvimento de órgãos artificiais é um campo de pesquisa importantíssimo.

Agora, uma equipe de cirurgiões consegui fazer com sucesso o primeiro implante de um dispositivo cardíaco artificial chamado Aeson. A empresa francesa CARMAT desenvolveu esse coração. E o implante aconteceu em um paciente nos EUA.

Coração artificial

Transplanteeeeee1 500x350, Fatos Desconhecidos

Esse coração artificial tem duas câmaras ventriculares e quatro válvulas biológicas. da mesma forma que o órgão real possui. E ele se alimenta por um dispositivo externo.

O coração feito de materiais biocompatíveis, como por exemplo tecido bovino, usa uma combinação de sensores e algoritmos para conseguir manter seu ritmo e manter também o sangue circulando pelo corpo.

“Estamos animados porque nosso paciente está se saindo muito bem após o procedimento. Enquanto avaliamos este dispositivo, estamos animados e esperançosos de que os pacientes que, de outra forma, teriam poucas ou nenhuma opção pudessem ter um salva-vidas”, disse o cardiologista Carmelo Milano,  da Duke University School of Medicine.

Transplante

Transplanteeeeee2 Scaled, Fatos Desconhecidos

O homem que recebeu esse transplante foi Matthew Moore, de 39 anos, natural de Shallotte, na Carolina do Norte. Inicialmente, o homem se submeteria a uma cirurgia de ponte de safena. No entanto, conforme sua condição foi deteriorando, a equipe médica começou a ficar sem opções. E Moore ficou tão doente que até mesmo um transplante de coração regular seria arriscado.

Felizmente, Moore estava no lugar certo onde o dispositivo Aeson estava sendo testado e aguardando a aprovação do US Food and Drug Administration (FDA). Se deu o aval para o dispositivo ser usado na Europa depois de vários testes em pacientes europeus.

Se desenvolveu esse coração artificial especificamente para ajudar os pacientes que os corações não conseguem mais bombear sangue suficiente para as duas câmaras. Ele substitui todo o coração natural mesmo que não tenha a intenção de ser permanente. Se projetou o dispositivo para funcionar como uma ponte para um transplante de coração em seis meses ou mais.

“Por causa da escassez de corações de doadores, muitos pacientes morrem enquanto esperam por um transplante de coração. Se tem esperança de novas opções para ajudar esses pacientes, muitos como Moore, que têm uma doença devastadora e não podem ser considerados para um transplante”, explicou o cardiologista Jacob Schroder,  da Escola de Medicina da Universidade Duke.

Aplicações futuras

Transplanteeeeee3 900x506, Fatos Desconhecidos

Embora esse seja um dispositivo para um órgão específico, outras equipes de pesquisadores estão trabalhando em outras partes do corpo que também precisem de intervenção. E se, se desenvolver essa tecnologia com sucesso e segurança, os potenciais benefícios que ela trará serão enormes.

“Tanto Matthew quanto eu somos muito gratos pela oportunidade de participar de algo que tem o potencial de ter um impacto em tantas vidas. Estamos apenas levando isso dia a dia e esperamos que tudo continue a correr bem”, disse disse a esposa de Matthew, Rachel Moore , uma enfermeira praticante.

Vírus de 15 mil anos foram identificados no derretimento das geleiras tibetanas

Matéria anterior

O que aconteceria se você jogasse uma bola em outros planetas?

Próxima matéria

Você também pode gostar

Mais em Curiosidades

Comentários

Comentários não são permitidos