Curiosidades

Ferramentas de tatuagens mais antigas do mundo foram descobertas

0

Uma das formas de modificação corporal mais usadas no mundo é a tatuagem. Ela é uma arte feita na pele humana com uma aplicação subcutânea com pigmentos que são injetados através de agulhas.

Existem as pessoas que amam e as que odeiam. As que são adeptas da tatuagem dizem que, depois que se faz a primeira, não se quer parar mais. Os registros das primeiras tatuagens são antigos. Já foram encontrados registros no antigo Egito. Da mesma forma que indícios de  desenhos sobre a pele também já foram encontrados em diferentes povos de culturas milenares. De maneira independente, esse tipo de manifestação artística foi surgindo em diferentes partes do mundo, até que, de uma vez por todas, se popularizou nos dias de hoje.

Atualmente as tatuagens são muito comuns. Está se tornando difícil encontrar alguém que não possua pelo menos um desenho ou uma frase em sua pele. Existem trabalhos incríveis, de tirar o fôlego de qualquer um. E com o avanço da tecnologia, a arte de tatuar também tem mudado.

Ferramentas

No entanto, encontrar ferramentas antigas de tatuagem, ou até mesmo reconhecê-las, é uma coisa bem difícil. Contudo, novos estudos microscópicos de dois ossos de pernas de peru com pontas afiadas são indícios de que os nativos da América do Norte usaram esses itens como ferramenta de tatuagem entre 5.520 e 3.620 anos atrás.

De acordo com o arqueólogo Aaron Deter-Wolf, da Divisão de Arqueologia do Tennessee, em Nashville, os ossos estão manchados com pigmento, e são as ferramentas de tatuagem mais antigas já conhecidas no mundo.

Essa descoberta sugere que as tradições de tatuagem nativas americanas no leste da América do Norte voltam mais de um milênio antes do que se imaginava anteriormente.

O Homem de Gelo, chamado Otzi, que viveu cerca de 5.250 anos na Europa, tem as tatuagens mais antigas conhecidas. No entanto, os pesquisadores não encontraram nenhuma ferramenta que foi usada para fazer essas tatuagens no Homem de Gelo.

Descoberta

 

Os ossos de peru foram revelados em uma escavação em 1985. Junto com eles tinham outros elementos de um provável kit de tatuagem. Eles foram encontrados no túmulo de um homem no local de Fernvale, no Tennessee.

“Os danos nas pontas dos dois ossos de pernas de peru se assemelham ao desgaste característico observado anteriormente em ferramentas experimentais de tatuagem feitas a partir de ossos de cervos”, pontuou a equipe do Deter-Wolf.

Na pesquisa, linhas tatuadas em pele de porco foram feitas por uma série de punções com as ferramentas que tinham pontas revestidas em tinta caseira. Essa tatuagem experimental deixou restos de tinta de vários milímetros nas pontas das ferramentas. O que foi um padrão visto também com resíduos  de pigmento vermelho e preto nas ferramentas de Fernvale.

Os dois ossos da asa de peru que foram encontrados na mesma sepultura de Fernvale têm um desgaste microscópico e resíduos de pigmento que, provavelmente, são resultados da aplicação de pigmento no processo de fazer a tatuagem.

Além disso, as conchas e machados encontrados na sepultura podem ter sido soluções onde os tatuadores mergulharam essas ferramentas para fazer o seu trabalho.

Esse homem voltou a enxergar depois de ter células da retina com genes editados

Matéria anterior

Essa ferramenta pode prever o risco de Alzheimer em até 90%

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.