Ciência e Tecnologia

Investidor misterioso acumula R$ 8 bilhões em bitcoin e intriga mercado

0

Nos últimos dias, um enigma tomou conta do cenário das criptomoedas: um endereço de carteira digital agora abriga aproximadamente US$ 1,6 bilhão, ou R$ 8 bilhões, na cotação atual, em bitcoins. No entanto, ele não revela a identidade de seu proprietário.

Plataformas de monitoramento blockchain, como ArkhamIntel, BitInfoCharts e Blockchain.com, forneceram dados que revelam que as transações nesta carteira de bitcoin tiveram início em 2 de novembro de 2022.

Essa data despertou particular interesse no mercado, uma vez que precede a falência da corretora de criptomoedas FTX.

Apesar das informações detalhadas sobre o endereço, saldo e movimentações disponíveis nessas plataformas, o mistério em torno do dono da carteira persiste.

Naquela época, a exchange se classificava como a segunda maior do mercado, e sua quebra desencadeou um efeito cascata, resultando em outras falências e acentuadas desvalorizações de ativos.

Via Freepik

Contudo, qualquer vínculo entre a carteira mencionada e a corretora permanece no domínio da especulação por enquanto.

Os dados indicam que o responsável pelo endereço da carteira digital gradualmente transferiu bitcoins para ela ao longo dos últimos meses.

Essa movimentação elevou o saldo de um modesto US$ 102 no início de novembro para a impressionante marca bilionária alcançada nos últimos dias.

Considerando a quantidade de bitcoins, o salto foi de 0,005 unidades para 39,26 unidades.

Endereço da carteira digital saltou de posição

Dessa forma, o endereço avançou da 83ª para a 16ª posição entre as carteiras com maior acumulação de unidades da criptomoeda, marcando uma ascensão notável em aproximadamente um ano.

As aquisições continuam a acontecer, registrando nos últimos dias a compra de 1.633 unidades do ativo.

Atualmente, a identidade do investidor permanece indeterminada. Em agosto deste ano, os investidores também tentaram desvendar quem era o proprietário de uma carteira que adquiriu US$ 3 bilhões em bitcoin, tornando-se a terceira maior detentora do ativo.

Entretanto, a empresa de inteligência de mercado Arkham Intel conseguiu dissipar o mistério ao revelar que a plataforma de negociação de ativos RobinHood era a detentora da carteira digital, utilizando análises das origens de transações e compras.

Notavelmente, as maiores carteiras com o ativo atualmente estão associadas a corretoras de criptomoedas, sugerindo que o novo endereço de carteira digital pode ter alguma ligação com esse setor ou com empresas do mercado financeiro.

É possível alcançar esse resultado?

Via Freepik

Um dos pontos que mais surpreenderam os investidores foi o valor bilionário nesse endereço de carteira digital, que cresceu exponencialmente em alguns dias.

Esse é o objetivo para muitas pessoas que investem na mineração do Bitcoin e de outras criptomoedas que possuem algum valor expressivo no mercado.

Inicialmente, a perspectiva de minerar a moeda mais famosa atraía muitos públicos, com a promessa de repasse milionário. E de fato, pessoas que investiram nos primeiros anos tiveram um salto considerável de patrimônio.

No entanto, o valor começou a reduzir consideravelmente conforme a concorrência aumentava. Quanto mais unidades em movimento, menor o valor de repasso. Por isso, tornar-se bilionário com Bitcoin é cada vez mais difícil, a não ser que encontre um bloco realmente significativo.

Dessa forma, a novidade desse novo endereço da carteira digital atraiu tantos curiosos e, claro, pessoas que queriam saber do segredo.

Contudo, sem uma identidade para falar, é difícil saber quem controla todos esses fragmentos. Além disso, se ele possuía tantas criptomoedas, poderia ter revendido anteriormente, para movimentar os valores e obter patrimônio líquido.

As teorias são diversas, e não será possível confirmar a verdade desse misterioso endereço de carteira digital bilionária tão cedo.

Para os interessados, vale continuar minerando e apostando no crescimento da importância das criptomoedas no mercado, para quem o repasse seja bem-sucedido.

 

Fonte: Exame

Imagens: Freepik, Freepik

Qual é o maior planeta do universo?

Artigo anterior

População de rua cresceu quase 10 vezes na última década no Brasil, segundo Ipea

Próximo artigo