• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Isso é o que provavelmente seu gato está fazendo quando você não está por perto

POR Jesus Galvão    EM Ciência e Tecnologia      07/06/19 às 17h06

Os gatos são animais muito peculiares. Muitos donos de gatos possuem muitas perguntas a serem feitas sobre seus companheiros felinos. Como por exemplo, por que os gatos gostam de brincar com caixas de papelão? Ou, por que eles têm medo de pepinos? Os gatos entendem o nome dado a eles?

Algumas dessas questões já foram respondidas pela ciência. No entanto, o que os gatos fazem enquanto seus donos não estão por perto, ainda permanece um grande mistério. Para resolver de uma vez por todas essa grande dúvida que assola a mente dos humanos, alguns cientistas no Reino Unido conectaram câmeras de vídeo em 16 gatos para monitorar seu comportamento.

O estudo

A experiência durou aproximadamente 4 anos, onde os bichanos foram observados enquanto rondavam pela vizinhança. O estudo foi realizado em colaboração com a ecologista comportamental Maren Huck e com a especialista em comportamento animal Samantha Watson. O material foi publicação na revista científica Applied Animal Behavior Science. Todo o estudo tinha como principal objetivo avaliar a tecnologia de vídeo portátil.

Entretanto, o estudo, como apontado por Huck em entrevista à revista Science, revelou dados surpreendentes sobre o comportamento dos gatos. Um deles é que os gatos não são tão relaxados e preguiçosos quanto as pessoas os estereotipam. Enquanto eles foram liberados para passear livremente ao ar livre, os felinos ficaram altamente em alerta e envolvidos com o ambiente.

No vídeo acima, produzido com as imagens detectadas pelas câmeras acopladas nos animais, é possível desmistificarmos de vez a ideia de que os gatos são indiferentes aos seus donos. Em tais imagens, é possível percebermos que, quando estavam em casa, os animais tendiam a seguir seus humanos e gostavam de ficar no mesmo ambiente que eles.

Uma nova visão

"Os gatos são vistos como relativamente preguiçosos, especialmente em comparação com os cães. Mas nós vimos que quando eles estavam do lado de fora, eles se tornaram super alertas. Eles checavam os arredores, às vezes por meia hora ou mais", explicou Huck. "Quando eles estavam em suas casas, os gatos passavam muito tempo seguindo seus humanos ao redor. Eles gostavam de estar na mesma sala. Muitos dos meus alunos ficaram surpresos com o quão ligados os gatos eram para as pessoas".

Mas não pense você, caro leitor, que fazer um gato usar um equipamento de vídeo tenha sido uma tarefa fácil, como todos podemos imaginar. Alguns experimentos similares foram conduzidos em diferentes animais no passado. Entretanto, estudos utilizando câmeras corporais em felinos parecem ser bem escassos.

"Alguns outros estudos colocaram câmeras em gatos, mas eles tendiam a olhar apenas para uma coisa: quantas vezes os gatos atravessam estradas, por exemplo, ou quantos animais eles matam. Queríamos ver uma variedade de comportamentos. Em alguns outros estudos, as pessoas observaram diretamente gatos. Mas os gatos se comportam de maneira muito diferente quando uma pessoa está por perto", concluiu.

A ideia inicial era monitorar 12 felinos utilizando o equipamento. Porém, cinco deles não reagiram muito bem, tentando arrancar as câmeras acopladas em seus corpos. Um dos gatoso até mesmo atacou seu próprio filhote depois que a câmera foi plugada. Portanto, os pesquisadores optaram por exclui-los da amostragem.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+