Entretenimento

Justiça dos EUA arquiva processo do bebê nu na capa do álbum Nevermind, do Nirvana

0

A Justiça dos Estados Unidos arquivou a ação judicial do homem que apareceu nu, aos 4 meses de idade, na capa do álbum Nevermind (1991), do Nirvana. A banda era acusada de pornografia infantil.

Na última sexta-feira (02/09), Fernando Olguin, de Los Angeles, determinou que o homem, Spencer Elden, demorou muito tempo para acusar que o Nirvana o explorou sexualmente. Ele entrou com o processo mais de dez anos após saber sobre a existência da capa.

Além da banda, os outros réus da ação foram os membros do Nirvana Dave Grohl e Krist Novoselic, a viúva do falecido vocalista Kurt Cobain, Courtney Love, gravadoras de discos e o fotógrafo Kirk Weddle.

Weddle tirou a foto em 1991 no Pasadena Aquatic Center, na Califórnia. A capa do Nevermind mostra Elden nadando nu em direção a uma nota de dólar perfurada com um anzol.

Em 2003, aos 12 anos, ao ser entrevistado pela revista “Rolling Stone”, Elden disse “provavelmente ganharia algum dinheiro com isso” (mais de 30 milhões de cópias do disco Nevermind foram vendidas). Já no ano de 2016, ele participou de um ensaio fotográfico para recriar a imagem como um adulto com Nevermind tatuado no peito.

Processo

Foto: John Chapple/ Reprodução

Elden alegou em seu processo, que começou em agosto de 2021, que cumpriu o estatuto de limitações porque seus prejuízos, que incluem sofrimento emocional, perda de capacidade de renda e “perda de prazer da vida”, seguiram na idade adulta.

No entanto, o juiz rejeitou esse argumento. O magistrado afirmou que, seguindo essa lógica, Elden poderia processar o Nirvana indefinidamente.

“O demandante não alega que sabia de uma violação que ocorreu quando ele era menor de idade ou uma lesão que constitui a base da reclamação dentro de dez anos após a apresentação desta ação”, escreveu Olguin.

Elden apresentou três versões de sua queixa. No entanto, com a decisão do juiz Olguin, ele não pode entrar com mais ações.

Bert Deixler, advogado do Nirvana, disse à Reuters: “Estamos satisfeitos que este caso sem mérito foi levado a uma conclusão rápida”.

Em contrapartida, Margaret Mabie, advogada de Spencer Elden, afirmou que o cliente “pretende apelar.”

“Sob essa leitura da lei, as medidas contra pornografia infantil evaporam quando a vítima na imagem completa 28 anos,” disse a advogada. “Sob essa lógica, qualquer produtor de pornografia infantil […] poderia simplesmente esperar um tempo e redistribuir material abusivo impunemente.”

A capa de Nevermind foi criada na época em que Spencer era bebê e é impossível para ele envelhecer com essa vitimização enquanto sua imagem permanece em distribuição”, acrescentou.

Outras curiosidades sobre o álbum Nevermind

Foto: Getty Images

O Nirvana gravou Nevermind no Sound City Studios em Van Nuys, na Califórnia, entre maio e junho de 1991, com um orçamento estimado em $65.000. Para arrecadar fundos para a gravação e chegar a Los Angeles, a banda promoveu um show em que tocou pela primeira vez a canção Smells Like Teen Spirit.

Depois de chegar na Califórnia, o grupo precisou trabalhar cerca de oito a dez horas por dia na produção do disco. Novoselic e Grohl terminaram suas faixas de baixo e bateria em poucos dias. No entanto, Cobain levou mais tempo para produzir os overdubs de guitarra, vocais e letras. 

De acordo com Butch Vig, algumas vezes era difícil trabalhar com Cobain, isso porque o artista costumava relutar para gravar os overdubs.

Logo após fazerem algumas mixagens, Vig e os integrantes não gostaram do resultado. Por isso, Kurt Cobain escolheu Andy Wallace para auxiliar nesta tarefa. Wallace modificou os sons de bateria e guitarra, o que satisfez o Nirvana.

Em 02 de agosto daquele mesmo ano, no The Mastering Lab, em Hollywood, o álbum Nevermind foi masterizado. No entanto, a trilha escondida Endless, Nameless, que apareceria no final de Something in the Way foi acidentalmente deixada de fora. Após saber do erro, Cobain exigiu que o incidente fosse consertado.

Fonte: G1, Aventuras na História

Tributo a Taylor Hawkins teve a participação do filho do músico na bateria

Artigo anterior

Após desistir de ser ‘Ken Humano’, jovem vira auxiliar de pedreiro em SP

Próximo artigo