• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

NASA traduziu uma imagem do Hubble em música e o resultado é assustador

POR Cristyele Oliveira    EM Ciência e Tecnologia      12/03/19 às 15h31

O universo é um lugar incrível, vasto e cheio de planetas, galáxias e muitas outras coisas que ainda não fomos capazes de decifrar, e são muitos os mistérios que ainda não foram resolvidos pelo homem, mas a que a ciência busca incessantemente resolver. No entanto, entre o que já sabemos sobre ele, é que o espaço definitivamente não é um lugar barulhento. Sem as moléculas de ar da Terra para ajudá-lo a ouvir, lá fora, em meio a imensidão você estaria ouvindo um silêncio infinito.

Mas esse detalhe não impediu a NASA, de desenvolver uma forma de produzir som mesmo no silêncio do espaço. Ela conseguiu "sonificar" uma imagem tirada pelo famoso telescópio espacial Hubble, que foi lançado ao espaço pela agência espacial em 1990, e desde então vem sendo uma ferramenta importante para os estudos espaciais. Inclusive, já listamos aqui 5 descobertas mais importantes do telescópio Hubble, e também 7 coisas que você não sabia sobre ele.

Música do espaço

Isso mesmo, a novidade agora é ouvir músicas através das imagens do espaço. A imagem em questão, que a NASA transformou em som, foi obtida pela Advanced Camera for Surveys e Wide-Field Camera 3 do Hubble em agosto do ano passado. Os responsáveis pela essa inovação, nomearam a imagem de "baú do tesouro galáctico", devido ao número de galáxias espalhadas por ela.

"Cada mancha visível de uma galáxia é o lar de inúmeras estrelas. Algumas delas mais perto de casa, brilham intensamente em primeiro plano, enquanto um imenso aglomerado de galáxias se aninha no centro da imagem uma imensa coleção de talvez milhares de galáxias, todas mantidas juntas pela implacável força da gravidade", explica a NASA sobre a imagem.

Porém, mesmo que visualmente a imagem seja algo bonito de se ver, ela alcança um outro nível, quando transformada em composição musical. O som extraído da imagem beira o assustador e poderia facilmente entrar como trilha sonora de algum filme de terror ou suspense.

O som

A equipe que criou a imagem sonificada explica como que os diferentes elementos presentes na imagem produzem sons distintos. As estrelas e galáxias compactas emitem sons curtos e claros, enquanto as galáxias em espiral são representadas por notas mais complexas e longas.

"O tempo flui da esquerda para a direita e a frequência do som muda de baixo para cima, variando de 30 a 1.000 hertz", detalha a NASA na descrição do vídeo. "Objetos perto da parte inferior da imagem produzem notas mais baixas, enquanto aqueles próximos ao topo produzem notas mais altas".

No começo, pode até parecer um pouco assustador os "sons" emitidos pela imagem, mas na realidade, ela cria uma melodia bastante harmoniosa, principalmente próximo à metade, quando o som atinge um aglomerado de galáxias chamado de RXC J014.9 + 4438.

"A maior densidade de galáxias perto do centro da imagem, resulta em uma onda de tons médios no meio do vídeo", conclui a equipe.

A novidade é animadora e proporciona uma maneira totalmente inovadora de desfrutar do Universo. E você? O que achou desse som? Conta para a gente nos comentários e compartilhe com os amigos.

Próxima Matéria


Matérias selecionadas especialmente para você

Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+