Mundo AforaTerror e Sobrenatural

O mistério dos corpos de mais de 2 mil anos encontrados em pântanos da Dinamarca

0

Você consegue resolver esse mistério encontrando apenas um detalhe? Aqui no site da Fatos Desconhecidos, nós já exibimos para você esse quiz para você descobrir.

O que você faria se uma série de fatos estranhos estivessem acontecendo na região em que você mora? Na Dinamarca, vem acontecendo um caso misterioso que tem assustado visitantes e moradores do país.

Muitos corpos em ótimo estado de conservação(cerca de 2 mil anos) estão sendo encontrados completamente preservados.

_92660260_139d9c18-c959-44bf-834a-52b2fb6aee8b

O local do mistério se passa entre a linha férrea entre a alemã Hamburgo e Copenhague, capital da Dinamarca. Além da Dinamarca, os pântanos em outras localidades do norte europeu, como a Irlanda e Polônia também têm se revelado tumbas misteriosas.

Segundo a BBC, “corpos de 2 mil anos de idade vêm sendo descobertos, e muitos arqueólogos acreditam que se tratam de vítimas de sacrifícios religiosos da Idade do Ferro (período iniciado em 1.200 a.C. em regiões da Ásia e da Europa), mortas e delicadamente depositadas nos pântanos como uma oferenda aos deuses.
Outros acadêmicos, porém, especulam que podem ser criminosos, imigrantes ou viajantes“.

_93163599_de428adc-4508-4a91-b739-017c9c748379

E um detalhe que chama a atenção é que os corpos encontrados estão em bom estado de conservação por conta dos ácidos produzidos por um musgo que reside no brejo e é muito presente no ecossistema, a turfa, apesar de apresentarem marcas de forca ou cordas em volta do pescoço. Os coletores de turfa foram quem descobriram os corpos no pântano.  Outro detalhe curioso é que alguns corpos também apresentavam as gargantas cortadas.

O Homem de Grauballe – Moesgaard Museum

_93163597_344ccb8e-f308-4c3b-aee0-c6f4c544516a

Em Aarhus,segunda maior cidade dinamarquesa, o Moesgaard Museum tem um resto mortal considerado muito valioso e bom representante da Idade do Ferro na Europa, o Homem de Grabaulle. Ele foi encontrado em 1952, em posição deitada e com grande parte do corpo totalmente intacta, até mesmo o cabelo.

Em entrevista à BBC, a diretora de exibições do museu, Pauline Asingh, conta que “assim como a maioria dos corpos encontrados em pântanos, seu cabelo e pele ficaram avermelhados por causa de um processo químico conhecido como reação de Mailard.

Ele foi forçado a se ajoelhar, e sua garganta foi cortada de orelha a orelha por alguém de pé por trás dele. Mas ele foi colocado com delicadeza no pântano. Pode parecer violento para nós, mas sacrifícios eram uma parte importante da vida cultural desse período”.

_92660264_42578b7e-02a5-416d-8746-7c228958e964

Já o corpo exibido na imagem acima é do Homem de Tollund. Ele tem cerca de 2,4 mil anos de idade está armazenado no Museum Silkeborg.

Ele é considerado um dos “corpos do pântano” mais bem preservados do mundo. Ele foi enforcado e a corda que causou a sua morte ainda está enrolada em torno de seu pescoço.

O que você deste mistério nos pântanos da Dinamarca? Mande seu comentário para gente!

8 atitudes dos homens que a maioria das mulheres gostam e eles nem imaginam

Matéria anterior

8 coisas da nossa infância que nunca descobrimos

Próxima matéria

Mais em Mundo Afora

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.