Curiosidades

O que aconteceu com Tracy Edwards, o único sobrevivente de Dahmer

0

A onda de assassinatos do serial killer Jeffrey Dahmer chegou ao fim depois que um homem que ele estava tentando atacar conseguiu fugir e notificar a polícia. O referido homem é Tracy Edwards, que escapou da casa de Dahmer em Milwaukee em 22 de julho de 1991. Sua fuga é retratada em “Monster: The Jeffrey Dahmer Story”, novo sucesso da Netflix.

Desse modo, na série de 10 episódios, Edwards, interpretado pelo ator Shaun J. Brown, percebe um mau cheiro pouco depois de ser atraído para o apartamento de Dahmer. Isso porque o local estava cheio de partes do corpo em decomposição.

Então, Edwards tenta sair, mas Dahmer o convence a ficar, mais tarde ameaçando Edward com uma faca e algemando-o. Em última análise, Edwards consegue escapar e sinaliza para um carro da polícia de Milwaukee. Quando os policiais batem na porta de Dahmer, eles percebem o mau cheiro e evidências de assassinato. Dahmer é preso como resultado.

Na vida real, a fuga e o raciocínio rápido de Edwards realmente ajudaram a polícia a prender e acusar Dahmer, pondo fim à sua barbárie, informou a Reuters em 2012. A polícia encontrou partes de corpo na geladeira de Dahmer depois que Edwards, ainda algemado, detalhou seu encontro com o assassino. Além disso, Edwards passou a testemunhar no julgamento Wisconsin v. Dahmer.

Série

“Monster” procura ilustrar como houve oportunidades perdidas anteriores para parar Dahmer. Por exemplo, apenas alguns meses antes, outra vítima – Konerak Sinthasomphone, de 14 anos – também escapou e conseguiu pedir ajuda. No entanto, Dahmer conseguiu convencer os policiais de que Sinthasomphone era seu amante, e o menino voltou para o apartamento de Dahmer, informou o Milwaukee Journal Sentinel. Dahmer mais tarde assassinou a criança. Diante disso, onde está Edwards agora?

tracy edwards e jeffrey dahmer

Reprodução

Tracy Edwards

Décadas após sua fuga heroica, a vida de Edwards saiu do controle. Tragicamente, em 2011, ele era sem-teto e acumulou várias acusações de drogas e roubo. Além disso, ele foi condenado à prisão por um ano e meio por seu envolvimento em uma morte em 2012, segundo a Reuters.

A reportagem informou que ele e dois outros sem-teto estiveram envolvidos em uma discussão em 2011; um dos homens caiu de uma ponte e morreu. Edwards foi inicialmente acusado de homicídio, mas se declarou culpado de uma acusação reduzida de ajudar um criminoso, informou a Associated Press em 2012.

“É como Humpty Dumpty”, disse o advogado de defesa de Edwards, Paul Ksicinski, à ABC News em 2011. “É como se ele nunca tivesse conseguido juntar as peças novamente”. Sendo assim, não está claro onde Edwards está agora.

Dahmer, que se declarou culpado de 15 mortes, matou 17 homens e meninos ao longo de 13 anos, muitos dos quais eram negros e gays. “Monster: The Jeffrey Dahmer Story”, no entanto, recebeu críticas nas mídias sociais por romantizar o serial killer, relata a Newsweek.

Vítimas

O ator que interpreta Dahmer na série, Evan Peters, destacou que “foi importante respeitar as vítimas e as famílias das vítimas para tentar contar a história da forma mais autêntica possível”. Contudo, as famílias das vítimas se manifestaram, como foi o caso de Eric, primo de Errol Lindsey, morto pelo assassino aos 19 anos.

“Eu não estou dizendo a ninguém sobre o que assistir. Eu sei que a mídia de true crime é enorme agora, mas se você está realmente curioso sobre as vítimas, minha família (os Isbells) está furiosa com essa série”, afirmou ele no Twitter. Eric ressaltou que rever a história faz com que eles também revivam sentimentos dolorosos.

Já houve vários filmes baseados na vida e nos crimes de Dahmer, incluindo o filme de 2002, “Dahmer”, estrelado por Jeremy Renner. Além disso, “My Friend Dahmer” foi lançado em 2017, retratando os anos de ensino médio do assassino e os eventos que levaram ao seu primeiro assassinato.

Fonte: O Liberal

Bluesky, a nova rede social do criador do Twitter

Artigo anterior

Norte-americano lança documentário sobre ET de Varginha

Próximo artigo